sexta-feira, 31 de julho de 2015

Vamos Lá Ver Se Nos Entendemos [ACTUALIZADO PEDRINHO]


Não julguei que fosse necessário, mas sendo que sou visado num post na Bluegosfera, vou fazê-lo de uma forma clara e peremptória, mas, primeiro, vou deixar um esclarecimento.

Pese embora esse post não tivesse o meu nome, foi-mo enviado por mail pelo autor, antes ou imediatamente após a sua publicação. Vinha acompanhado de um texto demonstrando que eu era o visado. Esse post não era este. No entanto, caro Lápis Azul e Branco, advirto-o que, se estava a pensar em mim quando escreveu esse post, terá de me nomear explicitamente.

Por princípio de formação, ignoro indirectas. Se o meu nome não está escrito ou dito, não presto atenção a críticas irónicas ou sarcásticas. Como também ignoro em absoluto quem as faz anonimamente. Era o que mais faltava. No conforto e protecção de uma invisibilidade, qualquer um pode escrever ou dizer o que lhe apeteça.

Mas um Homem - ou Mulher - a sério, no meu entender, é aquele que se responsabiliza pelas suas opiniões. E aqui incluo nicks, porque não. Respeito em absoluto quem não quer assinar o nome próprio, para protecção própria. Nada contra. Mas também se responsabiliza, dentro do fórum específico, pelas suas opiniões. Para mim, é suficiente.

A pessoa pode estar em total desacordo comigo, terá sempre a sua opinião por mim respeitada.

Posto isto, vamos ao mais importante. Amo o Futebol Clube do Porto. Sou "doente" a ver a bola. Faz-me bem, relaxa-me, diverte-me. É uma pausa fantástica do dia a dia. E estou a adorar escrever sobre o Futebol Clube do Porto. Sou fervoroso apoiante. Para mim, é claro que terei de ser a favor da maioria das decisões do treinador e direcção. Evidentemente.

Como uma das figuras responsáveis pelo meu amor pelo Futebol Clube do Porto é Jorge Nuno Pinto da Costa, evidentemente que vou ser, na grande maioria, apoiante das suas decisões. Se tenho uma crítica sobre uma das suas opções, di-la-ei. E, como assino com o meu nome, serei responsável por ela. Se o Presidente me confrontasse com a minha opinião, explica-la-ia directamente. A mesma coisa sobre treinador, jogadores e/ou dirigentes. 


Uma coisa é certa, no dia em que visse mais mal do que bem no clube que apoio, abandona-lo-ia, pelo menos temporariamente. O futebol está longe, muito longe, de ser uma prioridade na minha vida. Não nego que estou ainda mais interessado desde que escrevo, não porque escrevo mas porque fico sempre grato - e a bem dizer, surpreendido - pela quantidade e qualidade das pessoas que vêem e valorizam o que eu escrevo. É para elas que escrevo, é a elas que estou grato.

Garantidamente, verão sempre posts apaixonados. Quando estiver feliz com a minha equipa di-lo-ei, quando estiver furioso idem ibidem. Serei sempre genuíno. Não sei ser de outra maneira. Nem acho que deva ser de outra forma numa modalidade que me apaixona, que me leva a pagar por um Lugar Anual, sobre a qual a última coisa que quero fazer é raciocinar.

Assim sendo, não contem comigo para "pensar o FC Porto", para "mudar o que está mal", para "falar da viabilidade do FC Porto" e "discutir Relatório e Contas". Não quero um lugar na SAD, não tenho pensamento estratégico sobre o Clube, não sei mais de futebol que alguém que lá está há mais de trinta anos. Eu sei que sou menos Portista do que muitos outros. Tudo bem. Não me importa. Continuo a ser o mesmo apaixonado fervoroso pelo meu Clube.

No dia em que deixar de ser, não passarei a minha vida a criticar. Calar-me-ei e seguirei para outras das muitas paixões que tenho, felizmente, na minha vida.

Uma coisa é certa, não estou aqui como arauto da moral clubistica, zelador das Portas Douradas do Estádio do Dragão, nem como medidor de membros. És mais Portista do que eu? Whoopti-fuckin-do! Fico feliz por ti, fico feliz pelo Clube. Estava lá antes de mim, estará, certamente, muito depois.

Critiquem-me à vontade por defender o meu treinador, Presidente, jogadores. Para mim a única forma de ser adepto é esta. A minha. A que faz sentido para mim.

Respeito todas as outras. Não me peçam é para não ser quem sou. Críticas a ser quem sou, para mim, serão elogios.

Porque o Futebol Clube do Porto não é a minha vida. Mas a minha vida com o Futebol Clube do Porto é infinitamente melhor.

E, como diz o outro, só estou aqui para ver a bola. E, se já fiz amigos com isso, óptimo. E se o que escrevo agrada às pessoas, não me sinto senão feliz, agradecido e incentivado por isso.

A todo(a)s o meu obrigado. Mas Arauto da Verdade, não sou. Guardião da Sabedoria, muito menos. Supra-sapiente do FC Porto, menos ainda. Sou só eu. Jorge Vassalo. Sócio. Adepto. Doente pelo meu Amor Azul e Branco. Feliz por poder partilhar esse Amor convosco.

ADENDA: Coitadinho do Pedrinho! Pediu desculpa mas disse que foi ameaçado e a TVI também. Coitado! Olha Pedro, se calhar, mas só, tipo, se calhar, se deixasses de te "enganar" sempre com o mesmo Clube, ainda passava. Mas é melhor estares atento ao teleponto... é melhor não picares muito os Dragões...

quinta-feira, 30 de julho de 2015

O Pequenino Dragão [ACTUALIZADO BROMELHAMENTE]



Gostava que se detivessem por um momento e que fossem aqui. Vejam o resumo dos jogos. Vejam o quanto Óliver Torres contribuiu para as vitórias do FC Porto. Vejam a pura magia nos pés do pequenino Dragão.


Agora contemplem uma hipótese. Vejam o problema de Óliver, a Quadratura do Círculo que teve de fazer, constantemente a ir buscar bolas atrás, quando o Casemiro quase se encostava aos centrais, quando Herrera não tinha pilhas.

Visualizem um Óliver que, em 4x2x3x1 (como como o Lille, encostado à ala) ou em 4x3x3 com um médio de transição veloz e vertical como Gianelli Imbula, não tem de fazer nada disso.

Terão o Óliver contra o Paços, o Óliver contra o Estoril, pura magia. Posicionamento, sentido de jogo, passes teleguiados. Finalização. Só que sempre. Ou então a levar o barco no meio campo, trocando com Herrera, que fez dezenas de passes de rotura, contra muitos adversários, como por exemplo o BATE, em Borisov. 

Este ano temos um meio campo mais maduro, mais combativo, que não precisa que o Dragãozinho venha buscar bolas cá atrás. Que permite que ele seja Maestro. Por mim está escolhido.

E porquê? Porque o Óliver defende. Porque o Óliver tem sentido posicional. Porque o Óliver se sente um dos nossos. Porque o Óliver quer estar aqui. 

Porque Óliver Torres é um verdadeiro Dragão. Deixa sempre sangue, suor e lágrimas em todos os jogos.

Nota: A imagem que acompanha o post é do Twitter oficial do Óliver. A legenda desse twit diz "Posso dizer com orgulho que sou um Dragão mais! Obrigado a todos por um ano inesquecível para mim!". Estamos sempre a pedir jogadores que sintam a camisola. Óliver Torres sente-a. Mas, desta vez, com opção de compra, se faz favor. Obrigado.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE: Quem não estiver satisfeito com a localização do seu Lugar Anual, pode efectuar a troca a partir de amanhã, sexta-feira, às 10:00, nos locais habituais: Loja do Associado do Estádio do Dragão e FC Porto Stores ArrábidaShopping, Baixa, NorteShopping e Off Season Vila do Conde.

ADENDA: Meu caro Pedro Pinto, a mim não me chateia nada, mas, aviso-te, acho que estás a brincar com o fogo... Depois não digas que não te avisaram, e não venhas chorar...

