terça-feira, 6 de setembro de 2016

A Identidade E A Marca

O FC Porto é um clube de uma forte identidade regional. Literalmente, identifica-se com a região Norte e defende-a como sua. Tal como o Barcelona na Catalunha, a sua maior força vem daí, e deverá ser sempre aí que as raízes da árvore que dê frutos de sucesso devem buscar o seu nutriente.

Naturalmente, não subscrevo o retorno ao campo da Constituição e ao Estádio das Antas, acho a modernidade do Dragão condizente com a importância que granjeamos como um Clube internacional. Não acho, de todo, que o facto de estar seco e ter uma cadeira minimamente confortável me faça menos Portista do que aqueles que viveram na bancada fria. Acho, contudo, heroicamente Portista que  se esteja com o Clube em estádios inóspitos e sem condições a apoiá-lo, e curvo-me perante esse Portismo em toda a minha admiração.

Como aqui se pode ver e ouvir, Pinto da Costa diz, e bem, que foi aqui que nasceu Portugal e é daqui que vem as suas máximas conquistas. Assusta-me, pois, que haja uma razão bem menos obscura para o silêncio do que uma qualquer chantagem - o FC Porto se ter tornado, de repente, corporate

O FC Porto pode e deve ter uma dimensão internacional, mas não deve viver para ela. Nada me causa mais urticária do que o conceito de "marca FC Porto". Não é por vendermos camisolas ou outro produto que temos um Clube de futebol, mas sim o inverso! Não é por termos parcerias com marcas e serviços que temos um Clube, mas sim o contrário!
Assusta-me, pois, que a zona VIP do Estádio do Dragão pense ou consiga fazer pensar quem decide - a começar pelo Presidente - que ser feio, porco e mau, como todos os "bimbos" do Norte, seja prejudicial para a brand. Sem a identidade Portista não há brand para defender! 

Ao nos julgarmos acima do mais básico que é a defesa dos interesses do Clube, nomeadamente no que se refere à contemporaneidade das decisões que afectam o sucesso desportivo do mesmo, estamos a enfraquecer-nos

Será, com certeza, verdade noutros países e ligas, como a Premier League, por exemplo, mas essa não é a realidade portuguesa. Ao deixar que assim se pense e se aja, estaremos a enfraquecer a nossa posição doméstica, e assim sendo também a brand e todos os interesses corporate.

Urge compreender uma realidade simples, que se aplica como uma luva ao FC Porto: só tendo presente de onde vimos poderemos saber claramente para onde queremos ir!

E, já agora, para terminar: não é verdade que "há muito tempo que não temos Mistica e um Porto à Porto". Este FC Porto lutou muito, e não ganhou um Campeonato muito por causa deste problema comunicacional, ficando a 3 míseros pontos de tal, tendo sido descaradamente roubado sem que tivesse havido defesa de quem estava mais preocupado com a brand.

45 comentários:

  1. Eu penso que a globalização como em tudo faz mal a instituições com a sua identidade.
    Custa-me muito a perceber que o FC Porto está agora a fazer-se saber mundialmente não graças a feitos desportivos mas através de outros meios.

    O Mundo soube do FC Porto do que nós ganhamos e não do que fazíamos fora das 4 linhas.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Estás enganado Jorge...

    O Porto à Porto está bem presente e de viva memória... quando ganha...

    Se ganhássemos o campeonato nacional irias ver o nosso Presidente a pavonear-se e a mandar as bocas todas a toda a gente... bastou passarmos uma eliminatória como foi com a Roma para se ver logo diretas e indiretas.

    Depois perdemos em Alvalade, onde levamos um banho de bola e de porrada e falar? NES, Casillas... e...?

    Até o Mais Futebol sabia que o Antero que ia embora à já um mês e aparentemente o Presidente não sabia... tem de ver mais vezes a TVI para estar a par do que se passa na sua própria administração?

    PdC está velho e isso nota-se na não presença... este Porto foi feito por ele com combate e ataques constantes a Lisboa e ao sistema mas desde o Apito Dourado que fechou o bico.

    Não tem nada a haver com Corporate ou não, mas sim com velhice e fragilidade e acima de tudo de termos um clube sem qualquer linha de comunicação... nada, népias, nickles, batatoides...

    Quando o próprio Presidente diz que não quer saber de redes sociais e de comunicação WEb que é onde toda a estrutura comunicacional atual está, está tudo dito...

    Temos um clube antiquado e sem ideias e gerido por pessoas viradas para o passado... Infelizmente estou cada vez mais descrente que PdC seja capaz de levar o Porto para o Século XXI.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "banho de bola"???? Mas qual banho de bola???

