quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Complementaridades


Pouco mais há a dizer acerca da entrevista de Danilo e das declarações de "são" Bieirinha que já não tenha sido dito pelo meu amigo Vila Pouca. Quero, no entanto, acrescentar uma coisa: fico, por vezes, espantado com a minúcia da análise dos adeptos às declarações dos seus atletas.

Disse, então, Danilo que "não podemos perder no Dragão". Oh, sacrilégio! Oh, ignomínia! Danilo disse que podia perder fora do Dragão! Danilo disse que podia empatar no Dragão! Como se atreve ele?

Em primeiro lugar, não era, evidentemente, esse o espírito dessa declaração. É óbvio que a frase tinha a ideia subjacente de um "em nossa casa mandamos nós" ou um "no Dragão seremos invencíveis". Mas, pobre Danilo, não é formado em linguísticas, nem tem estudos avançados de Língua Portuguesa, e teve o topete de não saber a diferença entre expressões. São, na verdade, estas piquinhices ao nível de uma Edite Estrela, que são o embrião da mimalhice de certos adeptos que é confundida com exigência e que leva aos tenebrosos assobios.

Disse o nosso Presidente que "Na forma de entrega, na solidariedade, esta equipa e plantel está como eu desejava e não via há já algum tempo". Concordo inteiramente. Bastava ver os Instagram stories do Felipe, do Alex Telles ou do Óliver para perceber que, no almoço de equipa de ontem, não havia inimizades ou vedetas. Essa solidariedade é uma de "irmãos de armas", que darão a vida em campo uns pelos outros. Essa cola é o que faz um FC Porto à Porto. E isso é. honra lhe seja feita, responsabilidade de Nuno Espírito Santo. Acredito que este é o caminho a seguir. As próximas jornadas poderão comprová-lo ou não. Espero que sim.


Onde já não concordo com o Presidente é nisto. Não compreendo, aliás, que ele não vá atrás do espírito guerreiro da equipa. Talvez ele tenha perdido o pulso à realidade sócio-económica da nação. Quando "são" Bieirinha pergunta se " Acha mesmo que um árbitro se deixa corromper por 300, 400 ou 500 euros?" a resposta não pode ser outra senão um claro obviamente que sim!

O ordenado mínimo nacional ronda os 500€. O ordenado médio os 900, dados do Pordata. Se, cada vez que um árbitro apitar o fifica, receber de "gratificação" mais 1/3 a 1 salário mínimo nacional, a juntar ao seu salário como árbitro profissional de primeira categoria, que é de 1500€, concluímos que este ganha, portanto, desde 1/5 até 1/3 do seu salário por jogo de bónus para fazer o pequenino "favor" de inclinar o campo a favor do fifica. A mim não me parece nada despiciente. 

Estas são aquelas coisas que mereciam referência pronta mas que não encontram contraditório, bem como o facto de parecer não ser de relevância o número de elementos do poder político e judicial que integram a lista de apoio à lista de Bieirinha. E atenção, não estou a fazer qualquer juízo de valor, estou apenas e só a citar factos públicos. Se o Presidente não que saber do caso dos vouchers para nada, não serei eu a fazê-lo.

Estou apenas crente que a atitude de união que se vê na equipa tenha eco nas vitórias subsequentes e que estas levem a títulos. Apoiar é o meu único dever como adepto. Cada um que trave as suas batalhas.

O FC Porto estará lá PARA SEMPRE. Na Voz de cada um de NÓS. 

17 comentários:

  1. O que me deixa triste é esta atitude do nosso presidente. Até parece que o Porto não foi prejudicado com esse esquema dos vouchers e outros afins que o 5lb usa para agraciar os árbitros.
    Para mim, Pinto da Costa não está a zelar pelos interesses do clube. Triste fim...

    Sobre a equipa, gostaria que continuassem a jogar como no passado fds, mas será complicado. Vamos apoiar pois são jovens e ninguém nasce ensinado.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos esperar que tenham encontrado o caminho.

      Abraço

      Eliminar
  2. Toda a gente sabe que Pinto da Costa não zela pelos interesses do clube, porque é um benfiquista de nascença, que andou estes anos todos a enganar os portistas, não é verdade Pyrokokus?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O senhor virus é engraçado. Fazem todos mal ao FC Porto: adeptos, jogadores, treinadores, dirigentes. Todos, menos o Presidente. Esse, nunca erra. Ah, e também os jogadores que o senhor virus gosta.

      Eu pensei que havia uma lógica por detras disto. Afinal é só opinião tendenciosa.

      Que, na maior parte do tempo, diverte e dispõe bem.