R.I.P. coluna da Fofa com U. Vais deixar saud.....não não vais.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

A Tropa Do Colinho Estrebucha


Ontem Pedro Proença ganhou a eleição para a Liga dos Clubes. Certo. O Porto Universal já aqui comentou. Parece-me sensato que haja um presidente novo, depois do antigo ter garantido ser uma solução temporária que depois decidiu ser permanente. Pedro Proença foi considerado um dos melhores árbitros do mundo - e atenção que eu nunca gostei muito do "Querido" - e o melhor árbitro português. Mas a verdade é que o apoio do zbordem, mas principalmente do Futebol Clube do Porto, incomoda particularmente.

E aqui vem a parte curiosa. No especial de desporto da TVI24, estava lá um senhor, assumidamente fifiquista, em completo delírio por causa deste assunto. Muito curioso! Diz ele que Pinto da Costa (Blá blá blá Apito Dourado blá blá blá Whiskas saquetas) vai controlar Pedro Proença por força do apoio que a este deu. Tenho pena que Sousa Martins tenha estado, seguramente, no modo férias, porque se esqueceu de fazer a contra pergunta óbvia: - Por essa ordem de ideias, depreendemos que o presidente do fifica controlaria Luís Duque por força do seu apoio, certo? Pois. Seguidamente, fala da questão do Presidente da APAF ter feito campanha com ele. Contra pergunta: E os órgãos directivos da FPF que vieram a público, em plena campanha, elogiar Luís Duque? Tudo certo por aqui, verdade? Depois fala da questão da inexperiência de Proença a dirigir clubes. Como? Quer um director de clubes a dirigir a Liga porquê? Essa, ele indirectamente respondeu, dizendo que para se dirigir a Liga tinha de se saber mover no mundo do futebol. Ah, pois, pois é, como Luís Duque sabe, no lusco fusco, de mão dada no bar do hotel. Mas mais, diz ainda o amigo quando confrontado com a evidência que a Liga nada tem a ver com arbitragens, que o objectivo de Proença é dar o salto para a FPF. Ó meu amigo, olhe que a Liga não é um cargo para 3 meses!

E, mais importante que tudo o resto, que levou o nosso amigo Henriques - ontem sobriamente vestido - a quase lhe dar um estalo, o caríssimo representante fifiquista (alguém me há-de explicar porquê, mas pronto) insurge-se contra a mudança nas avaliações do observador. Pedro Henriques explica-lhe que as novas regras são 50% da avaliação in loco, 50% por uma comissão que avalia com ajuda de vídeo. Diz esse amigo que é uma loucura, que isso é influenciar, é um "grave retrocesso". Claro que é, meu amigo! Claro que é! Acabou-se o tão meticuloso plano de se desculpar de um grave erro por "não vi, nem posso ver", que tanto jeitinho dava à Tropa do Colinho, verdade? Temos pena!

O situacionismo estrebucha. Hell hath no fury like a fifiqueiro scorned. 

Mas, na SIC, também a tropa fandanga do jornalismo debateu esta questão. Neste sentido, um perturbado Rita resolveu ser um pouco mais Maquiavélico. Fez questões, pôs em causa, ponto por ponto, cada medida de Proença, como se fosse absurda. Pena é que, do outro lado, não tenha tido o resto dos Coronéis consigo, e cada ponto era rebatido com paciência e alguma sobriedade. 

Apostaram no cavalo errado, amigos. Viraram todo o sentido para o Nomeações. Agora.... há que trabalhar, como todos os outros. E aqui é onde a porca torce o rabo. Não tenho que comentar outros clubes, mas... não me parece tarefa fácil.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Esclarecimentos Na Fonte, Como Deve Ser [ADENDA LIGA]


Quando se tem dúvidas, nada como ir à fonte esclarece-las. Foi o que O Jogo fez, numa entrevista disponível via FCP Para Sempre - nunca me canso de dizer, obrigado Ana Ferreira pelo inestimável contributo - e onde ataca ideias-chave que a mim me satisfaz escalpelizar. O Nosso Grande Presidente está em grande forma e é bom ver que, este ano, a postura silenciosa vai mesmo à vida. Além disso, o Porto Universal congratula-se que estas ideias-chave estejam em consonância com a maioria do rumo que aqui foi preconizado. Mas vamos a isso.

"Luís Duque não tem o mínimo de condições" 

Como lapa agarrada ao poder, Luís Duque desdisse o compromisso estabelecido com quem o apoiou. O Porto Universal já aqui havia falado do encontro lusco fusco no barzinho de hotel, de mão dada com Vieira. Está à vista as juras de amor trocadas nesse encontro, entre whiskys e acepipes. Outra coisa que o NGP fez bem em denunciar é a postura invertebrada, na política como no futebol, do nosso amigo da Geometria Descritiva. Sempre armado com o seu Esquadro e Compasso, o nosso amigo almoça e desdiz, mete relatórios na gaveta, para fazer passar coisas ilegítimas. O que ele não sabe é que, ao contrário da dura lex, isto não está escrito na pedra. Sem o acordo, rapidamente se desfaz o normativo criado. O apoio a Pedro Proença assim o demonstra.

A política de contratações é sempre à Porto

A inoperância do zbordem e do fifica, demonstradas no seu auto-convencimento da valia, matou-os pela boca. E é claro, o FC Porto fez muito bem em aproveitar essa soberba e apanhar os valores que desejava. Se o caso de Danilo já foi escalpelizado aqui no blogue, evidenciando o que diz o NGP, ou seja, que ele queria mesmo jogar no FC Porto - evidentemente! - o caso de Maxi é, para mim, interessante. Então é falso que Vieira tenha apresentado proposta ao jogador. Ou se o fez foi depois. O que sugere que aqui ninguém é tolinho e os valores propalados por Maxi estão longe da realidade. O que se passa é a soberba da segunda circular. Eles ainda não perceberam que os jogadores importantes precisam de se sentir acarinhados.

E isso o FC Porto faz bem. Alex Sandro como caso óbvio. Fico feliz pela sua renovação. E ainda mais por saber que, tal como Danilo antes dele, isso significa ver um Alex Sandro a saber o peso da braçadeira e a deixar a pele em campo. E vale muito mais do que o ordenado que tenha. É ouro. Também é bom saber que 3M é bem abaixo do que o propalado por Casillas. Mourinho bem tentou dar a bicada, mas o NGP respondeu-lhe à letra. É assim mesmo. Fico feliz que o NGP venha corroborar o Porto Universal ao demonstrar que a contratação de Casillas tem a ver com a estratégia de expansão da marca FC Porto pelo mundo. Vistas curtas é para outros que ficam felizes em ser reis do laguinho. Ou tentar ser.

E que dizer de Imbula? Pagavam para que não viesse? Uau. Extraordinário. Já vimos pequenos apontamentos. E ele, claramente, não estava bem. Temos aí um diamante. Que, segundo o senhor Salvador, valia a mesma coisa que o Rafa. Haja paciência.... 

Misdirection, porta aberta à criatividade e a verdade sobre Quaresma 

O NGP disse tudo. Há meses que o Porto Universal o diz. Todas as dezenas de nomes atirados pelo MaisTransferências não são mais do que misdirection. Excelente. E como o caso de Llorente, bem comentado por NGP, ninguém aqui está maluco. Não é preciso um nome sonante. É preciso um nome bom. 

É bom saber também que Quaresma saiu a bem. Como o Porto Universal também já havia dito, o jogador tem o direito a estar num clube onde é peça central, ídolo incontestado e o centro das atenções. Acho que fez por merecê-lo. E isso, naturalmente, não poderia ser conseguido no Futebol Clube do Porto. Um bom contrato para Quaresma, em que é valorizado monetariamente e com a glória em campo. Uma vez mais, desejo-lhe toda a felicidade do mundo e todo o sucesso desportivo, desde que não competindo com o do Futebol Clube do Porto.

E, por fim, como é bom saber que a porta está aberta à criatividade! E principalmente, como é bom saber - e eu continuo convicto que sim! - que pode ser possível voltar a ver isto:



ADENDA: Pedro Proença venceu as eleições para a Presidência da Liga. Verifica-se assim que o candidato apoiado pelo FC Porto venceu. Pode ser pouco, eu sei, pode ser o menor dos males, eu sei, mas pelo menos o Nomeações fica mirradinho contra a parede. Jogar com o campo não inclinado, esse é o desiderato. É bom saber, insisto, que este ano o FC Porto não vai deixar que aconteça o mesmo regabofe que aconteceu no passado.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Pasta de FC Porto


É impossível, absolutamente impossível, ganhar um jogo se não se produz ofensivamente. Este tem sido um dos principais problemas da era Lopetegui. Um defeito que todos os Portistas são unânimes em encontrar. 

