segunda-feira, 24 de julho de 2017

O Excelente (FC Porto), O Péssimo (Árbitro) e o Cavani (InSisto)


Ora muito bem, vamos a isto. Não me acusem de embandeirar em arco, mas há muito, muito tempo que não via um FC Porto como este dos primeiros 45 minutos do jogo de ontem. É certo que o jogo do Nacional foi maravilhoso - dia do Pai, dia de uma imensa alegria projectada no sorriso do cimentar do Portismo na minha filha, no seu ar de êxtase aos saltos a cada música do golo - mas este foi qualquer coisa. Apesar de ser cedo, senti por momentos, na primeira parte, um FC Porto esmagador que não dava hipóteses ao adversário. Será para ficar?

Entramos fortes, intensos, sufocantes e pressionantes, com rápidas trocas, tabelas, cruzamentos, remates, bolas ao poste, bolas ao lado e o aproveitamento total do erro adversário! Aboubakar e Soares foram os porta-estandartes, verdadeiras pontas da lança que feria mortalmente o adversário que, ao contrário do que já propagandeia o inimigo, pura e simplesmente apresentava o melhor do seu plantel no jogo - só que nem cheirava! Óliver finalmente aproveita o imensíssimo potencial que tem para ser o Maestrinho que o seu Coração Azul e Branco dita, Otávio a ser o imprevisível vagabundo com a liberdade total de movimentos que merece para o seu talento em grau correspondente e toda a defesa a ser aquilo que é, uma parede de cimento, com um alegre Alex Telles ainda a seguir aquele corredor como um louco, a cruzar como uma catapulta bombas de perigo. Mas o pináculo desta forma de jogar é mesmo o MVP deste jogo, o grande e polivalente Ricardo Pereira que é exímio a defender e a atacar, e em qualquer dos extremos onde o coloquem - superiores e inferiores. Quase marcava o merecido golo, com uma bola colocada pelo Maestrinho nos seus pés que levava selo de golo. Mas tudo isto promete, e muito. A confirmar em breve. Por ora, um sorriso nos lábios Portistas já é excelente.


E depois do excelente, o péssimo. Péssimo logo no início da segunda parte, com André André a dar cabo dos planos de Sérgio Conceição ao ser bem expulso por uma entrada assassina à canela de um adversário. Estão a ver, mouros? Ninguém aqui disputa a justiça da expulsão! Mas João "Mostovoi" Pinheiro mostrou, uma vez mais - sim, o jogo das papoilas contra o Hull City já foi um aperitivo! - bem ao que vinha ao, a seguir, numa entrada equivalente de Vigário sobre Ricardo Pereira, não ter ido além do amarelo. Amarelo esse que, escândalo dos escândalos, voltaria a repetir a Ivan Marcano por protestar desta decisão - melhor ainda, por (grande atitude de Capitão!) ter lá ido perguntar, muito justamente, se não iria dar vermelho também a esta! Então, como é? Um Capitão já não pode protestar uma decisão ou comunicar com árbitro, como porta-voz da equipa, desde que de uma forma educada? Para que serve a braçadeira!? E, seguindo esse critério palerma, quantos segundos em campo durariam Adrien Silva ou Luisão, este último que até dança com Ferraris? Um escândalo! Mas, sobre isso, este vídeo dos Guerreiros da Invicta mostra bem a sinopse do que veremos este ano! 

E é claro, com isto, lá se foi a qualidade de jogo, ainda que com bons apontamentos, mas que em nada servirão Conceição, a não ser ao ficar descansado por ver que a equipa, apesar de mutilada, a ser consistente e sólida defensivamente - e aqui e ali, polvilhada por momentos que ainda dariam o terceiro golo.

De uma vez por todas, que entendam as entidades competentes que, ao comparar a arbitragem de Jorge Sousa com a de Mostovoi, se percebe bem que a qualidade favorece o jogo de futebol enquanto que alguém manifestamente inseguro, imaturo e instável só o vai prejudicar! Iremos combater as missas com efectiva qualidade de jogo. Mas a liga portuguesa só se continuará a afundar nesta palhaçada!

Mas nem tudo é mau! Venho, com alegria, anunciar a terceira edição do podcast A Culpa é do Cavani, que orgulhosamente faço com o Jorge do Porta 19 e o Silva da Tasca do Silva. Esta semana, falamos da pré-época - gravamos antes do jogo de Guimarães - de Sérgio Conceição, de Óliver e de Sérgio Oliveira, mas também do amor do Silva pelo grande Pione Sisto

Desta vez com som em HD e duração de gente,  uma vez mais os convido a deixar as vossas críticas e sugestões aqui em comentário ou para o email cavani@porta19.com.

Obrigado! 

