quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Análise Club Brugge 1-2 FC Porto - Rés Vés Campo Do Brugge

Ganhámos! Uff! Na nesga, merecidamente pela meia hora a jogar futebol, mas com sorte até lá. Sorte, sim, porque entramos a parecer uma equipa de amadores. Não podemos entrar nervosos e desconexos como entramos, a dar o flanco - literalmente, Layún esteve pavoroso nessa altura - e consentir um golo palerma daquela maneira. Da defesa, a esta altura, só se safava Casillas - que ainda fez duas defesas!

Do meio campo para a frente era um disparate pegado, onde só se safava a entrega total de Óliver e Otávio, cada um à sua maneira, mas sem conseguirem ligar o jogo como se impunha, onde a posse de bola com critério era mentira e o Capitão era pedra ausente. Aliás, Herrera perde espaço cada vez mais, com a sua inconstância gritante, é mais mau do que bom. A espaços, lá aparecia um lampejo daquilo que deveria ser o FC Porto, mas bastava uma pressãozinha do Brugge para tudo evaporar novamente.

Felizmente, após quase 60 minutos, NES viu o óbvio e tirou Jota e um inexistente Herrera e pôs Brahimi e Corona que sacudiram a equipa e fizeram tombar a balança - justamente! - a favor do FC Porto. Finalmente houve dinâmica, intensidade e faro de golo, que começou por um belíssimo remate de Brahimi e que começou a fazer o Brugge recuar, o que possibilitou um belíssimo contra-ataque com um golaço de Layún a redimi-lo da parvoíce da primeira parte. 

A partir daí, a reacção foi aquela que se sabe, o crer motivou o FC Porto que avançou, no fim como deveria ser no início para cima e tentou, uma e outra e outra vez, até que um penalti soberbamente marcado por um André Silva com olhos à Pedro Emanuel deu justiça ao resultado.


Agora em nossa casa, temos de saber da nossa superioridade e matar esta contenda de uma vez por todas, mostrando desde o início o que é um FC Porto à Porto.

Como me disse uma amigo uma vez, são estas vitórias arrancadas a ferro que fazem equipas e dão carácter e nervo. Esperemos que seja eliminada de uma vez por todas a necessidade de dar uma parte e um golo ao adversário. Só dependemos de nós. E isso é excelente. O que conta são os 3 pontos. É melhor jogar bem, mas a jogar mal que se ganhe na mesma. Também serve.

NOTA: É ver, se faz favor, o início do jogo da SportTV, quem fala na roda antes do jogo, e quem fala também verticalmente e sem merdas na flash interview. Esse, um jogador recordista de jogos na Champions, respeitado por todos, tem de usar a braçadeira. O resto, é treta.

49 comentários:

  1. O golo de Layún é magnífico, mas a frieza e coragem do menino André ao marcar a grande penalidade são fantásticas!
    Isso, o modo como se ganhou, e as palavras do Iker são prognóstico de que se irá fazer melhor... Pelo menos há vontade...
    ( Haja Danilo e Hector e teremos equipe !)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Herrera? Só se estiver na posição dele!

      Abraço

      Eliminar
  2. Algo está muito mal quando um comentador da sportv percebe meia hora antes do treinador da equipa o que tem de ser feito para mudar o rumo do jogo!!! E pior se torna quando esse treinador na flash interview da enfase ao espirito de conquista e diz que as substituições nao mudaram tudo mas deram um continuade ao que estava a ser feito antes... Alguem que diga ao NES que como adeptos somos muitas coisas mas parvos nao é uma delas, se ele acredita mesmo no que disse entao o santa marta de cima ficou sem treinador e ele que se apresente. Acho tambem a maior estupidez um treinador ver que o jogo está completamente fora do programado, ver que a estrategia para o jogo falhou e deixar arrastar isso até aos 60 minutos, nao ha paciencia!!!

    Acho que marcano teve bem, herrera e oliver estiveram muito mal!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em primeiro lugar, não disse nada que o Óliver esteve muito bem. O que disse foi que ele o Otávio eram os que mais lutavam mas estavam perdidos em campo.