Falta um médio criativo? Que tal Brahimi? Um exemplo: o resumo deste jogo na SportTV restringe-se a 30 seg. Uma excelente defesa de Casillas e um remate cruzado ao poste de Alex Sandro. 

Eu entendo experiências. Mas confesso que não percebi nada. Havia táctica? Fio de jogo? Começa-se com 4x3x3 mas com Evandro e Sérgio Oliveira no miolo? E a criatividade? Evandro só para a bola para o lado, Sérgio Oliveira, hoje, francamente mal.

Varela teve vontade de ser pulmão, os únicos passes de rotura eram feitos por... Aboubakar. Confuso, muito confuso.

A segunda parte teve um André André forte, mas com a entrada de Danilo perdeu-se naquele esquema, Tello evaporou para parte incerta, Maxi não está habituado ao jogo pela lateral....Bueno está a querer mexer mas não sabe como, Adrián é jogar com dez.

Se não resolvermos a questão da presença na área e da produção ofensiva, poderemos nunca perder, mas dificilmente iremos ganhar.

Não gostei, mesmo nada. Uma confusão. Mas os jogos de pré-época são assim...?

Individualmente, positivo Aboubakar pela solidariedade, Marcano por tudo, André André pela garra, Varela pela disponibilidade, Brahimi pela tentativa de jogo interior, ainda que trapalhona, Rúben pelos magníficos passes, Alex Sandro pela força e Casillas, por ser Casillas. Grandes defesas. E Helton não esteve nada mal!

Bons Ventos De Mudança


Antes de mais, dizer que jogos como os de hoje, às 17h, contra o Shalke 04, são óptimos para a nossa preparação. Independentemente do resultado, é importante jogar contra equipas exigentes para que se saiba como lida o FC Porto com a exigência e as falhas que tem que corrigir. Nesta altura, saber o que está mal é melhor e mais importante do que saber o que está bem. A correcção e a experiência são feitas agora. Por isso, insisto, os resultados são o menos importante. Mas continuo a esperar que o FC Porto vá solidificando um novo sistema alternativo ao 4x3x3 e que suba a intensidade do jogo de uma forma exponencial.

Nesse sentido, advertir que se deve ter alguma cautela em não embandeirar em arco com as exibições do fifica. Uma coisa, no entanto, ontem já no MaisTransferências - um programa com muito humor e delírio - foi dita, mas sem tocar no nome de Lopetegui: o desgaste - que o nosso treinador quis evitar! - é brutal e o jet lag pode ser decisivo no arranque da temporada. E ainda não foram ao México! Mas, atenção, cautela e caldos de galinha são importantes. O que disse acerca dos nossos jogos é válido para os deles.

Não falo do zbordem. Para quê. Não vale a pena.

Fico muito feliz com o silêncio absoluto nas questões de contratações por parte da SAD. Prova que o Futebol Clube do Porto está a voltar aos velhos hábitos que tanto nos favorecem. Se ninguém sabe quem queremos, fazemos os negócios de uma forma mais calma e melhor. Mas eu acredito em boas novidades nos próximos dias.

E por falar em boa estratégia, o Dragões Diário está a mostrar bem a barafunda que vai nas instâncias do futebol nacional. Este é o estilo de pressão que temos pedido durante o ano passado. Seja como for, o facto dos jogos serem gravados e o observador poder ver os lances difíceis, abre a porta para que o FC Porto faça a pressão positiva que tem de fazer. 

Quanto a Marco Ferreira, melhor que o Dragões Diário, o meu caro Lápis Azul e Branco analisa muito bem a questão no seu Do Porto Com Amor

É, por último, bom sinal que Imbula já treine e bom sinal que, se o jogo de apresentação é para ser segredo, tenha de facto sido. Tirando o vidente Vila Pouca, ninguém mais consegui saber que era o Nápoles. Este muro feito pelo Futebol Clube do Porto é maravilhoso. Estou a  adorar. Já agora, Vila Pouca, o jogo é a que horas, mesmo?

sábado, 25 de julho de 2015

Uma Derrota Pedagógica [ACTUALIZAÇÃO SORTEIO DOS ÁRBITROS]


O Futebol Clube do Porto sofreu ontem a primeira derrota da pré-época. Não foi uma derrota humilhante, longe disso, mas foi o resultado natural de algo que tem de ser erradicado do Futebol Clube do Porto: a constante lateralização do jogo e a tentativa constante de sair com a bola controlada.

A primeira parte teve uma colecção de erros infindos de José Ángel, jogador que, quando bem apertado, demonstra bem a falta de fibra que tem, e o quanto precisamos de uma alternativa de qualidade a Alex Sandro. Ricardo não esteve mal, mas também não foi locomotiva ou determinante.

Bem sei dos treinos, das viagens, do tempo de estágio, que o adversário jogou com a sua primeira equipa, já trabalhada etc, etc, etc. Mas a produção ofensiva tem de ser muito maior, o aproveitamento do corredor central também e as tabelas entre extremo e lateral devem ser essenciais. 

Ainda assim, fico feliz - esta, para mim, é a parte importante das pré-épocas - de ver que Aboubakar é um 9 como eu gosto, em apoio mas com presença na área, que André André é a máquina que eu esperava que fosse, que Brahimi - apesar de não estar a 100% - deu muito de si e que Varela veio cheio de vontade. Mas, mais importante que tudo, que Marcano é o melhor central que temos, forte, decidido e quase sempre bem.

Lopetegui, no fundo, tirou as conclusões que precisava tirar. Temos trabalho a fazer. Não me importo de perder na pré-época para ter uma equipa organizada e forte. Mas ainda há bastante trabalho pela frente.

Para terminar, dizer que a política, neste blogue, vai mudar. Criei-o para partilhar com os meus caros Portistas o prazer que tenho a ver futebol. Não o criei como "pensador da bola" nem para falar de contas e de alternativas à SAD. Estou farto dessa conversa. A partir de agora serei mais rigoroso nos comentários. As minhas reflexões são no campo Filosófico, Teosófico, Político, Económico, Artístico, Social, e não são feitas aqui. Penso muito e gosto de o fazer. Mas vejo futebol pelo prazer de não ter de o pensar. Tenham paciência. Se são apaixonados , sejam bem-vindos, se são críticos de tudo, se querem mudar o FC Porto, renova-lo, discutir balancetes e outros quejandos, estão no vosso pleno direito, a bluegosfera está cheia de espaço para vocês. Esse espaço não é aqui.

Obrigado.

ADENDA:

Outra derrota pedagógica é esta, a do chumbo do sorteio dos árbitros, muito feita a Esquadro e Compasso. Nada que não esperasse. Ou melhor, tinha uma ténue esperança que fosse diferente. Mas uma vez mais se prova que o sistema, no sítio onde conta, está virado para outro lado. Não interessa. É importante que Lopetegui saiba com o que conta. E que cole a velha máxima no balneário: "Marcar cinco golos para ganhar por 2-0".

Contra tudo e contra todos. Porque haveria agora de ser diferente? Por isso é que o NGP está contra Fernando Gomes. Ele sabe do que fala.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Oportunidades A Sério


Hoje o FC Porto já vai começar a jogar a sério. Um jogo que se afigura intenso, onde não duvido que Lopetegui vá testar as melhores combinações, mas que eu acredito que vá ser já na óptica, não de um experimentalismo directo, mas mais de fazer escolhas mais definitivas.

Adivinha-se um jogo de alta rotação, próprio das equipas alemãs, onde já não haverá espaço para brincadeira e descontracção, mas onde o FC Porto jogará mais à vontade, dentro dos seus princípios de jogo. Para mim o mais importante será mesmo testar Aboubakar e a sua capacidade de "agarrar" a posição 9. Aboubakar é um fabuloso jogador, tenho a certeza que uma equipa afinada para jogar com ele no centro, será uma equipa goleadora. 

Forte presença na área, ligação entre os sectores e defesa segura são as chaves. Mas não duvido que será um jogo emocionante.