      E tu achas que o Presidente não sabia que o Antero ia embora???

      Epá, tenta lá outra vez que esta saiu toda ao lado!

      Abraço

      Eliminar
    2. Missão cumprida!... Foi um banho de bola em Alvalade. Vem no jornal. Francamente...

      Eliminar
    3. ....você deve ver, ler e conviver com muitas coisas ligadas á Capital. Aquela do "nada, nepias, nikles, batatoides" é mesmo de quem vê o Porto Canal, lê o "O jogo" ou convive com portuenses - fartam-se de dizer "batatoides"; mas a melhor foi a do " banho de bola". Soberbo. OK, nada contra (cada um come do que gosta), mas é engraçada esta nova geração de Portistas...isto quando o autor escreve sobre identidade regional.

      Eliminar
    4. Humm... com que então uma equipa que passa uma segunda parte inteira sem rematar à baliza fez um grande jogo certo?

      Com que então uma equipa que após uma mudança táctica do adversário aos 20 minutos de jogo deixa de causar perigo fez um fantástico jogo certo?

      Podem refilar e queixarem-se à vontade do árbitro mas parem com a ceguise e de uma vez por todas olhem para o jogo como deve ser... o Porto não fez um único remate perigoso em 70 minutos de jogo! Nem sequer uma jogada que se apresente.

      Ah e tal coitados dos meninos que estavam a levar muita porrada e tal... Quando joguei futebol se o árbitro é para deixar dar então siga para bingo e "tomá lá morangos".

      E não convivo com ninguém da capital não sou mesmo do Algarve e cá estou à muitissimos anos.

      Eliminar
    5. Se te estiverem a dar pancada velha vamos ver como te defendes! 2 golos com a mão e QUATRO jogadores de campo expulsos... era 3-0 para nós.

      Cegueira é passar a vida a malhar nos nossos fazer dos outros os melhores do mundo.

      Ah, e já agora, o árbitro não "deixou seguir" para NINGUÉM do FC Porto!

      Eliminar
    6. Exig~encia desmedida, que nos leva a criticar os nossos mesmo quando nos arbitram assim.....

      não consigo entender....

      Eliminar
    7. Ninguém viu que em Roma, a jogarmos contra 9 durante 20 minutos levamos um banho de bola.
      Ninguém viu que em Alvalade, durante 70 minutos fomos incapazes de chegar com perigo à baliza de Rui Patrício?
      A arbitragem pode explicar alguma coisa, mas tal como os árbitros há coisas que se vêem mas faz-se de conta que não existiram.
      João

      Eliminar
    8. A Roma não ficou toda balanceada para o ataque? Não tirou defesa para pôr ataque? Não joga toda junta há uma porradona de tempo, na sua grande maioria? Qual é a equipa que joga bem 100% do tempo?

      Ficaram nervosos e ansiosos, mas depois não resolveram o jogo?

      Quantos golos legais marcou o sportem? Nesse período de "banho de bola" quais foram as reais valências do sportem? E o psicológico de ser roubado em 10 minutos não conta? E o desgaste de Roma, é para meninos?

      Pois eu digo, não fossem validados aqueles insultos e estaríamos NÓS em primeiro lugar.

      Falar em "banho de bola" num roubo absolutamente HISTÓRICO é de bradar aos céus.

      2 golos irregulares. Bruno César, Adrien, Slimani, William e Coates, expulsos. 3-0 para nós.

      Eliminar
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    10. Eu concordo com o João, acho que jogaram bem mais que nós. Tínhamos obrigação de ter feito mais acho que é isso que ele quer dizer. O que não invalida críticas à arbitragem, considerações acerca do cansaço da equipa. Há que saber distinguir a qualidade do jogo do resultado (e da arbitragem). Não fosse assim nunca Portugal tinha sido campeão europeu...
      São opiniões. O facto de ser Portista não me cega àquilo que foi a minha leitura do jogo. Ter achado que não jogamos grande coisa depois dos 20m não faz de mim menos Portista...

      Eliminar
    11. Vamos lá esclarecer uma coisa. Aqui ninguém se pensa mais Portista que outrem. Isso é muito parvinho, até porque não existe nenhum quantificador!

      O que existe, isso sim, é uma certeza de que, quem assobia a equipa durante o jogo é BURRO, ou então quer prejudicá-la. Ninguém melhora NADA ao ouvir assobios ao primeiro passe falhado.

      Tudo o resto, é opinião e gosto. Pode-se discutir mas não se pode quantificar.