      Aliás, o que o NES está a fazer ao Óliver é criminoso. Está a pô-lo a 8 recuado ATRÁS do Herrera. O Herrera que não serve, não desmarca, não cria situações e só rematou no exterior! Assim sendo, julgue-se o Óliver pelo que é neste momento: um 8. Devia ser quase 10, mas não é. É um 8. Nesse sentido, fez - e eu contei-os - 4 cortes in-extremis na área defensiva, recuperou uma tonelada de bolas e deu jogo e variou flancos.

      Há melhores para fazer isso? Sem duvida! Chama-se RÚBEN NEVES. Ponha-se o Óliver no sítio onde tem de estar e depois falaremos.

      Os únicos que achei que estiveram bem foram Casillas, Marcano, Layún - na segunda parte - Corona e, sim, Brahimi.

      Aliás, os dois primeiros estão sempre a levar críticas de caca, mas se não fossem eles, teríamos saído de Brugge envergonhados!

      Abraço

      Eliminar
    2. A opinião dos comentadores de programas desportivos é como se sabe tendenciosa e não deixa sempre que pode, amesquinhar e pôr em dúvida a qualidade deste ou daquele jogador do FCP. Ao invés, qualquer chutador dos rivais é sempre considerado com grande potencial e observável pelos colossos europeus.
      Responda quem souber :
      PORQUE CARGA DE ÁGUA O JOGADOR DO FCPORTO QUE MAIS ENCÓMIOS LHES MERECE DÁ PELO NOME DE HERRERA ?

      Obrigado e um abraço

      Eliminar
    3. O Herrera faz muita asneira, mas está a jogar mal porque não está a fazer o que devia...

      Abraço

      Eliminar
    4. Oliver recuperou 4 bolas e quantas perdas de bola teve? Quantos passes falhou (passes falhados para o centro sendo estes os que deixam a equipa compeltamente descompensada).
      Herrera que devia jogar no meio joga a descair para a linha, otavio que devia jogar no meio joga na linha, andre andre parece um menino e entra!!!
      Oliver é bom jogador mas se faz um jogo mau tem de ser criticado como qualquer outro que faça um jogo mau, de queridinhos e odios de estimaçao está o clube cheio.
      Quanto a ruben acho que a jogar é na posiçao 8 mas mesmo assim acho oliver ainda melhor que ele para jogar nessa posiçao, assim como herrera se estiver em forma e regularidade a jogar nessa mesma posiçao

      Eliminar
    5. Eu não disse que o Óliver jogou bem....

      Abraço

      Eliminar
  3. Boa vitoria, bem precisavamos destes tres pontos para discutirmos o segundo lugar. Ha muita gente nova e é normal abanarem nestes jogos, mas esperava mais dos mais experientes. Que fossem rochas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Têm de ser na segunda volta, Artur. Temos tudo para limpar o chão com o Brugge, como se viu na segunda parte. Ah, e com o Copenhaga também!

      Abraço

      Eliminar
  4. nao jogamos nada mas tivemos garra e sorte. Mas assim nao vamos muito longe, esta dificil defenir a equipa, uns jogos jogam alguns bem noutros outros. Layun nunca foi defesa na vida deve jogar no lugar de herrera, rui neves tem lugar na equipa. Oliver esta como estava quando ca esteve, trabalha mas falta lhe muita coisa para 20M. Mas a verdade e que se tivessemos esta sorte em inglaterra nao tinhamos perdido. Bem ganhamos que e o que interessa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei quem é o Rui Neves. Sobre o Óliver já falei em cima.

      Abraço

      Eliminar
  5. Não há mais paciência para o Herrera. Joga a passo, só complica, não é agressivo, não acerta um passe..enfim nada de nada. Concordo que o Oliver não está a jogar onde devia e que em vez do Herrera deveríamos apostar no Ruben. O treinador é como é... fraquinho e apesar de óculos grandes vê com dificuldade o jogo e a estratégia. Como é possível aquela entrada em jogo???
    Esperemos que as coisas melhorem...
    Abraço
    Manuel Magalhães

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O treinador tem de motivar e dar confiança, não é deixar os jogadores a tremer das pernas!

