quinta-feira, 2 de julho de 2015

Ai O Carago II [ACTUALIZADO II]


Antes de mais, ia escrever um post longuíssimo sobre uma coisa. Mas o meu amigo taberneiro Silva já disse tudo o que eu pensava aqui.

Não vale a pena estar a tecer considerandos sobre as finanças e as compras. Os fatalistas e os profetas da desgraça vão sempre contradizer.

Uma coisa eu acho, no entanto, extraordinária. Querem doutos profetas que paremos de investir, mas não querem que deixemos de ter a equipa competitiva. Isso é, em si mesmo, um paradoxo. Querem que lutemos na Champions mas com jogadores "caseiros". Também não dá.

Um plantel equilibrado exige algumas "trutas". Agora, estamos, isso sim, a ir buscar matéria prima nova e a "injectar" ADN desde as camadas jovens. Jogadores como Leonardo Ruiz ou Malthe Johansen, por exemplo, são jogadores com um elevadíssimo potencial que estamos a ir buscar e fazer nossos. Sem a ajuda de fundos nem outras coisas.

E a inversão de um paradigma não é feita num ano ou num mês. Isso é um suicídio, a perda de competitividade abrupta. Faz com que os valores caros que temos não tenham a saída correspondente. Vide a dificuldade que tem outros clubes de vender as suas pérolas, por falta de montra.

Não posso, em boa consciência, achar que percebo mais destes assuntos que o Presidente mais titulado da História. Mas um repto eu faço: para os grandes pensadores do Futebol Clube do Porto, criem um projecto e candidatem-se aos orgãos directivos do clube. Porque isto de estar de fora a fazer críticas sem se atravessar por elas é muito bonito. Mas estar lá, no terreno, é diferente.

Uma coisa que tenho reparado desde que escrevo este blogue é uma característica que acho absurda: que acusem alguém de ser "seguidista". Isso é a própria definição da palavra "adepto"! Adepto é alguém que segue e vibra com o seu Clube.


Que tipo de adepto é aquele que critica os jogadores portugueses por não terem qualidade, os estrangeiros por serem caros, a estrutura por fazer gestão de risco, o treinador por ser burro e "Lopatêgo", o Diabo a quatro e tudo a sete? 

São adeptos do quê, exactamente? Do Estádio? Ah, já sei, do Futebol Clube do Porto do antigamente! Antes é que era bom! Mentira, não foi sempre bom, teve os seus momentos, apenas a psique humana faz por esquece-los ou suaviza-los. É um mecanismo de sobrevivência da espécie. É a própria função da cor sépia da nostalgia. 

Mas não foi sempre espectacular! Houve jogos maus, contra Olhanenses e Farenses, perdemos e ganhamos dezenas de vezes contra os nossos rivais ao longo da melhor parte da nossa história vitoriosa. E agora, somos o zbordem? Antes é que era?

Vivo no presente. Aplaudo o que acho conveniente. Critico o que entendo. Mas uma coisa faço - proponho alternativas. Mesmo que não sejam ouvidas.

Não critico por criticar. Acho isso tão vazio como vociferar palavras ao vento.


Octávio Machado - Jorge Jesus - Bruno de Carvalho. Que trio maravilha! Vamos todos ter excelentes momentos ao longo da época!

ADENDA: Se calhar não vai ser necessário nenhum fundo, como este desmentiu. Isto é que é genial! Mais um exemplo da "péssima gestão" da SAD.

ADENDA 2: Arrumar a casa é importante, péssima gestão!

24 comentários:

  1. Jorge,
    Antes de mais, obrigado pela referência, bem demonstrativa do teu bom gosto :) (desculpa amigo, estou em modo imodesto lol).
    Depois, estou de acordo, evidentemente. Muito de acordo. E sabes, até percebo que a malta tenha opinião e goste de ver coisas feitas à sua maneira. O que me custa é o pessoal do "antes pelo contrário". Estão a fazer o quê? Como? Quando? Epá, antes pelo contrário é que era!
    Por último, obrigado,mil vezes obrigado Bruno. Já viste bem a quantidade de ingredientes f'esquinhos que posso colher em Alvalade este ano? Vai ser com cada petisco... :)
    Um abraço. Até sábado.

    ResponderEliminar
  2. Se realmente recebermos 15 milhões pelo Casemiro...é qualquer coisa de genial...E não me admirava, visto que o Real tem extra comunitários a mais e um novo empréstimo não faria sentido.

    Já agora, aconselho a todos os leitores a NÃO ler os comentários nas noticias do site da Sapo. É só um conselho que vai ajudar a preservar a vossa saúde mental e a não perder uma larga percentagem do quociente de inteligência.