De referir ainda o ridículo que é o fifica vir alegar 500 milhões de espectadores de um torneio que nós recusamos quando TVE e ESPN Brasil já compraram os direitos transmissivos dos quatro jogos de pré-época restantes. Um triste concurso de membros que só mostra que o fifica nunca pode ficar atrás. Enfim. Mentalidade à escala das equipas.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Notas Soltas de Bróm V


- Então agora é o Inter de Milão na apresentação? E, se for, como é possível A Bola noticiá-lo antes do site do FC Porto, do Dragão Diário e qualquer outra notícia?! Não é só estranho, é ridículo.

- Parece que o Guarda... perdão, o senhor Carlos Pereira teve uma epifania e, de repente, percebeu que dar-se com certas pessoas fazia mal à saúde. Decidiu, então, repensar o seu sentido de voto na Liga de Clubes. Ainda bem. Seja bem vindo. Só lhe custou a humilhação de perder um lugar europeu por uma Taça... que não lhe deram.

- Outros que também já devem ter percebido alguma coisa foram Marafona, Goicochea e ... Pélé. Este último, de uma forma humilhante. Meu jovem, o crime...não compensa. Quem te pede para trair, trair-te-à a ti.

- Vieira veio dizer, para gáudio da população benfas, que 90% do plantel está fechado. Que este já foi bicampeão. Boa Vieira! Força nisso!

- A lista de convocados para o estágio na Alemanha inclui todos os que fazem a preparação até agora. Incluindo Imbula. Bom sinal.

- Casillas pediu um professor de Português. Sinal de respeito e consideração. Gostei. Mais um toque de classe.

- Como há aqui muita gente confusa. - e aqui também pode ser incluindo quem se surpreendeu com as suas próprias fragilidades, resultado de estar demasiado atento à vida dos outros - vamos ver se nos entendemos com o quadro abaixo. Obrigado.


quarta-feira, 22 de julho de 2015

Virgens Ofendidas e Entrevistas [ACTUALIZADO]


Anda por aí meio mundo Portista ofendido com as palavras do Nosso Grande Presidente ao El Pais. Nomeadamente àquilo que julgam ser uma bicada aos antigos treinadores do FC Porto. Mas não é. É só a um.

Esclareço. Jesualdo saiu quando o projecto se esgotou. A bem, de forma a que ainda hoje fala bem do FC Porto. André Villas Boas saiu a bem, caro, muito caro, deixou uma grande franja Portista descontente, mas continua a ser entrevistado pelo Porto Canal, a fazer especiais, tem o seu quadro do 5-0 no Museu, almoça frequentemente com o NGP e é comum vê-lo na tribuna presidencial a ver jogos do seu Futebol Clube do Porto.

A boca é para um só. Aquele que se desmultiplica em entrevistas para tentar passar a espinha que tem encravada na garganta. Coisa que não compreendo. Ou melhor, compreendo. Já escrevi sobre isso aqui. E à qual mais nada tenho a acrescentar. A não ser que, três anos volvidos, ainda não seja a ele possível compreender a mais dura das verdades. Na hora do aperto, foi-lhe dado o amparo que o sucessor não teve a época inteira. E quanto à qualidade do plantel, quantas e quantas vezes, sim, Hulk e James não resolveram jogos in extremis? Ou Moutinho? Ou Lucho? Não há comparação entre planteis, em experiência, poder de fogo ou princípios assimilados, por exemplo.

Estamos todos agradecidos. Mas o Narciso tem de se vitimizar. Até parece que o NGP não lhe ofereceu a continuidade nem nada. Por isso, é natural que o NGP se canse de tanta posta de pescada sobre assuntos que não lhe dizem - já - respeito. E eu estou com o NGP.

Outra virgem ofendida levou com a indiferença dos tribunais. É como quem diz "Homem, cresça, deixe de ser criancinha e aceite as coisas como um homem, tenha juízo e não me chateie".

O meu caríssimo Cândido Costa, como grande homem do futebol que é, e a pessoa séria que sei que também é, resumiu um não assunto de outras virgens ofendidas obcecadas em poucas frases, como só alguém como o Cândido sabe fazer.

E, por fim, para outras virgens ofendidas, fique claro a mais valia da contratação mais badalada do momento. Eu sei que custa. Mas não é Pinto da Costa quem quer. É Pinto da Costa quem sabe.

ADENDA:

Também eu tenho que me retratar de uma coisa. Apesar de não me ter caído bem no tempo que aconteceu a forma como Jackson Martinez se foi embora, quero dizer que isto aqui em baixo vem limpar tudo o que disse. Obrigado Cha Cha Cha! Que sejas feliz no Atlético.



Obrigado! Começo como irei terminar, não apenas este texto mas principalmente o meu percurso no FC Porto: com um...

terça-feira, 21 de julho de 2015

Debandada [ACTUALIZADO]


Tem sido curioso o spinning do MaisTransferências da TVI24 a falar das saídas do Futebol Clube do Porto este defeso como "Debandada". Sim, de facto, temos vendido mais jogadores que os nossos rivais. Devolvemos, também, os emprestados, um deles com lucro de, até agora, 7.5M. Pode ser mais. Por todo o lado se diz que saímos a perder. Tudo a celebrar, cheio de pujança, a dizer que Lopetegui terá que fazer tudo de novo. Será?

Vou fazer uma análise aprofundada mais à frente, mas vamos ver: Sairam Fabiano, Danilo, Casemiro, Óliver (não poderia ficar, mas pode ainda haver uma surpresa), Jackson e Quaresma. Sobre este último não voltarei a falar, a não ser para lhe desejar felicidades. Entraram Iker Casillas, Maxi, Danilo, André André, Sérgio Oliveira, Alberto Bueno e Imbula. Ainda faltará um ponta de lança e mais uns pozinhos.

Perdemos qualidade? Sem contar com a avaliação do ponta de lança - digo desde já que gosto mais de Aboubakar, mas outro ainda melhor pode vir - não creio. Perdemos a espinha dorsal? André André, Sérgio Oliveira, Danilo e Maxi não estarão familiarizados com o Futebol Clube do Porto e a sua forma de jogar? Ou o regressado Varela? Explicar a Imbula e Bueno é diferente de explicar a 16!

Não temos a pressão de uma pré-eliminatória, nem sequer temos nenhuma competição antes do campeonato. O nosso treinador já teve um baptismo de lava do nosso campeonato no ano passado. Tudo caminha a bom ritmo.

Acho ternurento como os nossos rivais embandeiram em arco com a conversa de Mourinho e nos perguntam de onde vem o dinheiro. Isto é que é ter uma lata infinda. E põe em causa os 84M oficiais de vendas até agora.

Os excedentários Josué, Ghilás, Reyes, Carlos Eduardo, Licá, Tozé e Sami já têm a sua situação definida. Arrumamos muito a casa, vamos fazê-lo com mais. O nosso valor de compras é significativamente menor que o das vendas. E ainda temos vendas para fazer. Mas, aparentemente, não chega.

A "debandada" é o funcionamento normal do Futebol Clube do Porto. Não é começar do zero. Não se pense que os jogadores saem daqui a correr mais depressa que o Tello ou o Flash. Isso é mais a Sul.

ADENDA:

Fui agradavelmente surpreendido na caixa de comentários do meu post anterior, por este comentário do sr. Pedro. Por ser absolutamente essencial e por subscrevê-lo na íntegra, transcrevo-o neste post. Desde já, o meu muito obrigado ao sr. Pedro. Bem haja.

"Caros Companheiros Portistas,

Sinto-me obrigado a deixar uma mensagem de apoio ao Lopetegui. Tem elevado o nome do FC Porto a patamares que só um fanático pode considerar que já eram os nossos e em especial num mercado vizinho cujo futebol português em geral nunca soube aproveitar. Mas não só (vivo na China, verifico em primeira mão esta situação) melhor ainda era a Samsung nas camisolas.

Acho que também não podem existir dúvidas de que um Treinador em início de carreira (de Clubes e Treinador Principal) nunca viria para cá para se reformar nem para trazer os amiguinhos espanhóis para ganhar reformas que nem são assim tão boas quando comparadas ao que podiam auferir no médio oriente, china ou estados unidos. Só os pobrezinhos portugueses é que têm constantemente esta filosofia de vítimas do tachinho, à espera que lhe venham oferecer o seu.

Estamos igualmente a falar de alguém que deu a cara por nós a época inteira, sozinho. Que vestiu e veste verdadeiramente a camisola. Ainda me recordo como adorávamos o Mariano Gonzalez... só porque corria e suava muito quando desportivamente era uns furos abaixo do que se quer.

