terça-feira, 4 de julho de 2017

O Inferno Dantesco do Cartilheiro

Vivem dias difíceis, os cartilheiros do clube do regime. É difícil contrariar a verdade, e a muleta acaba sempre por ser um lugar comum e, por isso, previsível. Daí que não era difícil de prever que Francisco J. Marques tivesse resposta pronta ao chouriço quando ele disse que "a assinatura não era a dele" e demonstrou que sim. São, de facto, dias difíceis para a cartilhada que, sem linha orientadora clara, se perde em contra-argumentação ad hoc e que nega a dos colegas. Mentir com qualidade e sincronia é complicado!

Ido também, que o foi, o argumento da superioridade moral, vem a justificação mais criminosa de todas: "vocês também fizeram." Miguel Guedes dá, neste vídeo, uma enorme coça ao gobernador que, esgotados os argumentos janeleiros, se sai com um "ah, vocês também faziam". Em primeiro lugar, é uma assunção clara de culpa e em segundo lugar é um assumir de que se julgam no direito de aldrabar.

Acontece que os factos do Apito Divino são muito mais abragentes do que qualquer outro caso anterior e provam que o papoilas estava interessado em toda a ajuda - quiçá até extra-sensorial - para ganhar e tudo fazia, menos jogar futebol. Agora será bem mais complicado! São, de facto, dias muito difíceis. 

Era fácil ser-se o santo. Ser demónio é muito, mas muito, mais difícil. Paciência, lá se vai a superioridade moral! E o que mais virá por ai!

Entretanto, finalmente, a bola rola no Olival. Já tínhamos saudades. Estamos, evidentemente, na fase embrionária. Desesjo o melhor trabalho a Sérgio Conceição. E que tudo corra pelo melhor para voltarmos ao lugar que merecemos. E, por falar em merecer, boas as palavras do nosso mister - todos têm de provar merecer. É isso tudo. Só podem ficar os melhores. Só assim poderemos voltar ao sucesso.

26 comentários:

  1. FC Porto, concentração e que daqui a um mês a equipa esteja limpa e apenas com 1-2 reforços por chegar e que não seja como na época passada em que a poucos dias do fecho do mercado, tinhamos claros défices na equipa.
    Bem, força SC e que a viagem ao méxico não contamine os nossos rapazes :P (já pareço o vidente a falar)

    ResponderEliminar
  2. Ah, vocês também faziam. Para bom entendedor...

    ResponderEliminar
  3. Os e-mails são verdadeiros, não foram deturpados e o seu conteúdo configura de forma absolutamente inequívoca acções criminosas levadas a cabo pelo Benfica tais como tráfico de influência, coação, invasão de privacidade e corrupção.

    Se a veracidade dos documentos ainda está em validação (pessoalmente não tenho dúvidas, mas é uma opinião sustentada, não o facto - ainda!), sobre o resto não existem dúvidas e, tal como o Miguel diz, não pensem que não vão haver consequências. NÃO PODE!

    Gostava que os nossos representantes, oficiais ou não, dissessem isto com todas as letras. Não sejam mansos nem protocolares, insistam ad nauseum, imprimam, colem, preguem, cosam a fio de aço ao emblema do Benfica estas singelas palavras que agora comprovadamente assentam que nem uma luva no seu clube: Coação | Tráfico de Influêcias | Corrupção |.

    Isto não pode passar impune!!! Não podemos permitir ou perderemos também o respeito. É ser vítima e aceitar o status quo. Se não for hoje daqui a um ano estaremos com novo treinador, novos planos, novas queixas, dos penalties, ou de outra coisa qualquer. É aí que vamos dizer "basta!"?. No ano seguinte?
    É este o momento e daqui eles não podem passar.

    Santos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma, a procissão ainda vai no adro...

      Abraço

      Eliminar
  4. Jorge. Nós que além de adeptos somos cronistas vamos necessitar de muita paciência e bom senso para apoiar a equipa. Perante a enormidade de paletes de jogadores que chegam para os adversários mais directos só mesmo com muita garra e inteligência conseguiremos atingir os nossos objectivos.
    Realço isto porque continuo a aperceber-me que nos blogues da bluegosfera já andam por aí as habituais criticas à Administração. Basta ler, por exemplo, os comentários aos últimos artigos no Reflexão Portista, no Tomo III e neste blogue, para percebermos que vamos estar outra vez divididos como no ano anterior.
    Todos conhecemos os erros desta Administração. Todos já a criticámos impiedosamente. Neste momento continuar a bater na mesma tecla é chover no molhado. Sublinho: não me estou a referir aos autores dos artigos mas sim aos comentários quase todos derrotistas.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que não tem remédio, remediado está. Agora é apoiar a equipa e fazer o melhor com o que se tem. Mas, também, se tivermos uma equipa com a valia da do ano passado, bem treinada e cada um in su sítio, não vejo porque não acreditar!

