sexta-feira, 21 de julho de 2017

O (Bom) Trabalho Em Curso - Meio Campo e Ataque

Antes de mais, porque o importante vem primeiro, quero desejar rápidas melhoras ao Presidente Pinto da Costa, figura maior do Desporto Mundial - nunca esquecer disto! Outros serão presidentes, mas o Olimpo das Lendas está reservado para muito poucos! Acho curioso, no entanto, que as "virgens ofendidas" que se indignaram com um inofensivo - mas sim, de mau gosto - cântico de uma claque e fizeram disso um escabeche, estejam agora alegremente a gozar com um acidente de saúde e, uma vez mais, a desejar a morte de um ser humano! Que isto fique bem sublinhado.


Voltando ao tema de ontem, prosseguimos então para o importante miolo, a "casa das máquinas", onde muito se tem visto - e muito que, para alguns, é surpreendente. Na ausência de Danilo por lesão, Mikel Agu fez a posição 6, repartida com André André, num feliz regresso ao lugar do seu Pai. Mas Agu mostrou que segue o estilo do seu concorrente natural - um médio de predominância defensiva, embora ainda com alguns defeitos de posicionamento, que também estou certo que Sérgio Conceição saberá dirimir. Agu é forte na pressão e intenso na recuperação. Em breve será um provável dono da posição - dependendo do estilo que Sérgio queira. Sim, porque André foi pressionante e intenso também, a "carraça" que já lhe conhecemos, mas naturalmente soube colocar melhor a bola na zona de ataque e foi mais rápido na criação de ataque e na dinâmica atacante. Mas Mikel é mais parede, o que não é nada mau. Para diferentes jogos, diferentes alternativas. Outro possível candidato a essa posição é Herrera, que já a fez muito bem na selecção mexicana. Voltou a entrar bem vindo do banco, melhor contra o Chivas - como todos - com uma assistência brilhante para Otávio e um par de excelentes remates. Não entendo, juro que não, a antipatia por Herrera. Tem as suas paragens cerebrais, mas bem aproveitado, por exemplo, a 6, é forte, possante e dinâmico.


Na posição 8, todos estiveram bem, uns mais outros menos, mas parece-me bem claro que Óliver conquistou o lugar, naturalmente. Contra o Chivas, então, fez 35 minutos do melhor Óliver, complementando com uma verticalidade e um assumir do comando muito inspirado, com uma alegria no jogo que já não víamos desde o tempo de Lopetegui. Essa verticalidade, a forma como pegou na bola e galgou metros, era uma das poucas coisas que faltava a Óliver. Se Sérgio - sim, dedo de treinador aqui, sem sombra de dúvida - souber reconciliá-lo com o remate... é um caso sério. A juntar a Óliver, João Teixeira e Sérgio Oliveira também estiveram em bom nível, em especial o primeiro, mostrando ser dignos de um voto de confiança para o plantel. A JCT só falta juntar ao seu perfume, intensidade e toque de bola, uma melhor definição do último passe. A Sérgio Oliveira, a única coisa que falta ver é se consegue ser consistente, uma vez que talento, remate exterior, capacidade de marcar livres e cantos - tudo coisas importantíssimas - não lhe falta. Esperemos que a maturidade tenha vindo com a melhor atitude que se lhe viu.


É no capítulo dos extremos que a porca torce o rabo. Ninguém me pareceu estar particularmente bem. Galeno, com tanta vontade de se mostrar ao mister, foi sempre sôfrego e pouco esclarecido, definindo mal e fazendo más escolhas, no capítulo da finalização ou passe para um colega desmarcado. Hernâni foi um desastre, uma vez que a altitude e o esforço físico tiram-lhe a capacidade de explosão, que é a sua principal característica. Apesar disso, acredito que fique no plantel, ao contrário de Galeno, a quem está bom de ver que deverá continuar a evoluir na B, embora com uma porta entreaberta para a A, ou um empréstimo a uma equipa da Primeira Liga. Tal como Hernâni, também a Corona não correu particularmente bem a vida. Cheguei, confesso, a esquecer-me que estava em campo. Também Corona me pareceu cansado e sem o discernimento necessário para fazer boas escolhas, na hora de rematar ou passar. De entre os extremos, apenas Brahimi me pareceu melhorar, embora o cansaço também lhe tire o drible e a capacidade de decisão. Acho que o sector deveria ser reforçado, ou aproveitar Ricardo e Layún quando fosse necessário. As soluções parecem bastante curtas. 