Nós somos adeptos exigentes sim. Mas não de vitórias como muitos apregoam. Somos exigentes porque ninguém nos tem à partida, não somos carneirinhos das palmas como para os lados de carnide. Se querem ser um dos nossos têm de nos conquistar, com sangue, suor e lágrimas, ganhando, ou PERDENDO. Como aconteceu. Tudo o resto sempre foi acessório no caminho para o nosso coração.

E este treinador deu-nos isso tudo. No mínimo merece respeito. No máximo merece outra oportunidade para mostrar o que vale (o Mariano teve 4 anos) e isto apenas se dúvidas existirem quanto à sua qualidade.

Na verdade, só vejo uma coisa que se pode apontar a um Senhor destes e após uma época destas. Não ter conseguido que os jogadores corressem mais do que ele...

Quanto ao Quaresma meus amigos, pode ser muito portista, mas fez algo que não poderei perdoar-lhe: foi muito portista e trabalhador até sentir que tinha as costas demasiado quentes (culpa nossa) para fazer o que bem lhe apetecia. Aí viu-se o verdadeiro carácter do Senhor, a quem agradeço, mas que só um cego poderá pensar que não se tentou aproveitar escandalosamente para proveito próprio, em vez de agradecer, todo o carinho que lhe foi endereçado.

Aliás, nunca vi ninguém do FCP ser tão acarinhado ou defendido pela CS em geral, o que normalmente não é sinal de coisa boa.

Ao mesmo tempo, nunca vi a CS andar tão preocupada com a solvência do FCP ou com a fraca qualidade do nosso treinador. Se não fosse por mais nada, estes dois sinais bastavam para querer o Quaresma fora e o Lopetegui dentro e por muitos anos.

Saudações Portistas

Pedro
Sócio desde 1987"

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Para Terminar De Vez Com O Assunto [ACTUALIZADO NGP]


Último post sobre este assunto. Quaresma diz que "vai pagar a dívida ao Besiktas". [NOTA: Parece que foi negado, embora eu ache que ele vai sair] Acho muito bem. Quaresma, o Mago, o Harry Potter merece um clube onde possa ser o centro, onde tudo passe por ele. Não tenho duvidas que terá o maior sucesso. 

No entanto, esse clube não pode ser o Futebol Clube do Porto. Na discussão Quaresma é tudo muito pessoalizado. É porque Lopetegui não gosta dele. É porque ele é cigano, não espanhol. É porque ele se impõe. É pelo ordenado - brutal.

Não, meus caros. É por causa disto. E isto ficou bastante melhor depois de Lopetegui! Porque quem se formata para ser egocêntrico jamais será jogador de equipa. E esse é o busílis de Quaresma. O Futebol Clube do Porto não se pode dar ao luxo de trocar a consistência pela genialidade. Por muito que ela exista. E faça sorrir. E dê espectáculo. Futebol não é só isso.

Boa sorte e obrigado, Quaresma. Que sejas muito, muito feliz.

Palavras para quê, o Nosso Grande Presidente numa das mais lidas publicações do Mundo. Não é que muita gente se tenha esquecido. Mas caso não se lembrem, aqui se mostra como é ser um Grande Presidente. O Nosso. A boca aos treinadores é demolidora.

domingo, 19 de julho de 2015

No Meio Estão As Dificuldades


É muito prematuro, para mim, estar a fazer avaliações categóricas baseadas em dois jogos, mas algumas ilações se podem tirar, depois da vitória de ontem.

- Brahimi e André André vem para dar uma pedrada no charco. O primeiro quer limpar a face depois duns meses periclitante, o segundo veio com a fome própria do sobrenome - e nome - André. São, aliás, boas dores de cabeça, ele e Sérgio Oliveira, se calhar duas contratações que Lopetegui poderia não esperar serem tão fortes.

- Imbula e Danilo são dois muros, qual deles com mais acutilância. Ainda precisam de entrosamento e de saber em que esquemas jogam mas, bem sincronizados, serão certamente a primeira tranca na porta e a catapulta do ataque. Estão a deixar Herrera sem espaço.

- Bueno, no meu entender, só precisa de afinar a ligação com os colegas. Tenta marcar, dá a marcar. Qual é a posição que melhor o define? Não sei.

- Infelizmente, Adrián está a esgotar o seu tempo. Continua com os mesmos problemas. Não entendo, Freud deve conseguir explicar, como pode um homem que tão bem se desmarca, ter uma finalização tão trapalhona e embrulhada. De nada serve se não concretizar.

- Varela vem com vontade e maturidade. Bom. Casillas já mostrou a sua classe. Bom. Não teve é muito que fazer. Maxi.... ainda é cedo.

- Maicon está consciente do peso da braçadeira e de quem tem atrás de si, Marcano continua com aquela classe absoluta, Indi... tem de pensar na vida.

- O meio campo é um bom problema, ao qual ainda se pode juntar Herrera. Há excedente de muita qualidade aqui. Alguém vai ter de sair. Quem? Gostava de saber as vossas opiniões.

No entanto, ainda é cedo, os adversários são fáceis, falta enfrentar equipas do mesmo nível. Mas a qualidade está lá. E recomenda-se. Bons sinais para o futuro. Mas nada está ganho à partida!

P.S.: Falar de barriguinha cheia é muito lindo! Ou então é querer o bolo só para ele, e para o Clube dos Clubes-Com-Dono-Com-Receitas-Estranhas-Mas-Shhh-Não-Fales-Muito.

sábado, 18 de julho de 2015

Declaração Pública [ACTUALIZADO]


Vai começar a época. Hoje já jogam dois reforços de peso. Vem por este meio o blogue Porto Universal fazer um aviso público sobre esta época.

- Este blogue está com o treinador Julen Lopetegui. Ao contrário da mui propagada opinião bluegosférica, não acho nada que estejamos mais fracos. Concordo, até agora, com todas as dispensas e tenho consciência que as mais difíceis estão para acontecer. Mas a nossa qualidade é muito superior à do ano passado, em experiência, maturidade e agressividade.

- Este blogue está agradecido ao treinador que deu a melhor defesa Europeia ao Futebol Clube do Porto e teria dado um dos melhores registos de pontos, não fosse ter sido roubado indecentemente.

- Este blogue sabe que é da responsabilidade da Direcção em consonância com o Treinador o excelente registo de vendas e está consciente do esforço que foi a brilhante campanha Europeia do Futebol Clube do Porto, responsável quer pela montra de vendas que fez excelentes negócios realidade, quer pela aquisição de um jogador que espalhou o nome Futebol Clube do Porto por todo o planeta.

- Este blogue sabe que a intenção de tornar o Futebol Clube do Porto um clube de dimensão Europeia clara terá as suas virtudes, mas fará com que as Competições Europeias tenham uma vital importância, prioridade que outros clubes podem não acompanhar.

- Este blogue sabe que falta um mês e meio para o fim do mercado e que, até lá, pode sair e entrar muita gente.

- Mais importante do que tudo, estará este blogue atento ao spinning que poderá ser feito por outros blogues, críticos à máxima casa, tendo a satisfação de estar com o treinador desde o início.

- Sublinho, neste blogue sabe-se que "ego" é coisa que não é prioridade, e rapidamente assumirei o meu erro de análise se se demonstrar tal mas espero que tal não seja verdade, não por mim, mas pelo bem do Futebol Clube do Porto.

P.S.: O Futebol Clube do Porto comprou o Porto Canal, definitivamente, na sua totalidade. Que isto seja significado de mais e melhor conteúdo Portista, sem esta vergonha de não transmitir os jogos de preparação e não aproveitar para se destacar da cobertura dos outros canais no que ao Futebol Clube do Porto diz respeito. É uma vergonha ficar atrás. Mas que sirva de exemplo. O que não significa 24h de Futebol Clube do Porto.

P.S.2: Afinal, segundo "O Jogo", Lopetegui já falava com Casillas há dois meses. Nada surpreendente, até natural. Mas eu pergunto, quando foi isto, mesmo? Mmm mmm mmm mmm curioso....

sexta-feira, 17 de julho de 2015

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Os Andrades Andrés, os Invertebrados e os Proscritos [ACTUALIZADO]


Dia de jogo, dia de surpresas, dia de alegria aqui no Porto Universal. Vale o que vale em termos de jogo e de resultado - rigorosamente nada - mas a minha alegria em ver os Andrés a agarrar com unhas e dentes a oportunidade que se lhes é dada, dá-me uma alegria quase eufórica.