PS - Pos é, Lindelof, as regras do futebol fora do laguinho são outras! Já deves ter as orelhas a arder!

13 comentários:

  1. Sem querer ofender ninguém, só um papalvo acredita no VAR!!!
    É que o VAR é VARiável. Conforme o clube, conforme os artistas que estão a VARrer as imagens!
    O Var mais não é que uma VARanda para o polvo se espraiar!

    Sobre o jogo do torneio (que ganhamos pela segunda vez consecutiva!), que me desculpem e (Jorge não, não é engano nem sarcasmo) Oliver foi para mim o melhor em campo!
    Sérgio Conceição sabe perfeitamente quem é quem e quais os lugares de cada um. Oliver com SC, será o nosso box-to-box. Tem capacidade para isso e agora com um instrutor diferente dos outros que já teve (Lopetegui incluído!) sabe conduzir a direito. Acabaram-se as rotundas!

    Devo ser o único que na posição dos Pereiras, acredita mais no Maxi do que no Ricardo! Creio que o Ricardo deve jogar mais á frente. É bem melhor que Hernâni e mais consistente que Corona! Ricardo a extremo, já!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vês como era o que te dizia? O problema não era o rapaz mas sim o que lhe mandavam fazer!

      Abraço

      Eliminar
  2. Antes de mais, mais um grande post !! Ainda não ouvi o cavani mas ta para breve ;) de resto 100 % de acordo! Uma excelente primeira parte, com garra, sentido guerreiro, olhos na baliza. Ou seja á Porto !!! Mais um jogo que vi a rezar que consigam renovar com o Ricardo (mais um grande jogo e prova da extrema qualidade deste miúdo) e tb com o Abou (faço mea culpa de ter dito o que disse dele dps de ele ter dito o que disse, supostamente) e com o Marcano!
    Vimos mais uma vez o Oli a ser (bem) aproveitado na sua posição natural e a pautar o jogo do nosso porto! Que saudades DESTE Oliver !!!
    E por fim, tenho de concordar com o felisberto costa. O VAR vai adiantar de quê com este polvo todo instalado? Se quem estiver na sala for "vermelho" vai mesmo reanalisar os lançes manhosos?!? LOL

    Saudações

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se as decisões forem dadas por árbitros... e nem fazem a sinalética... é uma pândega total. Ainda mais se são os que têm piores notas!

      Depois diz o que achaste do Cavani por favor!

      Obrigado!

      Abraço

      Eliminar
    2. Este Cavani ja merecia a bola de ouro lol :D em grande mesmo. Qualidade de som excelente, os intervenientes super divertidos (nao sei o que fumaram mas tb quero !!!) Ehehehe Mt bom mesmo. E os temas referidos era mesmo o que vinha a calhar :) nunca vi nada do sisto, mas vou ter de analizar esse "man crush" pelo homem.
      Continuem assim que nós portistas continuaremos a seguir as vossas novidades...

      Saudações

      Eliminar
  3. Ontem, logo a seguir ao jogo, na SiC N ensaiou-se um clima de velório. Havia irritação, despeito no ar, que (mal) disfarçavam o incómodo e medo com o que a nossa equipa tem mostrado. Ele é falta de esquerdinos no plantel, ele é a irrelevância dos golos, porque nasceram de escorregadelas dos defesas contrários, ele é a insignificância dos jogos de pré-temporada, a falta de Brahimi faz, a necessidade de fazer mais vendas. As vozes esganiçadas, senhores, os perdigotos em vôo! Mas isto é excelente sinal; a clara indicação de que algo estaremos a fazer bem. São atmosferas próprias de outros tempos, em que se remexiam os cuzes jornalísticos à pré-época perante as nossa possibilidades, enquanto se puxava o lustro a épicas, gloriosíssimas prestações de certo clube no torneio do Guadiana.

    Seriedade e resultados. É o que tenho visto. Começou-se por blindar o plantel, cultivar exigência, impor um perfil de dedicação a todo o grupo. Ou estão com todos, ou não estão. Isto é paleio da treta? Uma palavra: - Aboubakar. Depois veio o trabalho técnico e físico, muito e com qualidade. A progressão é nítida e deixa água na boca. O hermetismo relativamente à comunicação social, a convivência salutar com a ausência dos escaparates nauseabundos da nossa imprensa desportiva, têm sido perfeitos e usados a nosso favor. Estamos concentrados em nós, em superar as nossas limitações, em construir algo grande. E esta forma humilde e contida de proceder está a deixar a vermelhada numa receosa expectativa. Eu acho que recuperámos a iniciativa e isso já vale muito no estado actual das coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estar a fazer as coisas direitas deixa-os nervosos... ainda bem!