      Faz sorrir.

      Eliminar
    2. O que faz sorrir é acusar o Presidente, (vá lá, o Herrera, o Brahimi, o Quaresma, o Danilo, o Quintero, também na garganta dos selotas) de anti-Porto. Isso é que é hilariante

      Eliminar
    3. Então eu sou contra o Brahimi, o Danilo e o Herrera, ein?

      E o Quaresma até nem foi o jogador que mais vezes destaquei positivamente nem nada...

      Amigo, que panca!

      Eliminar
    4. Verdade. Jorge Vassalo tem uma paixão pelo Quaresma como tem pelo Presidente, é só consultar o arquivo.

      Eliminar
    5. O Quaresma não é nem mais, nem menos, que qualquer outro. E sim, basta consultar o arquivo. Há coisas que adorei. Outras que detestei. Como em todos.

      Eliminar
    6. A lógica por trás disto é apenas o F. C. do Porto. Não são necessários alinhamentos diários, com reuniões à socapa com ressabiados de Pouca de Aguiar, tipo Catedral da Cerveja, para denegrir o Clube.

      Eliminar
  3. A porta 18 corrompeu muitos jovens por menos de 500 euros!

    ResponderEliminar
  4. Tenho uma teoria acerca de que como são analisadas as declarações do Danilo: estamos numa fase positiva. Ganhamos ao Nacional; com dificuldades, mas também ganhamos em Brugges; ganhamos ao Arouca e até passo por cima da vitória com o Gafanha. Quando é assim, há menos razões para "bater", tem de se esmiuçar com mais cuidado.

    Se o presidente não fala sobre os vouchers - será que se satisfaz com o que lê no JN? -, falemos nós. Esperando, obviamente, que não venha a ter de falar, pelas piores razões, no dia 6 de Novembro.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. o Bieirinha como aluno aprendeu depressa, pois PDC como professor foi nota 5.

    hoje o aluno que veio do Alverca e que era sócio e amigo de PDC,soube tirar partido das massas e do poder que a marca Benfique lhe pôde dar quer para o bem quer para mal. Eles são muito mais que os nossos e por isso conseguem ir buscar apoio onde mais é preciso e não foi à toa que um dia ele disse que era mais importante ter pessoas no poder de decisão do futebol do que fazer contratações.

    mas devia haver um reflexão, pois o homem já foi condenado por roubo,já criou buracos de milhões nas empresas do qual era sócio e já teve o proveito de perdões de dívidas a bancos com o estado assumir as mesmas. Hoje está na lista dos 20 mais ricos de Portugal

    sobre os vouchers eu já disse que não vai dar em nada mas relembrava o árbitro Rui Mendes que em 2007 num jogo na Luz com a Naval recebeu uma Peça de cristal por parte do Benfique e em que este a considerou ter sido a oferta mais cara que tinha recebido por parte de um clube. Perguntem ao Aprígio Santos e a outros como é que os do Benfique faziam nessa altura. Agora parece que só o FcPorto, o Major Valentim e o Boavista é que pagam por algo que também era prática em outros lados e hoje vemos que existe dois pesos e duas medidas e um tratamento diferenciado.

    PDC não quer saber dos Vouchers porque quem tem cu tem medo só pode...

    Saudações Portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar
  6. É destas coisas que eu não compreendo no Presidente.
    O que se passa com Pinto da Costa? Parece mesmo algo do oculto.

    Qual é a razão/motivo para que não fale de algo que está à vista de todos?
    Estamos perto do Clássico e se ele falasse, hmm, não sei quantas perninhas não tremiam.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  7. passa se que sao quase 80 anos...nao ha milgares meu caro

    ResponderEliminar
  8. Bom dia,

    Não concordo quando diz "Se o Presidente não que saber do caso dos vouchers para nada, não serei eu a fazê-lo". Temos de ser nós a fazê-lo! O presidente pode querer dizer estas coisas para ser politicamente correcto e eu discordo absolutamente dele, esse não é o nosso caminho.

    Os adeptos podem e devem querer diferente e apesar de eu não ser do Norte tenho um certo respeito pelas "gentes do Norte" que sempre vi como guerreiras até á ultima gota de suor e sangue. E assim devem continuar.

    O nosso clube fez-se grande na luta, na guerra e não a ser fofinho e politicamente correcto.

    Saudações Portistas do Sul.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava naturalmente a ser irónico, meu caro... Escrevi ou não sobre o caso?

      Abraço

      Eliminar
  9. Ok, sendo assim continuamos alinhados :D

    ResponderEliminar