E que dizer da cereja no topo do bolo com que fui brindado no fim? Que dizer daquele que, já me garantiram, está a ficar tripeiro até ao osso, a encarnar o espírito de Sir Bobby Robson? Depois de, na segunda parte, as supostas estrelas da companhia terem jogado a passo (Iker e Maxi não jogaram), Lopetegui da-lhes uma ensaboadela e põe os marmanjões a correr! É assim mesmo, carago! Quem é mandrião tem que bater os costados!

Corre o rumor que a minha prenda de Natal vem a caminho, mas não deito os foguetes antes da festa.

Dizer que estou ao lado do Nosso Grande Presidente no repúdio à candidatura de Duque, apoiada por Vieira. Como bom invertebrado, Duque faz agora uma inversão de marcha total e deixa cair a sua postura consensual na Liga. Não é brincadeira nenhuma, não é de todo inesperado, mas mostra bem o que eram aqueles drinks à luz da vela entre Vieira e Duque. Enfim, Duques e cenas tristes. Mas, contra tudo e contra todos, sempre e para sempre.

Quero por fim, dar as boas vindas a Maxi Pereira, agora que está visto que foi proscrito e enforcado. Parabéns pá! Agora podes, genuinamente, dizer que és um dos nossos. Prepara-te, a estrada é acidentada!


ADENDA: Aaaahhh... antes é que era bom! Nos antigos tempos do antigamente, dos jogos perfeitos, em que nunca se perdia, sequer se empatava.... essa coisa da Mística paga direitos de autor, essa coisa da Mística. Porque nem mesmo o Bicho - um dos meus heróis Portistas, atenção! - alguma vez se atreveu a sequer pisar o risco, não é verdade? Nunca foi castigado por nenhum treinador nem nada!

Haja um pouco de moralidade, deixemo-nos de tocar as trombetas do fim dos tempos e sigamos em frente. Sim, o Maxi Pereira seria a última pessoa na galáxia que eu iria buscar. Mas agora é dos nossos. E, como tal, merece o apoio do seu Clube e dos adeptos do mesmo.

E ganhe-se outro tetra ou penta campeonato e veremos quem tem ou deixa de ter Mística.

E antes também havia outros adeptos de outra Mística! Mutatis Mutandis!

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Maturidade e Equilíbrio


Maxi Pereira é jogador do FC Porto. Confesso, estive até à última para me convencer. Mas há um alinhamento planetário - ou uma gestão muito boa das oficializações de contratações - que me sossegou.

Confesso que o meu problema era que o Maxi fosse tornar-se uma espécie de estrela da companhia, que viesse ganhar mais que qualquer outro, que se tornasse num astro à parte. Mas isso foi resolvido com Iker Casillas. 

Estou certo que o espírito de liderança e carisma não será superado por ninguém mais que Iker. E, assim, o efeito assintótico da chegada de Maxi dilui-se em mim completamente. O resto, já está muito bem dito pelo meu amigo Vila Pouca. Para quê repetir-me?

Só dizer, num post necessariamente curto, que não há palavras para descrever a alegria que senti no profundíssimo respeito que Casillas mostrou pelo FC Porto e pelos seus companheiros. O seu discurso directo, pausado, coerente, assertivo, a pôr a instituição à frente de si mesmo, para mim, vale ouro. Vamos ver se, a prazo, não valerá uma braçadeira também.

É incompreensível que o Porto Canal - ou qualquer outro meio, já agora - não capitalize o efeito das contratações ao transmitir o jogo de preparação. Se o Porto Canal não transmite os jogos oficiais, se não transmite os jogos de preparação, transmite o quê exactamente? Parvoice.

Mas isto pouco importa. Importa dizer que estou muito satisfeito com o preenchimento da nossa principal lacuna no ano passado. Maturidade e experiência. Temos um plantel que não vai tremer nos jogos decisivos, com liderança e espírito de luta até não poder mais. O saber de experiência feito, a dinâmica de vitória e a garra de desbloquear jogos difíceis. Mas também a juventude, a irreverência e as apostas, como a de Francisco Ramos e André Silva, para o plantel principal. Maturidade e equilíbrio, isso é o que interessa. O resto são só passageiras distracções.

P.S.: Quintero foi emprestado ao Bologna. Que venha de lá magro e cheio de vontade. Com um espírito mais lutador e de ajuda na defesa, a posição 10 tem sempre lugar para um mago.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Os Corruptos, Os Maquilhadores E Os Incompetentes

Os Corruptos. É assim que o pessoal da segunda circular designa o Futebol Clube do Porto e os seus adeptos, devido à questão, velha, muito velha, do Apito Dourado. É claro que não falam daquele arranjinho que o meu caríssimo Lápis Azul e Branco explana aqui, que perduraria não fosse a primavera Marcelista ter sido interrompida por aquela coisa chata que foi a Liberdade. 

Desde os anos 80 que o fifica tenta por tudo recriar as bases tentaculares do Sistema que os beneficiasse. Ontem, ao anunciar o fim da carreira, Marco Ferreira voltou a pôr bem o dedo na ferida e a expor, preto no branco, tudo o que o levou a essa decisão. Diz ele, como aqui citado, que não vai desistir. Nós também não, Marco. Nós também não. 

"Termina hoje a minha carreira de Árbitro, agradeço a todos as sentidas mensagens que recebi, foram muitos os amigos que quiseram deixar uma palavra de amizade, gente do futebol, da sociedade em geral desde a política até aos desconhecidos, a todos o meu muito obrigado... 

Dediquei 20 anos a esta nobre causa, sendo 9 deles no futebol profissional, abdiquei da minha profissão de 12 anos na Banca, dos meus amigos e até da minha família quando o dever chamava por mim, todas as minhas ausências eram compreendidas por quem gosta realmente de mim. 

Não me arrependo de nada, de nenhuma palavra que disse contra o "SISTEMA" enraizado. Saio neste momento não por deixar de gostar de arbitragem, muito pelo contrário, saio para poder ganhar a minha liberdade de expressão e acabar com as pessoas que destruíram e continuam a destruir anos e anos de conquistas que a arbitragem portuguesa alcançou. Tantas injustiças ao longo destes anos e não entendo como continuam a prestar vassalagem a incompetentes, todos se queixam mas infelizmente só o fazem no silêncio. 

O 25 Abril deu-nos liberdade, está na altura de perderem o medo, de levantar a cabeça e enfrentar as pessoas de frente, unidos venceremos e podem ter uma certeza, estarei na linha da frente como sempre estive nos momentos e nos sítios certos e se optarem uma vez mais em serem submissos façam-no de forma a que todos os dias consigam se olhar ao espelho e questionem, tenho orgulho em mim? Sou um bom exemplo para os meus filhos? 

Se a resposta for "sim" continuem que um dia os vossos filhos vão demonstrar que estavam errados... Não saio por querer, levei um "cartão vermelho" por ter carácter, por ser sério e por não pactuar com injustiças, talvez estas infracções estejam este ano nas alterações às leis de jogo. 

Estudem bem para não seguirem o meu exemplo... bem hajam..."

A verdade é que, tal como havia dito antes, tudo isto teria de ser pago e bem pago. O fifica pôs todo o seu percurso desportivo no banco de trás para que tal fosse possível. Mesmo com todo este colinho - que teve de ser generosamente comp€nsado - e a jogar uma vez por semana, o fifica quase falhava o seu objectivo. Mas a não presença na fase decisiva da Champions League teve o seu peso pago em ouro. E isso nota-se, a esta altura, bastante bem. Quer dizer, supostamente, não. Supostamente o fifica farta-se de vender caro os jovens formandos. E é ver o camião de gente boa que vem por aí, autênticos terramotos de qualidade por mais de 75M de vendas. Espera ai. Não. Nada disso. Ainda não houve uma só venda do plantel principal este defeso. E porquê?

Esta é a verdade das coisas: não há montra. O fifica teve uma paupérrima passagem pela prova Europeia e o mercado fechou-se. Foi a tempestade perfeita para os lados de Carnide. É claro que, quando apertado, o corajoso Jesus pulou fora. Mas deixou uma batata quente para Vieira que sabe que a verdade das suas contas é que elas estão maquilhadas.