      Abraço

      Eliminar
  6. foi daquelas suadinhas q da gosto, no estadio ainda melhor. um grande bem haja a todos os portistas que tiveram ontem em Brugges, mtos a fazerem milhares de kms pelo nosso gde amor...perdi horas em transito mas valeu a pena plo fim, pq durante 60m foi um mar de erros, de adormecimento, tudo parado a espera da bola. valeu ter reagido a tempo e finalmente uma pontinha de sorte.
    pedra a pedra vamos la
    manu365

    ResponderEliminar
  7. Concordo inteiramente com o seu comentário sobre Oliver e incomodam-me os comentários negativos sobre ele. Aliás já tínhamos "falado" sobre isso. É incrível o que se está a fazer aos jogadores com a confusão que vai na equipa. O Próprio Jota ontem foi uma nulidade, André2 não esteve em campo e André Silva a correr como corre [no FC Porto e não na selecção] não tardará a rebentar. Ao fim do dia uma boa vitória. Ainda bem, tudo em aberto mas desesperamos e desejamos melhores prestações nos jogos que aí vêm. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito trabalho de treinador pela frente.

      Abraço

      Eliminar
  8. Começa a dar a ideia que a equipa pode render mais e melhor mas está "mal montada" ou mal orientada.
    É pena, pois temos muita juventude que bem orientados podiam tornar as coisas mais fáceis mais cedo...

    É penoso ver alguns lances durante o jogo em que literalmente o Brugge não conseguia colocar a bola em campo jogável após lançamento lateral e nós logo a seguir fazemos o mesmo ou pior. Isso mostra bem a tremideira que por lá ia.
    Certas alturas até dava a ideia que o Brugge entregava a bola para marcarmos golo e nós não queríamos.

    Enfim, valeu pelos 3 pontos mas com muita sorte à mistura.

    ResponderEliminar
  9. JV
    Não percebo nada de futebol, mas parece-me que o NES pôs-se a jeito.DE facto até o Freitas Lobo tinha visto que sem alas não íamos lá. A perder só mexe na equipa aos 60 m. Enfim, a sorte sorriu-nos para acertar as contas de Leicester.
    Concordo inteiramente consigo. Casillas tem de ser o capitão, face à juventude da equipa. Tanto mais que o vejo muito mais motivado. Na época passada nem dava instruções à defesa.
    Casillas e Marcano estão a fazer um inicio de época muito interessante. Aliás Marcano está a fazer engolir muitos sapos, nomeadamente aos génios do Mais Futebol.
    NES tem de potenciar o Braihmi e o Corona. Madjer era muito complicado de gerir, e o Rei Artur conseguiu sempre enquadra-lo na equipa, mesmo com o seu egocentrismo.

    A equipa não é tão má como a pintam. Agora já é mais do que tempo para consolidar.
    Jorge Fonseca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que Casillas ainda não nos fez ganhar pontos? Não? Contra o Roma? Ontem? E tantos outros? E, mais a mais, quando me falam do ordenado de Casillas faz-me rir. Como assim caro? O aumento de receitas de merchandising e publicidade deve ser por causa da fada madrinha, não?

      O FC Porto só tem de aproveitar a imensa qualidade desportiva e de marca que Casillas representa e torná-lo no Buffon do FC Porto. O resto é conversa!

      E quanto ao Marcano, é só o nosso central mais capaz e seguro, com uma regularidade impressionante e um sentido de posicionamento impecável. Não sei porquê, não gostam dele. Na época anterior jogou com um MIÚDO ao lado que esta época nem regular na B é.

      Tem de deixar de haver filhos e enteados no FC Porto.

      Abraço

      Eliminar
    2. Caro Jorge,

      O Marcano na época passada encheu uma caderneta completa de asneiras e parvoíces, algumas que nos custaram literalmente bem caro como na final da Taça ou com o Chelsea em Londres.
      Contudo, esta época tem sido um dos melhores. Ontem fez-me quase lembrar o Ricardo Carvalho com a velocidade e limpeza com que arrumava os problemas que surgiam pela frente.
      Penso que devemos criticar quando criticável. O que sou absolutamente hostil é a ódios de estimação, como muitos portistas parecem ter por alguns jogadores do plantel, quer joguem bem ou não.