    ResponderEliminar
  3. Eles criticam a gestão que a nossa direcção está a fazer mas os factos são só uns.
    Não fomos campeões é verdade mas quem foi abdicou de tudo por isso, e isso vai ter um preço.
    Nós vendemos um lateral por 31 milhões, mais coisa menos coisa. Um avançado de 29 anos por 35.
    Eles querem vender o Gaitan e ninguem lhe pega. O atletico até se dá ao luxo de regatear com eles. No ano passado nem por 50 saia.
    Imbula foi uma grande jogada e por favor não se cometa o erro de Adrian outra vez. Vamos dar lhe tempo para se adaptar e ganhar confiança.
    Sobre ir buscar um avançado, não entendo quando os "especialistas" dizem que precisamos urgentemente de um como de água pra matar a sede. Nós já temos Aboubakar, e não é nenhum Kleber como já provou na época passada quando foi preciso substituir Jackson.

    Tem toda a razão, aquele tridente do Zbordem vai ser uma alegria. E tinham logo que ir buscar o odioso do Oliveira, que nojo de pessoa, mas coerente com o que o Zbordem é neste momento. Acusar tudo e todos e não olhar pros defeitos proprios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queria dizer Machado, mas sim. Subscrevo.

      Abraço

      Eliminar
  4. Jorge,

    Calma amigo! Eu questionei e irei sempre questionar contratações tipo Imbula, principalmente numa posição não ofensiva e com menor capacidade de valorização e ainda mais quando as opções Darder e Classie rondavam os 7M€-10M€.

    Agora o jogador é nosso e está cá e é para apoia-lo.

    Contudo ontem ao ler o Tribunal do Dragão apercebi-me de uma nova realidade que vamos ser confrontados neste mercado... os clubes vão ser obrigados a comprar o passe todos dos atletas...

    Ora até agora, nós temos feito e muitas vezes, as compras de parte dos passes e se formos ver o nosso histórico recente, compras acima de 10M€ são variadíssimas, só que compramos só um "bocadinho assim".

    O que na base significa que Imbula a 20M€ foi caro mas não tão caro quanto isso... a nossa percepção do preço é que é diferente pois até hoje raramente lidamos com a realidade de deter os jogadores a 100%.

    P.S.: Em relação à Doyen ter ou não ter participado é claro que sim, e também é claro que não o iriam admitir publicamente pois estão proibidos de o fazer. A Doyen não financiou a compra do Imbula... concedeu um empréstimo ao Porto que por acaso tem como garantia a venda do Imbula (qualquer coisa deste género)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João,

      O post tem destinatário diferente. É para que escreve, não para quem comenta. E, mesmo assim, também não seria para si, você falou de soluções - a questão dos emprestados e excedentes, p.e. (e por falar nisso, lá foram Fabiano e Ba) - portanto indo de encontro ao que digo ser um caminho aceitável.

      Casemiro pode render até 14M no total, Souza rendeu-nos 2, há muita forma de pagar jogadores. É evidente que eu acho que a Doyen participou indirectamente na compra mas, se tal não for, é porque o FC Porto também tem receitas para tal.

      O que me irrita são ROCs de pacotilha que estão sempre com o discurso de quanto vai custar e quanto dará uma venda. Essa então é linda. É um exercício com tal validade como especular sobre se estará sol terça feira daqui a 2 meses.

      Abraço

      Eliminar
    2. Jorge,

      Completamente de acordo em relação aos destinatários então ;)

      Em relação ao "arrumar da casa" estou mais cauteloso, apesar de saber que saiem esses dois cm opção de compra é melhor do que sem é claro... agora gostaria de saber mais, como se o Fenerbahçe pagar alguma coisa pelo empréstimo (o que é natural em empréstimos Internacionais) ou se só assume os salários? E já agora de quanto é a clausula de compra, apesar dessa pode estar sujeita a negociações.

      Como já referi, temos demasiados atletas emprestados e de idades não aconselháveis, apesar de apreciar a celeridade com que estes 2 atletas foram resolvidos, atempadamente (na perspectiva que ainda nem a meio da época de transferências) e o empréstimo acaba por ser um processo normal, pois tem pouca valorização para uma transferência imediata.

      Portanto e nestes dois casos específicos, o empréstimo com opção de compra e de preferência um empréstimo onde ainda tenhamos embolsado um valor a rondar o meio milhão de euros por ambos, é a solução possível.

      Eliminar
    3. Melhor emprestados que encostados. A opção de compra é um milagre para o Abdoulaye. Fabiano num clube menos exigente em termos de pés não é mau. Pode ser que se dê melhor no campeonato turco. Acho-o bom entre os postes. O problema são aquelas saídas à maluca!