O l' Equipe pôs a nu, creio que sem querer, a verdade das transferências chapa 15 que a maioria dos benfas que eu conheço se gaba do fifica fazer - são falsas. Poderão ser o valor total, com comissões , e isso seria grave. Se Ivan Cavaleiro custou 3,5M ao Mónaco e nas contas do fifica aparecem 15, que contas são estas? (Imagem roubada ao Portal Dos Dragões)

Mas, na verdade, não importa. Junte-se a saúde financeira falsa, maquilhada por um sistema judiciário conivente, que exclui o clube de Carnide de todas as investigações, e temos todo um grande Castelo de Cartas que ruirá ao primeiro olhar atento. Mas , atenção, a nós não incomoda nada! Continuem a enfiar a cabeça na areia, sem problemas. Nós gostamos que se pensem os maiores, que chamem franguício a Iker Casillas e que continuem nesse sistema. A espiral é toda vossa, mas aqui ninguém pensa que há campeões de pré-época: no final falaremos. A superioridade moral é que não vos fica bem.

E, por falar em Casillas, que dizer do que se passou ontem? Directos na SIC Notícias da chegada de Iker Casillas, acompanhamento da carrinha e uma emissão especial - em que Nuno Luz diz que tem amigos que garantem que Casillas não ficará muito tempo no FC Porto - informação especial no Mais Transferências da TVI24 e... culinária no Porto Canal. A sua normalíssima programação, cortada pelas duas horas a que o FC Porto tem direito de programação original diária - Uau! - e que, embora tivesse o exclusivo da cobertura da chegada de Casillas ao hotel e jantar com o NGP e Antero, decidiu não obter sequer uma declaração em directo da nossa novel estrela.

Não houve comentário de Bernardino Barros ou de Cândido Costa a este enormíssimo jogador, não houve especial de informação, rigorosamente nada. Nada. Zero. A ligação entre o Futebol Clube do Porto e o Porto Canal mostra o quanto o FC Porto está inadaptado ao Novo Mundo Tecnológico e o quanto o Porto Canal é amador e incompetente. Quem, no seu perfeito juízo, acha que é mais importante um programa de Território ou de Saúde do que a chegada de um jogador que muda todo o paradigma do Clube? Vergonhoso. Amador. Ridículo.

O meu caríssimo Pedro Mota intimou-me a falar sobre a nossa grande conquista em Bilhar. Pedro, desculpe, num dia em que há a chegada de uma contratação histórica ao nosso Clube que, potencialmente, o mudará para sempre, confesso que fiquei irritado por ser dado mais destaque ao Bilhar, a Martins Indi e às bicicletas ou ao Futebol de Praia do que a Iker Casillas. Não esvazia o mérito da conquista mas mostra o caos em que vai a "política de comunicação" do Clube. Nem no Dragões Diário mereceu mais que dois genéricos parágrafos. O nosso número 12 - uma mostra de respeito e humildade de Casillas, na sua escolha de número - merecia um pouco mais. 

E o nosso único reduto de informação fiável deveria ser mais que um canal generalista tangencialmente Portista.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

O Irritante Fogo Amigo


Não me chocam as capas d'A Bola ou Record. Afinal, quando ganhamos a Champions em 2004, A Bola achou que era mais importante dar destaque a coisas da segunda circular. Afinal, a única coisa que interessa para ele. Portanto, fazer uma chamada de capa para uma conversa com o verdadeiro melhor guarda-redes do mundo, Júlio César, é completamente normal.

Como normal é fazerem capa com toques de Midas no dia em que se anuncia a bomba do mercado, coisa que, noutro lado da Europa, já há quem desconfie. É normal, natural, apesar de ser mentira. Mendes roda jogadores, Vieira maquilha contas, está tudo bem. Para nós, é igual. Igual, não, melhor. Melhor porque, pura e simplesmente, enquanto resolvemos coisas, outros fazem de conta que resolvem. Nós damos saltos para a frente, os outros banham-se em bílis.

O que me choca e entristece, não é Mari Carmen que já é instrutora de spinning mas, afinal, não tão lúcida. É o fogo amigo. São aqueles cujo prazer desconheço, cuja profecia é tão grande exercício de ego que faz com que o seu umbigo seja todo um novo sistema solar.

Casillas é pior que Helton. Casillas é caro. Casillas vem dormir. É o descalabro. É a hecatombe. É velho. Vem mandar-nos para o meio da tabela. Vem condenar-nos ao fim. Vem trazer o Apocalipse. 

Quem diz estas coisas, a imprensa estrangeira? Os vendidos da segunda circular? Não, os adeptos Portistas.

Está na hora de porem a mão na consciência, de saberem se querem mesmo que o Futebol Clube do Porto vença ou se querem ter razão. Eu falho e admito-o publicamente. Mas nunca deixarei de estar com o meu clube. Já não posso dizer o mesmo dos amigos com Uzis.

E o Porto Canal, que carregou no ignore todos estes dias? Vão falar quando toda a gente já falou? Isto é que se chama um senhor tiro no pé! Não aproveitar a publicidade? Não exponenciar os méritos do FC Porto? Dá-me ideia que, no Porto Canal, também está a faltar Mística....

Gonçalo Paciência será emprestado. Acho bem. Ainda não está pronto. Mas é imperativo que volte. E abre espaço para novo Ponta de Lança. Vamos ver.

E a limpeza continua: Kléber na China por aparentes 5M, Josué no Bursaspor, Ghilás e Reyes para Levante e Real Sociedad. Com aparente opção de compra. Bom, muito bom.

Estou a gostar. Estamos no bom caminho. Eu sou dos que gosta de gostar do meu Clube.

P.S: 3 Milhões de likes no Facebook. Lugares Anuais a voar. Isto é que são maus investimentos.

domingo, 12 de julho de 2015

A Galegolândia [ACTUALIZADO]


Iker Casillas é oficialmente, jogador do FC Porto. Não foi ainda apresentado, acredito que o será de uma forma especial, como a grande bomba de mercado que é, e o salto qualitativo da marca Futebol Clube do Porto que isso representa.

Para o Real Madrid, isso significou abrir mão do melhor guarda redes da sua história. Outros, aqui, em Portugal, preferem dar destaque a que Casillas já foi feliz na Luz, tinha um galhardete do benfas no quarto - no meio de dezenas de outros - e que a mãe - que não fala com o filho há dois anos! - não achou piada e revelou um profundo desconhecimento do que representamos.

É sempre o mesmo, da mesma forma. Engrandecer o fifica, espezinhar o Futebol Clube do Porto. Nada de novo.

De novo foi, para mim, ouvir, através de um amigo de longa data, que houve um certo jogador do plantel do FC Porto que se referiu ao balneário do Clube como a "galegolândia". Esse foi o termo - galegolândia. Não era, curiosamente, a galegolândia, quando nos últimos 10 anos foi sendo inundada de elementos da América do Sul, onde a língua predominante é... o castelhano. Dois pesos, duas medidas. Hispanofobia ao cubo.

Este ano nota-se uma elevada galegolândia nos convocados para o estágio: 9 portugueses, 6 espanhós e os outros 13 de diferentes nacionalidades. Não há aqui nenhuma galegolândia. Há cada vez mais portugueses no plantel.

Quando Lopetegui chegou, teve de trazer consigo quem conhecia. Como fez Van Gaal ou Mourinho em cada clube por onde passou. Isso é natural. O que, no entanto, Lopetegui conseguiu e consegue, é projectar exponencialmente o nome Futebol Clube do Porto internacionalmente, melhorar as nossas vendas e, mesmo assim, garantir um plantel de qualidade.

Quando me dizem que Fonseca ou Vitor Pereira não tiveram meios, eu respondo de uma forma simples. Quem aponta, quem contacta, quem faz todo o networking para os ter é Lopetegui. E o resto é conversa. Porque agora que está no Fenerbhaçe onde é só pedir, Vitor Pereira tem Van Persie e outros que deseja. E não é o Futebol Clube do Porto não ter querido. É eles nem terem procurado.

Vitor Pereira então, teve um onze brilhante. Cheio de Portismo, experiência e sabedoria. Vamos deixar de fazer dele um coitadinho, sim? Obrigado.  Lopetegui pega em formandos novos - este ano tem mais experiência, que ele tratou de conseguir - e expande-os. Há todo um trabalho diferente.