      Eliminar
    3. Se, no seu trabalho, tiver um maçarico que passa a vida a fazer asneira, o seu trabalho também vai parecer menos bom. Se, por acaso, tiver do lado alguém minimamente competente...

      Abraço

      Eliminar
  10. O problema do Porto está no meio. No meio do banco. NES não conseguiu montar a equipa e já perdeu o André André. A seguir serão outros. Não é este o caminho.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os jogadores não podem fazer a viagem maluca de banco -> titularidade -> bancada -> titularidade -> banco que estão a fazer. Mas que disparate é este?

      Abraço

      Eliminar
  11. Boas!

    Ganhámos e continuámos na corrida num grupo dos mais acessíveis de que eu tenho memória numa champions. Já disse o que acho do NES e mantenho: é fraquinho. O jogo do Nacional foi uma andorinha no longo inverno que estamos a atravessar. O Corona, o Brahimi no banco, o Oliver a jogar aonde joga, o Otávio a compensar no meio e na faixa, desgastando-se até mais não, o André Silva, igual… Os laterais sozinhos nas alas a ser constantemente comidos nas costas… São muitos problemas para uma equipa como a Nossa nesta altura da temporada. Temos tantas opções no meio campo e este funciona tão mal. O Sérgio? O Evandro? A primeira contratação pedida pelo NES? E agora o plantel tem agora menos um jogador. O Adrian é que deve andar um pouco confuso. Equipa B, champions, campeonato e bancada. Ou é de mim e o NES tem dificuldades em avaliar jogadores de futebol?

    Enfim, sábado lá estarei sabendo que faremos melhor resultado do que o ano passado…

    Saudações!

    ResponderEliminar
  12. Boas Jorge,

    Nem sei que te diga... fomos jogar contra um conjunto de coxos que tinha um gajo que corria numa ala e isso quase chegou para banalizar o conjunto de jogadores de amarelo.

    NES este mais uma vez muito mal e muito lento a perceber as incidências do jogo ao contrário de Preud'homme que com muito menos qualidade percebeu como condicionar a atual ideia de jogo da nossa equipa.

    Depois do que se passou em Aveiro, onde os sinais para o balneário foram vergonhosos, vimos isto em Brugges que só não ficou mesmo muito mal por milagre aka Casillas.

    Aliás o melhor jogador em campo da nossa equipa chamou-se claramente Marcano (um renegado que nem eu o queria por cá depois das asneiras do ano passado mas que este ano está a assumir a liderança da defesa ao lado de outro magnifico central também).

    Alex Telles esteve bem, mas limitado tácticamente nas suas subidas.

    No meio campo foi uma desgraça completa com Herrera a fazer mais um jogo mau de mais para ser verdade; Otávio muito individualista e a meter-se em caminhos sempre dificies; Danilo forte na recuperação mas muito fraco na entrega e Óliver que teve sempre muito dificuldade em assumir o comando do meio-campo.

    Com isto Jota e AS foram meros espetadores durante os 60m de jogo e com a insistência de NES em deixa-los para o meio ao invés de abrirem na linha em que a bola estava, perdeu-se os 2 jogadores ali no meio.

    Com a entrada dos Extremos o campo cresceu e o Brugge foi-se pois a equipa é mesmo fraquinha e não dá para mais...

    Enfim... com um treinador que soube-se ler o jogo aos 20m os avançados estavam a cair nas alas (Jota na esquerda e AS na direita) quando a bola viesse por esses lados ou senão Jota teria a liberdade de cair na dieita e na esquerda com AS a ficar sozinho e mais centralizado e a coisa começava logo a correr mal para o Brugge logo aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... estamos de acordo... a ver se ele percebeu isto para a segunda volta...

      Abraço

      Eliminar
  13. Um jogo que obrigou os sócios e adeptos do "DRAGÃO", andarem com o desfibrilador, bem perto do coração.