      Abraço

      Eliminar
  5. Chegam a meter pena... repetem a cartilha da veracidade dos e-mails, sabendo eles próprios que são verdadeiros. Basta olhar para a cara deles, e para a falta de argumentos e convicção naquilo que cartilham!
    A cada dia em que aparecem a (tentar) desmentir, só se cobrem de ridiculo.
    E já agora esta assinatura não é minha! Ou é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOL às tantas, vai-se a ver, e andas a dar avais a orçamentos esotéricos...

      Abraço

      Eliminar
  6. Eu acho que já começa a ser demasiada "patetiçe".. ao inicio qd o FJM começou a revelar os mails, foi um estrondo tremendo! Na semana seguinte mais ainda pq os intervenientes vieram comentar os tais mails, o que para mim pessoalmente é prova mais do que suficiente para a veracidade dos mesmos. Mas virem com a história do bruxo? A serio? Muito mau.. até tem a sua piada, mas foi um pouco ridículo:/ agora vir com as assinaturas daquele criaturo?! E nem sequer são "exatamente" iguais !!! Bem, eu tb nao faço a mesma "exata" assinatura duas vezes seguidas, mas se for para "provar" que a assinatura é dele, devia ter escolhido um exemplo melhor..
    Já é demasiada conversa isto tudo. Não queiram passar de justiçeiros para palhaços please.
    Desculpem esta pequena crítica ao FJM (grande Homem) mas teve de ser..

    Saudações

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente acho que o Francisco J.Marques divulgou a história do "bruxo", não porque está relacionada com "bruxedos" mas sim porque provavelmente sabe que há algo muito mais grave nessa história.

      Eliminar
    2. Eu entendo isto como um comic relief, algo para entreter enquanto o programa vai de férias, fazer relaxar os de carnide para depois voltar com #omelhoraindaestaparavir e fazer um ko técnico. Assim espero.

      Eliminar
    3. Caro Marcos, há que ver para lá das aparências... olhe que não foi pela bruxaria que o FJM deitou isto cá para fora. Imagine que não há bruxaria nenhuma, o que passou se com todo aquele dinheiro? Para quem foi e a que propósito?

      Eliminar
    4. Mau! um gajo não pode ter menos tempo para responder a comentários que aparecem logo certas e determinadas pessoas a dizer o que íamos dizer?

      Num se faz, carago! :D

      Abraços

      (Claro que subscrevo o comentário do Lápis, uma vez que ele se armou em Professor X)

      Eliminar
    5. Caro lapiz e Jorge,
      Realmente visto nessa perspectiva faz algum sentido. Convém ver o que passou se (lol) com esse dinheiro.
      Mas continuo a achar que se fez demasiado barulho em relação ao Nhaga (outro lol)

      Mas de qq das formas, parabéns pelos otimos posts e continuem assim.

      Contra tudo e contra todos

      Eliminar
    6. Nhaga = Bissau = Porta 18
      Ai, espera, 18 é para outro Continente. Deve ser 17...

      Eliminar
    7. Um desenho seria mais esclarecedor.

      Eliminar
    8. Um desenho?
      Heh pah....
      Pagaram serviços que o "Policia" não prestou, o que configura um crime de faturas falsas e/ou lavagem de dinheiro.
      Se quisermos ir mais longe, podemos afirmar que este pagamento está relacionado com a "Porta 18".
      Se quisermos ouvir os boatos, diz-se que estes mails chegaram da judiciária de Lisboa, aquando da investigação da Porta 18, os quais comprovavam a acção do orelhas e do chouriço na pratica que foi a tribunal no chamado caso "Porta 18" ou tráfico de cocaína, tendo sido empurrados para uma gaveta.

      Eliminar
  7. Face ao "meio-desmentido" do Rui Gomes da Silva no programa de ontem da SIC, seria bom que hoje tivéssemos o Francisco J. Marques no jornal das 20h00 do Porto Canal a reiterar a veracidade desse email e consequente contrato de bruxaria, e se possível com outras assinaturas do RGS ao lado, para comprovar a veracidade da assinatura que está no contrato cm o Nhaga. Por si só não seria prova de nada, mas certamente serviria para desmentir o RGS quando disse que a assinatura no contrato não era a dele.