      Abraço

      Eliminar
    12. Aí concordamos todos, acho. Não pode ser por estar a perder ou a jogar mal que um verdadeiro adepto deixa de apoiar e aplaudir a equipa.
      Agora acabados os 90m há que analisar o jogo, e acho que a conclusão que alguns de nós tiramos foi que fizemos menos do que a equipa podia. Independentemente de tudo o resto (arbitragens, cansaço, jogo fora, whatever).
      Resumindo, ter de levar com coisas como:
      - "...você deve ver, ler e conviver com muitas coisas ligadas á Capital"
      - "... é engraçada esta nova geração de Portistas"
      - "Cegueira é passar a vida a malhar nos nossos fazer dos outros os melhores do mundo"
      - "Exigência desmedida, que nos leva a criticar os nossos mesmo quando nos arbitram assim....."
      ... é um insulto à minha (e, assumo eu, do João) condição de adepto. Onde é que está a "cegueira" aqui?

      Eliminar
    13. PS: De resto também estou plenamente de acordo com o tópico tocado no post. Continue Jorge, que eu continuo leitor.

      Abraço

      Eliminar
    14. Em lado nenhum há cegueira. Há, sim, opiniões diferentes.

      Abraço

      Eliminar
  3. Curiosamente o ultimo Homem que atacou os arbitros, que atacou os mouros foi Julen Lopetegui. Montaram uma campanha na comunicação social que remonta a minha imaginação para os tempos da Idade Media, fizeram dele um louco e um fracassado porque será? E muitas andorinhas cairam nisso, as vezes os adeptos so tem o que merece, pena que sejam do meu Clube!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo a 100%. Foram os adeptos que deram o golpe final a Lopetegui. Mas não podemos desculpabilizar a SAD que só aparece nos momentos bons, e deixaram os adeptos voltarem-se contra o treinador.

      Abraços

      Eliminar
    2. Não sei se sou andorinha nem se Lopetegui é louco, mas fracassado é com certeza. Peço desculpa de ser sócio do Seu clube desde que nasci.

      Eliminar
  4. Tiro o meu chapéu sr. Vassalo, palavras que tocam exatamente na ferida.

    Já dizia o mestre Pedrito, enquanto formos bons rapazes seremos sempre comidos!!

    ResponderEliminar
  5. Depois de ver os enormes festejos pelo tricampeonato da "porta 18", que se deram na região Norte e na cidade do Porto (não falando do triste que desejou uma goleada da AS Roma), sou obrigado a constatar que o FCPORTO encontra as suas raízes nos seus adeptos, estejam eles a viver, no Norte, Centro, Sul, Ilhas ou na Diáspora da emigração.
    A "Marca" do clube é bastante importante, pois rende muito dinheiro.
    Infelizmente para NÓS, OS PORTISTAS, o DRAGÃO encontra-se a milhas de distância do Barcelona.

    Abraço

    Luís (O MEU, O TEU, O NOSSO FCPORTO)

    ResponderEliminar
  6. A poeira vai assentando e começa a ser difícil não reconhecer o grande FC Porto de 2014/2015. O coro que se levantou contra o Porto e contra o projecto foi tal que não havia badalhoco que não se prestasse a dizer mal do nosso clube e do treinador. Assim se afundou um Porto e um projecto que tudo tinha para dar bons frutos quando os principais rivais incluindo o catedrático se borravam e se encolhiam todos quando jogavam connosco. Lamentável é perceber que alguns dos "nossos" ainda continuam a referir-se a esse tempo como se fosse de trevas como é o caso do pateta Manuel Serrão que arranja sempre forma de falar mal dele. O próprio presidente na célebre entrevista da treta antes de eleições atirou abaixo o projecto. Era uma coisa à Porto e estávamos a anos luz da concorrência mas não serviu à "exigente" plateia do dragão onde tivemos assobiadelas monstruosas e mandamos embora um treinador quando estávamos em primeiro lugar na Liga. Se não fosse pelo Portismo que nos enche e encherá sempre o coração eu diria que se limpem ao guardanapo ou lenços brancos de então. Em boa hora colocou aqui o link do video, Jorge Vassalo. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Manuel Serrão e, principalmente, o Rodolfo Reis e o seu "Loptegue"!!!