    Abraço

    Luís (O MEU, O TEU, O NOSSO FCPORTO)

    ResponderEliminar
  14. Caro Jorge Vassalo

    Ganhamos e era o que interessava. Com sorte mas ganhamos, mesmo com um mister que teima em trabalhar esta equipa como pequenina. Há muito para fazer mas confesso que NES não transmite confiança. É muito cagufeiro e falha nos movimentos básicos de dinamização da equipa. Honestamente o Bruges pareceu fraquinho, fraquinho e ainda assim foi melhor do que nós na primeira parte. Incrível.

    Nota para Marcano. Para mim o melhor nos 90 minutos e sabe bem o que penso do jogador mas o seu a seu dono.

    Raoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quantos mais jogos bons vai ter de fazer o Marcano para que essa opinião mude?

      Abraço

      Eliminar
    2. O raio da final da taça ainda está no backmind

      Raoc

      Eliminar
  15. Ontem tivemos uma boa vitoria arrancada a ferros!
    Eu penso que o oliver esta a ser queimado na posição em que joga, mas Ruben neves ainda não pode ir assim ás feras!
    È muito mais fácil para um treinador colocar um avançado novinho do que um jogador de meio campo ou defesa central, pela responsabilidade que cada posição tem e nesse aspecto concordo com o NES em colocar Oliver!
    Agora o Herrera é que me da cabo da paciência, nunca trás nada de novo quando é titular e ontem desde que começou o jogo era visível a inutilidade do seu jogo, também por culpa da posição e do que lhe pediram para fazer mas um jogador de qualidade arranja sempre soluções e consegue entender que não esta a jogar o que pode nem o que sabe, tem consciência do que se passa em jogo e não se alheia!
    Quanto a NEs, também percebo as mudanças aos 60 minutos, que sinal de confianca seria nas suas decisões e para os jogadores se a meio da 1 parte fizesse alterações??
    Era necessário, perceber se com a ajuda do intervalo e conversando no balneário os jogadores naquele esquema táctico poderiam mudar alguma coisa, falam de má leitura de jogo do NEs, eu nao entendo assim acho que tomou a decisão correcta e correu o risco e no futebol quem não quer arriscar fica em casa, correu bem e estamos todos contentes!
    Abraco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendendo a sua visão da coisa, não concorda que Herrera e Óliver deveriam trocar?

      Abraço

      Eliminar
  16. Mais importante que a mudança de sistema de jogo, foi termos jogado com mais 1 jogador a partir dos 60m. Tivesse Herrera se mantido em campo, e duvido muito que fossemos lá.

    Se há jogador a quem o banco faz milagres, esse jogador chama-se Herrera. 2 ou 3 jogos encostado e aposto que quando entrar faz um jogaço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Herrera faz jogos bestiais - maravilhosos! - consistentemente no México! Mas não tem é de lateralizar constantemente! Falarei disso no post da tarde.

      Abraço

      Eliminar
  17. Devo ter visto o jogo errado crendo na maioria dos comentários aqui opinados!

    Claro que não entramos, bem, a equipa deixou-se sufocar perante um Brugges trapalhão mas viril, tosco mas decidido, inferior mas galvanizado.
    E que não convém esquecer, que são os campeões em titulo da Bélgica, que não é própriamente a Albania ou as Andorras desta Europa!
    E também não convém esquecer que foi com este esquema tactico e com este conjunto de jogadores, que nos embeiçamos todos nas últimas partidas...

    Agora acho que NES teve uma leitura de jogo fantástica ao ver que no sistema 4-4-2, a equipa não chegava lá perante um adversário que explorava as fraquezas do FC PORTO; as alas! Sim, o Brugges explorou muito bem as alas do FC PORTO, sabendo que sem extremos e só com defesas laterais a equipa portista expunha-se mais, usava e abusava do jogo centralizado, para depois poder galopar pelos extremos. Foi numa dessa situações e, porque não dizê-lo, com um bocado de sorte e azelhice lá marcaram o golo.
    NES manteve a mesma toada, e confiando nos meus olhos, vi 2 ou 3 situações para golo da nossa parte contra zero do Brugges. Mas e como dizem os experts, a equipa é jovem mas não tem direito a erro!!! Já os da 2ª circular esses é que são bons!