Na frente de ataque, acho que todos estiveram muito bem. Otávio parece muito bem como 9,5, com possibilidade de ser 10 numa variação de jogo. Excelente no apoio e combinação com Aboubakar, rápido, intenso e capaz de furar no espaço, com remate fácil e um golo de cabeça (!), dificilmente se poderia pedir melhor estreia. No entanto, também Soares esteve bem a fazer uma parceria demolidora com Aboubakar. Apesar de não ter marcado, foi rápido, ágil, rematador, intenso na recuperação e pressão, e mostrou jogar bem em tabelas e combinações (vide com Óliver e com Herrera). Mas, para mim, a maior surpresa, e quem pega de estaca, é mesmo Aboubakar. Sim, eu sei o que ele disse. Mas devo dizer que foi estranhamente deixado de lado pelos dois últimos treinadores. Abou tem o defeito de ser temperamental - no que parece ter evoluído - mas a qualidade e facilidade no remate estão lá. Uma belíssima surpresa, a fazer lembrar o início da sua segunda época. Entre ficar com eles e com Rui Pedro, ou ir comprar mais um ponta de lança, eis uma bela dor de cabeça. Por ventura não estará aqui um matador - se Abou estiver de cabeça limpa, sim - mas é sem dúvida um ataque cheio de qualidade.

Bons sinais, a confirmar domingo. Que é também dia de Cavani, o podcast, onde abordarei mais aprofundadamente esta pré-época. Para já, bons sinais. Serão confirmados? A ver, ansiosamente! 

10 comentários:

  1. Cavani! Cavani! Cavani! ups... ^^

    Em relação à equipa, partilhamos da mesma opinião.... para mim era reforçar as alas com um ala para disputar a titularidade com Corona essencialmente, pois Brahimi será titular, Hernâni serve para ir jogando e Galeno deve ser mesmo emprestado.

    Também podem ir para a ala Otávio ou JCT mas aí a conversa é outra.

    Na frente de ataque, os 3 avançados que temos dão e sobram.

    Continuo a achar que um dos centrais tem de sair (Indi ou Reyes) pois termos dois internacionais no banco não faz sentido nenhum.

    Mikel pode ficar ou não no plantel esta época pois apesar do que vi não ter sido mau mas temos muita gente para 2 lugares quando não deveriam ser mais de 4 e se Herrera ficar, junta-se Danilo a André André e Óliver e estão os 4 aí... depois disso ainda temos Mikel, S.Oliveira e JCT...

    Quando se diz que o Porto não tem dinheiro e não adquire ninguém porque não pode eu vejo é muitas dores de cabeça para tirar jogadores em excesso e que tem qualidade para pertencer ao plantel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curioso, não é? Penso justamente o mesmo!

      Abraço

      Eliminar
  2. Estamos a começar bem a pré-época.
    Não vou fazer nenhum comentário individual de qualquer jogador ainda.
    Mas uma coisa desejo, que os nossos jogadores saibam ter uma grande resistência física para toda a época, porque aquela primeira parte foi a partir tudo.
    Gostei.

    Infelizmente a idade passa e mais problemas atacam um ser-humano. Espero que Pinto da Costa continue firme como aço.

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos esperamos as rápidas melhoras do Presidente.

      Abraço

      Eliminar
  3. Isso de desejar a morte não constitui surpresa.
    Foi esta gente disse para JNPC ir celebrar o título com o Dr Pôncio Monteiro, que teve cânticos como foi no Jamor que o lagarto ardeu e que passou a ferro um cardinali.
    O PRESIDENTE pode ter tropeçado no Nh@ga, mas vai melhorar. FORÇA JNPC.
    Falta-nos no ataque um bom finalizador.

    Abraço

    Luís (O MEU, O TEU, O NOSSO FCPORTO)

    ResponderEliminar
  4. Se o hernani tem lugar no plantel com aqueles dois sacos de cimento no sitio dos pes mais vale trazer o lica para o outro lado. O hernani nem a bola dominava e isso nao está relacionado com esforço fisico ou cansaço, é qualidade... atenção que galeno jogou fora da posição dele e com rotinas pedidas diferentes. Joao carlos teixeira nao acrescentou nada bem pelo contrario. Acho que se podia tentar um extremo para a ala direita ja que é brahimi e mais 10

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era tentar empandeirar o hernani para inglaterra. E orientar um whelton.

      Eliminar
  5. Independentemente da equipa acho que a Sad devia preocupar-se era com os padres que foram desmascarados pelos e-mails e que vão continuar a apitar como se nada se tivesse passado. Mas acham que este campeonato vai ter o mínimo de credibilidade? Será com Alvaros Batistas no CD que a justiça é cega e independente? Era com tudo isto que devíamos levantar a voz e ao contrário estamos calados e sem reclamar. Estamos à espera de mais uma vez sermos comidos de cebolada? E depois desta pouca vergonha ainda há quem se preocupe com o (fraco) plantel que por agora temos? Santa ingenuidade.

    ResponderEliminar
  6. Jorge, saudações portistas.
    Parabéns ao Francisco Paulos, estar ver o óbvio.

    ResponderEliminar