      Abraço

      Eliminar
    4. Não teria tantas certezas sobre o milagre Abdoulaye. Talvez Vitor Pereira perceba mais um pouquinho de futebol que Paulo Fonseca, Luis Castro & Cª e Abdoulaye ainda seja uma agradável surpresa. Aguardemos
      Jorge Lopes

      Eliminar
  5. "Que tipo de adepto é aquele que critica os jogadores portugueses por não terem qualidade, os estrangeiros por serem caros, a estrutura por fazer gestão de risco, o treinador por ser burro e "Lopatêgo",..? "
    - eu respondo: são adeptos Tsipras ! ou adeptos Varoufakis , se preferir!
    Caso fossem direção, faziam um referendo para cada contratação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lol grande Reine! E mais, apelavam ao voto no Não, para que o resultado fosse Sim. No fim, decidiam-se por um talvez é culpavam os lampiões. :)

      Eliminar
  6. Tenho uma solução para aqueles que criticam por criticar: façam como eu no FM. Só treino duas equipas, o nosso Porto e o Benfica de Castelo Branco (é triste, mas é o clube da terra). Quando treino o Porto, maravilha. Quando treino o BCB e não há pilim, nada mais simples: ponho-me também à frente do PSG, vendo una juniores aos gajos e encaixo sempre mais de 100 milhões. Com esse dinheiro ao fim de duas épocas subi do CNS à Primeira Liga. Neste momento até tenho o Kondogbia no BCB. Isto é ou não é de gestor? fica a sugestão para os experts que tanto criticam. Saúde. João.

    ResponderEliminar
  7. Imbicto Jorge,

    Electrencefalograma. Nada mais a dizer.,,

    Imbicto abraço!

    http://imbictopoema.wordpress.com

    ResponderEliminar
  8. Quando vejo todas estas contratações, para o Sr Lopetegui fazer, sabe-se lá o quê, noto quanto fui injusto para com o Sr Paulo Fonseca.

    Luís (O do Sérgio Conceição ou Marco Silva)

    ResponderEliminar
  9. Sempre ouvi dizer que eramos um país de poetas, mas agora, provavelmente suportados pelo convenientemente esquecido, socratiano, Programa de Novas Oportunidades, somos uma " naçonhe " de gestores e economistas. Fuck. Mas também ao nível das ciências ocultas, como a premeditação, demos um salto qualitativo, é lê-los e ouvi-los. Salto qualitativo também deu o Zbordem, com cheiro a mofo e sabores a ranço, mas um grande salto.... "....ao enterro do Papa ninguém me vai ver..." ou revelações impensáveis sobre o pito, perdão, sobre o apito, Chiwawa man returns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nâo sei se o Ega e os demais repararam no génio do Jorjasus: o narcisista patológico chega e começa logo a apoucar o Zborde. Quando diz que agora há três candidatos ao título revela que até hoje não o era. Logo, estamos perante um clube de segunda linha que só agora, com a chegada do génio, aspira a ganhar tudo. Mas veja-se que este tudo se limita a Portugal. Mais uma vez o mestre da táctica revela as suas limitações. Para lá da fronteira não contem com ele, a não ser para encaixar umas derrotas. Saúde. João.

      Eliminar
  10. Caro Jorge, de acordo na generalidade, como vem sendo habitual.

    Mas não posso deixar de fazer um fundamental destrinça: ser adepto até pode significar ser seguidista do clube, mas não pode (deve) significar ser seguidista dos dirigentes, seja(m) ele(s) qual(ais) for(em). Nem mesmo no Porto, nem mesmo com PdC. Um tema fascinante e extensíssimo, para outras calendas.

    ResponderEliminar
  11. Referendos são coisas de ditaduras. Nas democracias modernas o povo elege as elites superpreparadas e vão para a esplanada aviar umas bjekas e brincar com o telemóve ultima geraçãol. A confiança nesses seres tem que ser cega, ou não fossem eles os eleitos da Goldman Sachs. Os reaccionários do Prec só servem para inventar cavalas como esta que estão a fazer ao Antero.
    João

    ResponderEliminar
  12. Ser adepto é ser seguidista, ok, correcto. Vou ser seguidista, mas não me peçam para ser seguidista se Jorge Jesus em Janeiro assinar pelo meu clube. Isso nunca.
    Pedro Teixeira

    ResponderEliminar
  13. O Sr. Alexandre, como bem mandado que é, já está a preparar as eleições. Como o Sócrates não está a resultar, voltam à velha táctica centralista experimentada com o apito Dourado, de escutarem e vasculharem milhares de horas o F. C. P. para por qualquer motivo terem assunto para escarrapachar no Correio da Manhã até ao Natal. Será que vão prender preventivamente o Clube?
    País Medonho

    ResponderEliminar