    A 2ª parte NES decidiu trocar o 4-4-2 pelo 4-3-3. Aí o FC PORTO não foi melhor. Foi superiormente melhor!!!
    Após o grande golaço do Layun (que teve a humidade de dizer que o golo brugesso foi culpa dele!), nunca mais o Brugges pousou o pé em ramo verde!
    A vitória foi mais que merecida, foi preud'hommisticamente merecida (o gajo até foi expulso, não queria penalti!!) e veio a revelar uma coisa que todos nós vibramos quando ganhamos e vociferamos quando perdemos: os sistemas tácticos são como as estradas; temos que conduzir conforme o piso!
    No futebol é igual; há adversários onde o 4-4-2 encaixa como uma luva e outros há que em 4-3-3 só assim é que se dá a volta. Gosto de treinadores assim!!!

    P.S. não se esqueçam; o Brugges é apenas e só campeão de um país que está em 9º no ranking da UEFA!!!

    P.S 2 - E continua tudo a malhar no Herrera ( e já agora, pelo que vejo, Oliver tende a ser patinho feio também!), mas André André, está longe de ser um jogador á Porto! Não recupera uma bola, não faz um passe acertado e não consegue estar no sitio certo á hora certa! Será que por ser filho do grande André tem estatuto diferente dos outros, perante o universo portista?
    Todos os treinadores que passaram pelo FC PORTO são uns imbecis: insistiam no Varela que era uma nulidade, agora insistem no Herrera que não sabe jogar á bola!
    Esquecendo-se que o futebol é um jogo colectivo feito para destacar o individual!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os treinadores do FC Porto têm, assim de cabeça, umas 7 pérolas no plantel. Insistem em fazer um jogo que não aproveita as qualidades de nenhuma!

      Abraço

      Eliminar
    2. O Felisberto acha que uma equipa que joga com Oliver e André André algum dia será candidata a ganhar o que quer que seja? Que dizer de jogadores que o melhor que fizeram foi: na ressaca dum bom pontapé do "desgraçado" Herrera, com o GR sentado e sem oposição, faz uma revianga, um toque de calcanhar e fica sem a bola, para além de na nossa área ter feito um passe a um adversário para ele fazer golo. O outro entra e passado 2 minutos já está cansado, não acerta um passe, não faz pressão, não mete o pé numa dividida. Como é possível ser candidato a alguma coisa com jogadores destes?

      Eliminar
    3. A palha nunca fez parte da minha dieta alimentar. Para quem fala tanto em palha engole muitos fardos

      Eliminar
    4. Um site de estatística?? Hahaha Ok!

      Eliminar
    5. O prof Biataites dizia-me. Há mentiras que digo, que até eu acredito.
      O Vassalo está na mesma. Acha que o Oliver da forma que tem jogado, alguma vez é jogador para o F. C. do Porto? Acha mesmo?

      Eliminar
  18. A Vitória branqueou uma exibição miserável. O treinador só o é de nome pois é do pior que tem passado pelo clube. Gastar 12M em dois jogadores, Boly e Depoitre,que não são melhores que os que tínhamos demonstra o desnorte da nossa administração e é com negócios como este que as contas estão como estão. Francamente penso que o nosso lugar é na LE pois somos uma equipa da segunda divisão europeia. Se passarmos será só pelo aspecto financeiro pois no desportivo corremos o risco de sofrer uma humilhação se apanharmos um tubarão. Ontem contra uma das piores equipas da LC foi o que se viu e se eles fazem o 2-0 como tiveram oportunidade nem a eles tínhamos ganho.Não é com vitórias destas que me iludo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, o campeão da Bélgica é uma das piores equipas da Champions? Ok, pronto, só por aí estamos conversados.

      Francisco, vá lá ler a bolha e devorar as palavras do seu amigo ratazana, vá.

      Eliminar
  19. As verdades custam a ler eu sei. Mas não é fazendo como a avestruz que vamos a algum lado. A bolha e afins é lixo que passo ao largo.

    ResponderEliminar