terça-feira, 31 de março de 2015

Visão De Futuro e Um Sulismo Elitismo [ACTUALIZADO APAF]


Como esperava, agradou-me muito a entrevista (em vídeo aqui)  a Julen Lopetegui. Na sua versão mais pacífica, não deixou nunca de ser assertivo e peremptório, e sinto que lhe colocaram as perguntas mais complicadas. Antes de mais, e para despachar de vez este assunto, dizer que o Inventonas, a Travessa da Queimada e Rascord têm exactamente a mesma, distorcidíssima, chamada de capa. Dizem eles que Lopetegui foi crítico da arbitragem. Não foi. Lopetegui disse até duas coisas muito claramente que vão contra essa ideia: que tem havido muitos erros mas que, se achasse que eram propositados, já teria ido embora. O que Lopetegui, e bem, contesta, é o facto de, sistematicamente, não serem nomeados os melhores árbitros para os jogos mais difíceis. E isso é da mais elementar justiça. Lopetegui reconhece até que a profissão é de risco e sublinha o respeito que se deve ter para com ela. Portanto, mais uma grosseira manipulação da imprensa. Mas sobre isso, falarei mais adiante.

Lopetegui foi também muito directo na questão da rotatividade, indo de encontro à ideia que eu tenho sobre a mesma. Diz ele que queria construir um bom plantel, não uma boa equipa. E surpreendeu-me logo de seguida. Falou uma coisa que me deixou maravilhado: disse que o assentar da ideia se sobrepunha ao resultado imediatista. E isso eu adorei. Temos aqui um treinador com visão de futuro. Aliás, ele fala que o segundo ano será aquele em que ele terá a sua ideia assente e tudo estará consolidado com a maioria dos jogadores.

Proponho que vamos para lá do óbvio, a verdade La Paliciana de quem dois anos é melhor do que um. Esta frase tem por detrás uma ideia clara de crescimento e consolidação importante, e demonstra que Lopetegui tem por assente que não vai desbaratar a equipa. A espinha dorsal ficará. Óptimo. Vão-se fazer ajustes mas não vamos ter outra revolução. E é verdade que, com os conceitos assimilados e o grupo conhecido, tudo será bem mais simples. Está bem presente que Estrutura e Treinador tem objectivos traçados em crescimento e que não há hecatombes no horizonte. Esta solidez apraz-me muito.

Gosto de saber que Lopetegui escolhe como momentos baixos os jogos da Taça e do Clássico. Ainda bem. Subscrevo a sua análise nos dois, estava lá para vê-los. Notou-se que Lopetegui percebe agora a importância relativa de cada um deles, e nota-se que encara o próximo Clássico de uma forma bastante madura e consciente, embora saiba que tudo não se resume a isso. Deu-me também a certeza de uma coisa que percebi desde o jogo da apresentação: Lopetegui é sensível ao pulsar dos adeptos mas não se deixa governar por eles. Fico feliz que ele não embandeire em arco, nem deixe a equipa fazê-lo, nem entre em depressão profunda por causa de assobios. Gostei de saber que eram sensíveis à exigência que temos para com eles, mas que também os sabemos recompensar por isso.

Por último e muito importante, adorei a forma como falou de Quaresma, e do que reconhece do seu esforço, aos 31 anos. Eu considero Lopetegui completamente responsável por esta nova vida de Quaresma, mas fico feliz que ele também saiba ver o que o Mustang traz de empenho, determinação e raça ao balneário.

Em suma, uma entrevista de um homem grande, consciente do seu papel e que claramente não se deixa levar pela vox media.


Por falar em vox media, quero dizer que fiquei muito feliz ao ler isto. Já quando vi o MaisFutebol de antecipação ao FC Porto - zbordem, vi que eles percebem zero do que é o FC Porto, o que significa, como joga, o que o distingue. Pensei que era por azia, inflamação ou puro tacticismo que dedicavam pouco tempo ao FC Porto e faziam análises laterais. Mas agora, com este artigo, tenho a certeza que não. É puro desconhecimento, simples e claro.

Diz o senhor Madureira que "apesar dos títulos conquistados, também não será pelos portistas, pela forma fria, racional e premeditada como, ao fim de três anos, apontou um novo rumo de carreira à Côte D'Azur". Quero enfatizar a passagem também não será, ou seja, o senhor Madureira não faz a mais pequena ideia se sim ou não. Portanto, de nada adianta dizer a douto senhor que Moutinho foi com a benção de 99% dos Portistas, que reconhecem a vontade de cada um melhorar as suas condições de vida, que foi incluído num grande negócio e que tem sempre as portas abertas do Dragão para estar junto daqueles que são os seus.

Mas faz, no fundo, parte do pensamento dominante sulista sobre "as gentes do Norte".  Somos para tais personagens de tal forma inferiores que nem vale a pena conhecer-nos. Vivem rodeados de si mesmos, auto-felaciados com todas as suas exultações à quinta potência e falando de nós como se de uma comichão acidental se tratasse. Para estas gentes, somos primitivos fechados num lugarzinho e, se é verdade para eles, "deve ser para os portistas" também.

Digo, sem margem para dúvidas: continuem a menosprezar-nos, a ignorar-nos e iremos surpreender-vos vezes sem conta. Nós não nos importaremos!

ADENDA: A APAF, porque só sabe ler as manchetes dos jornais, acha que Lopetegui atacou a arbitragem, embora Lopetegui tenha feito justamente o inverso. Lopetegui disse que os erros não eram premeditados, mas está visto este campeonato da treta. Uns batem, criticam, humilham, nada se passa. Outros respondem a uma pergunta dizendo que errar é humano e pedindo competência, e querem sanções para ele. Ridículo! A Brigada do Colinho no seu melhor! E mais, agora sabe-se que o Xistrema vai arbitrar o benfas-Nacional e o Marítimo-FC Porto! Uau! Isto está mesmo lindo!

8 comentários:



  1. @ Jorge

    entrevista muito bem conduzida, com perguntas muito pertinentes, assertivas e incisivas, focando os aspectos mais relevantes da época.
    a dita confirmou que indubitavelmente temos um treinador top.

    (só lastimo que a "entrevista" ao nosso grande presidente não tenha sido nos mesmos moldes. fica o reparo construtivo, para uma próxima oportunidade.)

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também. Até porque já sei que Lopetegui vai directo ao assunto. Gostava era de ver mais alguém da Estrutura a acompanha-lo.

      Eliminar
  2. @Miguel

    Óptima entrevista.
    Bem conduzida não a acho.
    Melhor revista,
    Talvez para a próxima não s'insista
    Em para a frente e pra traz fazer perguntas.
    As mesmas,
    Sempre respondidas e repisadas.
    Que na próxima venham questões mais juntas...

    Http://imbictopoema.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Questões de estilo
      Nenhum é jornalista!

      Espera!... :)

      Eliminar

  3. o que não se compreende é todo este silêncio da Direcção, perante mais um ignóbil ataque ao bom-nome do Clube.

    hoje em dia, qualquer badameco fontelas arrota postas de pescada que, do nosso lado, só obtém silêncio. como estamos na Quaresma, compreende-se o dar a outra face. mas fica muito difícil de o aceitar.

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
  4. Quem é fontanelas,ou o que é?
    Belissímo poste como já nos vais habituando.
    Que nunca te doam as mãos.
    Ps-Assim ele fique,pois temos treinador
    Saudações
    Rocha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Rocha!

      Também acho isso de Lopetegui. E estou à vontade, estou com ele desde a primeira hora!

      Abraço

      Eliminar