    Quanto ao Miguel Guedes e a sua resposta ao Gobern, como em muitas outras alturas, em minha opinião peca por ser tranquila e educada em demasia. Vezes existem em que face ao que ouvimos é preciso dar um murro na mesa e subir o tom de voz e o Gobern já anda a precisar deste tratamento há muito muito tempo e pelos vistos ninguém no programa se sente capaz de lho dar. O Gobern é um encartilhado nojento que está ali a fazer o que o Benfas lhe manda e a defender aquilo que é indefensável. Presta-se a este papel! Se mais provas fossem precisas, este assunto dos emails fez com que a máscara lhe caísse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A história do bruxo é, no meu entender, um pouco mais... nevada. O innuendo é interessante, algures entre o... parece que.. e será que.

      Quanto ao Miguel, foi assertivo, para quem o conhece, no seu melhor.

      Abraço

      Eliminar
    2. Pois... será um caso de bruxaria enfarinhada!

      Eliminar
  8. Rui Gomes da Silva, fez um papel ridículo e fareleiro, indigno de um jurista. Fez lembrar quando afirmou com a ajuda preciosa da "Bola" que foi vítima de uma agressão bárbara no Porto, perpetrada num sábado, segundo ele, por um adepto portista e, na 2ª feira imediatamente a seguir aparece no programa "Dia Seguinte" sem um único arranhão ou coisa que se parecesse. Nem habilidade teve para pedir à mulher que lhe chegasse um pouco de rímel para convencer os mais incautos. É óbvio que mentiu com todos os dentes mesmo para alguns benfiquistas meus amigos. Tentou apoiar-se no seu querido amigo Guilherme Aguiar e conseguiu ao ponto de o desviar do verdadeiro assunto, satisfazendo as pretensões de um jornalista/moderador aparentemente de cérebro artificial. Quanto ao argumentário de RGS sobre a fotografia que circula nas redes sociais, não comento sequer porque não alinho na conversa de verdadeiros filhos da mãe presunçosos, mentirosos e corruptos, capazes de trocarem um filho por marfim, madeira africana, diamantes ou droga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe que o Guilherme Aguiar, surpreendentemente, entalou-o bem!

      Abraço

      Eliminar
  9. Quando se fazem contratos milionários como o do Casillas e Maxi, se deixa aberta a possibilidade de Martins Indi, Aboubakar, Marcano, Reyes saírem do DRAGÃO a custo zero, ou se atira o clube para as garras do fairplay financeiro, não se pode propriamente elogiar a direcção. Estaríamos a ser maus PORTISTAS, acho eu. Isto não é de uma estrutura competente, profissional. Assim não ganhamos títulos.
    Tal não significa que não se apoie a equipa, simplesmente não se apoia estes actos "tresloucados" da sad.

    Luís (O MEU, O TEU, O NOSSO FCPORTO)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Luis não deveria ser só treinador. Era Administrador, Diretor Técnico, Treinador e este clube era imparável.

      Eliminar
    2. Caro Luis,
      Já por diversas vezes discordei de si, mas tive tento nos dedos.
      Hoje não.
      Ainda não começou NADA e já temos os anti do costume a alarviar.
      "Martins Indi, Aboubakar, Marcano, Reyes saírem do DRAGÃO a custo zero" mas onde é que foi buscar isto? aos jornais de Lisboa?
      Dass que adeptos como o luis não merecem ganhar é nada, zero, nicles.

      Eliminar
  10. «O procurador do Ministério Público (MP) pediu, esta Quarta-feira de manhã, no Tribunal de Guimarães, a absolvição do presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, no julgamento da Operação Fénix. O mesmo foi pedido para Antero Henrique, antigo vice-presidente portista. [...]
    O líder portista chegou cedo e ouviu, já na sala de audiências, o representante do defender que não fica provada a existência de segurança privada ilegal. Para que isso acontecesse era preciso que os serviços feitos pela SPDE a Pinto da Costa e Antero Henrique, "fossem de acompanhamento e defesa", alegou o procurador. "Em nenhuma das situações se mostram os crimes, pelo que deverão os arguidos ser absolvidos".»
    fonte: JN

    tanto estardaçal, com laranjos ao poste e, vai-se a ver...
    «que passou se»?

    abr@ço
    Miguel | 92º minuto

    ResponderEliminar