      Abraço

      Eliminar
  4. Isto promete...
    Eu acho que o Porto do Sérgio, ainda na pré época, já joga muito melhor que o Porto do Nestum e o Porto do Nestum perdeu o campeonato por muito pouco pelo que não me parece muito mau embandeirar o arco (só um bocadinho).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... sobretudo se nos lembrarmos que nunca se percebeu realmente quando acabou a pré-época no tempo de NES. As vigências de Paulo Fonseca, NES e Lopetegui tiveram um ponto importantíssimo em comum, no qual treinador espanhol teve poucas culpas: - épocas mal preparadas. Pré-épocas às aranhas, a reboque das trocas e baldrocas dos camiões de jogadores que saíam e entravam, e os treinadores sem poderem assentar um modelo. Junte-se a isso a inexperiência (Paulo Fonseca), incompetência (NES) e resistência adaptar-se às circunstâncias (Lopetegui) dos treinadores e temos a receita para não se repetir uma equipa titular em mais 3 jogos seguidos até Fevereiro.

      Insiste-se demasiado nos efeitos negativos que o "fair play" financeiro nos impõe. Mas esta insistência esconde uma boa dose de temor num comunicação social afim ao Benfica e apostada exagerar as nossas dificuldades, assim como relativizar os êxitos. O "fair play" financeiro está a dar-nos artificialmente, sem ser por nossa livre iniciativa, mas de facto, estabilidade no plantel e a forçar uma aposta num projecto, na evolução da matéria-prima da casa. Esta foi a estratégia em que se fundamentaram décadas de glória para o nosso clube. Em suma, temos os mesmos gajos, melhor treinador. Há limitações? Sim, mas largamente compensadas pela virtude da maturidade colectiva junta à raça de um novo treinador.

      Eliminar
  5. Jorge,

    Tens de convencer esses "tipos" dos podcast a fazerem isso com mais frequência que é fantástico ouvir portistas como vocês a debaterem estes assuntos como nós gostamos de o fazer. Estou fã!!!!

    Em relação ao VAR vamos ver... mas não podemos estar cegos pois sabemos o que aí vem e o clube tem de estar preparados.

    Em relação à equipa, como já te disse, estou satisfeito e não concordo mesmo nada que precisemos de um 8... mas mesmo nada!

    E também não precisamos de centrais... a não ser que o Indi e o Reyes não renovem, mas isso já são circunstancias que não posso/podemos prever.

    O que sei é que temos todas as posições bem apetrechadas e mesmo o Marega não me pareceu tão mau quanto isso no Domingo passado, a jogar como avançado mas claro que o quero ver com 2 avançados.

    Para mim, tenho duas desilusões até agora:
    1) Hernâni - parece crónico que o peso da camisola tira-lhe discernimento mas acredito mesmo assim nele para opção das alas.
    2) Rafa Soares - estou triste do pouco tempo que tem tido de utilização e gostava de o ver a titular contra o Portimonense apesar de compreender o SC pois está a rotinar o seu 11 base.

    Surpresa para mim é mesmo o Abou (não pela qualidade mas pela vontade) e o Ricardo que está a dominar a ala toda.

    Para mim a única aquisição que precisamos é de um extremo e nisso concordo, para titular e não para suplente do Corona que esse é que tem que ser "espicaçado".

    Já em relação ao Vanã é compreensível se for para emprestar o José Sá que precisa claramente de jogar.

    ResponderEliminar
  6. Caro Jorge e Amigos do 'porto universdal' (é que é mesmo)
    A questão do VAR causa-me alguns calafrios. Pior do que quando vou ao urologista. Para mim isto é uma invesnção dos de carnide. Refiro-me à antecipação da entrada em serviço já este ano. Aquilo é uma treta à vontade do arbitro de campo, porque razão, lá na cabine do VAR não estão presentes um delegado de cada uma das equipas em confronto? Porquê? Para ouvirem aquilo que os iluminados padres/acólitos/sacristões e outros polvões dizem (ou não) sobre cada lance e poderem pressionar para fazerem os seu trbalho o menos polvosamente possível. Ah poijé bébé. Não esqueçamos que, desde o campeonato do colinho ainda com JJ, os carnidenses viraram a estratégia: (i) benefício indirecto do polvo através do prejuízo dos concorrentes directos; e (ii) beneficio directo do polvo vermelho sempre que em determinada «missa não estejam a cantar bem» fonte: Mendes, A. e P. Guerra (2013).
    Quanto ao nosso FCP, cada vez estou mais convicto, até pelo que disse o Miguel.ca e o André Pinto sobre o nervosismo das hostes da 2ª cicular colombiana, que em Maio/2018 não estarei na Av da Republica. Estarei, sim, nos Av. dos Aliados.
    Saudações FCPortistas.
    Luis Oliveira

    ResponderEliminar