Não temos campeonato ganho antes de começar. Mas temos, neste momento, todas as armas para o fazer. E agora com um salto ainda maior - estamos a ser falados pelo Mundo. E isso é ouro. E deve-se...a Lopetegui.

ADENDA IMPORTANTE: "

"Como sabem, desde ontem deixei de fazer parte do Real Madrid e comecei a fazer parte do FC Porto. A minha decisão deveu-se as dois motivos: a ilusão que me transmitiram o presidente [Pinto da Costa], o diretor-geral Antero [Henrique] e o treinador Julen, que já conheço há muito tempo; em segundo, pela demonstração de carinho que fui recebendo desde que as pessoas souberem que o meu destino era Portugal. Estou muto feliz e muito contente. Farei os possíveis para não os defraudar e lutarei para conquistar o mais número possível de títulos na minha nova equipa. Obrigado ao FC Porto por ter confiado em mim".

Estas palavras correram o mundo. Estas palavras são o nosso Grande Clube falado em todo o lado. Estas palavras são de alguém que vem dar tudo pelo Clube e não vem aqui a passear. Estas palavras são de um homem que quer provar que é válido. Temos um dos melhores guarda-redes de sempre no nosso plantel.


sábado, 11 de julho de 2015

Retratamento Público , Mea Culpa, Mea Culpa


Há dias em que um homem consciente não pode senão sentir-se envergonhado. Hoje é um deles. O meu caríssimo comentador deste blogue, Pedro Mota, chamou-me, com inteira razão, para o erro grave em que estava a incorrer. 

Fiz uma coisa que detesto fazer, a crítica pública a uma pessoa que não conheço. Assumo que, tal como centenas, quiçá milhares de pessoas, fui induzido em erro pela edição da entrevista no Expresso a Ricardo Quaresma. 

Li a versão escrita e editada, graciosamente disponibilizada pela Ana Ferreira no seu FCP Para Sempre, aqui.

Mas a verdade é que a edição online - aqui, de essencial leitura! - da entrevista mostra a totalidade das respostas da mesma. E o tom é completamente diferente. Mostra um Ricardo Quaresma no seu estilo directo e aberto de comunicar, mas com uma extrema humildade e inclusão dos colegas nas suas respostas, e um sentido de Portismo exemplar.

Não posso deixar de sublinhar a minha vergonha pelo mal entendido que a edição da entrevista provocou, provando que as frases retiradas dos seus contextos e enquadramentos específicos podem, não raras vezes, dar origem a interpretações erradas.

Não só Quaresma incluiu Maicon e Alex Sandro nas pessoas que ele crê saberem o que é Ser Porto - ao contrário da versão editada, que creio induziu em erro o próprio Maicon! - como falou com imenso carinho dos adeptos e com uma exemplar noção de dever acerca da massa adepta e da forma como os assobios devem ser encarados.

Não me resta senão agradecer ao Pedro Mota, que teve toda a razão ao dizer, no seu comentário: "Agora que cada um interprete como quiser, rectifique se achar que tem de rectificar e ponha as mãos na consciência sobre as acusações que fazem inclusive a outros portistas. Uma coisa é certa, CS sabe muito bem o que faz, com quem faz e porque o faz. Já era tempo de o Porto proibir os jogadores de darem entrevistas e certos orgãos de comunicação deixarem de entrar na nossa casa.".

A minha rectificação está feita. As minhas desculpas aos meus leitores mas, principalmente, a Ricardo Quaresma, a todos os seus companheiros e amigos.

Pese embora a sua irascibilidade, ao ler esta entrevista o efeito que em mim provoca é justamente o inverso, o de que Ricardo Quaresma é muito injustiçado e que, ao seu jeito truculento, directo, mas também de alguém que teve uma origem complicada - pela qual tenho o máximo respeito! -, tem um enorme e profundo Portismo dentro de si.

Parabéns ao editor que induziu em erro todos nós na edição do Expresso em papel e pdf. Conseguiu que a opinião pública acerca de um jogador fosse justamente o inverso do que ele transmitiu.

Repetindo o Pedro Mota, "Já era tempo de o Porto proibir os jogadores de darem entrevistas e certos orgãos de comunicação deixarem de entrar na nossa casa." Era melhor para todos.

Da minha parte, fica o retratamento. E o meu pedido público de desculpas. E a garantia de que, de futuro, irei procurar saber das duas partes antes de formar opinião e transmiti-la.

As minhas desculpas, uma vez mais. Obrigado. 

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Não Me Lixem E Esperem


Este é o momento de ser paciente. São detalhes e não questões de fundo. Mesmo assim, é bom saber que são 10 e não 18, 20 ou 24(!!!)M em discussão. Porque há grandes batidas que apelam à calma

quinta-feira, 9 de julho de 2015

FC Porto Expansionista - A Próxima Fronteira


A contratação de Iker Casillas é, em si mesma, bastante simbólica. Vem, antes de mais, evidentemente, trazer maturidade e ambição ao balneário do FC Porto, um saber de experiência feito. É para mim inegável que Casillas tem algo a provar ao mundo, e isso é, claramente, um benefício para nós. É um homem da total confiança de Lopetegui, um ídolo de massas, uma marca em si própria, mas, mais do que tudo, um homem de orgulho ferido, que vai querer mostrar que está longe de ser ultrapassado.

Não duvido que, em muito pouco tempo, seja uma voz de autoridade dentro e fora do campo. Depende da forma como encarar o desafio, mas a mim não me parece que haja senão respeito pela nossa instituição. Com ele vem também uma projecção mediática, um chamariz de patrocínios e, mais importante que tudo, de jogadores de qualidade.

Será caro, certamente, mas aqui interessa ver um princípio de proporcionalidade. É que, não tenho a menor dúvida, o foco Champions League do FC Porto, iniciado no ano passado por Julen Lopetegui - obreiro indiscutível deste salto qualitativo que, como sempre, não duvido que necessite do seu tempo para ser reconhecido pela massa adepta - vai continuar a ser preponderante e decisivo. 

Mas a inexperiência do ano transacto, com a ansiedade juvenil e fraco comando, vai este ano inexoravelmente desaparecer. E esse equilíbrio entre a experiência e a juventude, entre a potenciação de valor bruto e a segurança daqueles que amam e querem a casa, vai tornar o FC Porto exponencialmente mais forte. A maturidade de uma média de idades mais elevada, vai fazer com que não haja tremores nas alturas decisivas da temporada. E isso, para mim, foi decisivo.

Há um paradigma que mudou - e que terá, claro, de confirmar-se em títulos - mas que tratará de dar a Jorge Nuno Pinto da Costa a cereja no topo do bolo do seu legado: a metamorfose por si operada entre um clube de natureza regional para um Grande Clube de Projecção Internacional.

Vamos, Caralho! Este ano será o nosso!

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Fantástico!


Bem-vindo Iker! Maturidade, ambição, carisma, projecção!



Mas, de repente, este tiro no pé já faz muito sentido! Mas, caríssimo, não é com vinagre que se apanham moscas! Onde está a tua "boa onda"?

Football Manager ou O Novo Conceito Da Relva Do Vizinho


Bryan Ruiz assinou com o zbordem. Bryan Ruiz é muito melhor que o "cepo" do Alberto Bueno. Agora é que foi tudo ao ar, vem aí o Bryan Ruiz. Casillas é caro. Ou velho. Ou as duas. Drogba está acabado. Não quero. Há dez mil melhores que todos os Imbulas do mundo. E mais baratos.

Conseguia fazer melhor que o Pinto da Costa a dormir. Está velho. Já não percebe nada disto. Já caiu em desgraça. Eu ia buscar o Osprina. Não, o Navas.

Comigo o Drogba nem calça.

Enfim, numa altura em que estamos nas bocas do mundo como um sítio de referência de potencialização de jogadores e equipa de boa gestão, são os Portistas FM que estão a falar de um leque de transferências, valores e contabilidade e avaliações expert de pessoas ou jogadores que são novos no plantel, que nunca sequer fizeram um jogo no Dragão, ou de estrelas que, a estarem no Dragão, é porque já nada jogam - um brilhante atestado ao valor que dão ao Nosso Grande Clube.

Eu sei que o jogo já existe há uma porradona de anos - eu que fui gamer desde 1982, sei-o muito bem! - mas caramba pá, menos!