      Abraço

      Eliminar
    2. É verdade, contratamos um treinador para um protejecto de 3 anos, com um poder nunca visto, até podia assinar contratos e depois deixamos que o destruissem desde o primeiro dia. Mas isso é passado, temos de não cometer os mesmos erros, aproveitar este momento em que vai ter de haver mudanças, para mudar também nessa área, cada vez mais decisiva, principalmente quando há equilíbrio.
      Essa do banho de bola em Alvalade, é de catedrático. O FCP só levou um banho de Tiago Martins que permitiu tudo. Olhem para a exibição do WC contra o FCP em que era canela até ao pescoço e hoje na Suiça...

      Eliminar
    3. concordo com essa do william, contra a suiça parecia uma borboleta, as arbitragens na europa estao muito mais rigorosas mas em portugal ainda continua o regabofe e os tiagos.

      Eliminar
    4. não podia concordar mais....
      de facto uma pena como deixamos que nos destruissem um projeto que tinha tudo para os colocar noutro patamar, outros joadores, e visibilidade...
      tudo resultado da nossa postura de mansos....

      o lance do pateta adrien que faz a falta que dá origem ao primeiro golo da suiça, em alvalade nem falta teria sido assinalada...

      vale tudo... cabe À adm falar grosso e com os factos abundantes, que os adeptos vao atrás....

      Eliminar
    5. Vamos ver os próximos dias.

      Abraço

      Eliminar
    6. Não entendo nem nunca entenderei essa tão repetida do deixassem que o destruíssem desde o primeiro dia. Se era um projecto com tudo para vencer, se tinha competência, não seria por criticas de pessoas que não sua generalidade só dão palpites sobre futebol que se deixaria abater. Do mesmo modo que o tão falado cólinho, pois só ficamos a 3 pontos. Com meias verdades nunca seremos capazes de corrigir os erros. Houve cólinho e continuará a haver, verdade, mas Lopetegui teve N oportunidades para inverter o rumo dos acontecimentos e não foi capaz. Luz, Belém, Madeira parecem ser uma espécie de amnésia coletiva, mas aconteceram mesmo. Mourinho também era apenas um tradutor quando para cá veio. Vilas Boas era apenas um adjunto, tiveram a mesma pressão exterior. No entanto, como eram competentes fizeram os jogadores acreditarem e entravamos em qualquer campo para ganhar. Com Lopetegui os jogadores cedo se aperceberam das suas fragilidades, inseguranças e deixaram de acreditar nele. Quer com Mourinho, AVB ou Lopetegui, o que queriam que a SAD fizesse, apregoasse ou inventasse para que as críticas da comunicação social que nos é sempre hostil fossem amenizadas? Quanto a mim a resposta é sempre a mesma;competência, futebol, superioridade, determinação, resultados.
      R. Reis















      Eliminar
    7. Esta mania do adepto Portista de que uma equipa de 11 tem sempre de saber jogar contra 14 - e contra equipas compradas jogos combinados e por aí em diante - deixa-me estarrecido. É que nem estava a falar só de Lopetegui. Estava a falar de uma equipa com uma das melhores defesas da Europa, um numero de pontos que daria para ganhar a maioria dos campeonatos e 9 goleadas!

      A falta de apoio directivo foi uma grande influência! A pressão de adeptos que NÃO APOIARAM a equipa fora da Champions!

      Eliminar
    8. R.Reis, tb tem falta de memoria em relacao ao tempo do Mou e do AVB. sim, pq nesse tempo JNPC nao se calava e punha os pontos nos is.
      no primeiro ano do lopetegui bastava ter falado metade! do que falava nesse tempo e tinha sido limpinho pra nos
      manu365

      Eliminar
    9. O Lopetegui cometeu erros, claro que sim, muitos, mas o problema não é o que certas pessoas dizem, é a influência que tem o que dizem, junto de certos adeptos. Quando Lopetegui ainda nem tinha começado a treinar e já se dizia que só treinou miúdos, que não tinha experiência na Champions, depois veio a armada espanhola, com as consequências conhecidas, basta ver como foi tratado o Casimiro, por exemplo, depois começaram os ataques por Lopetegui falava dos árbitros, como se em Portugal fosse uma originalidade e nem falasse deles, etc., tudo perante o silêncio dos dirigentes... Pedroto dizia mata, PC dizia esfola, idem para Mourinho e outros treinadores...

      Eliminar
    10. o AVB não teve apoio do PdC, teve foi um apoio crescente dos adeptos em virtude dos seus resultados e mesmo assim teve a celebre boca do "querem ver opera não venham ao dragão".
      não temos direcção e isso ressente-se nos jogadores e no treinador, mas não façam o lopetegui de santo. ele em ano e meio esteve 1 jornada em 1º. teve dois planteis milionários (e desiquilibrados) e um sistema táctico que tinha tanto de controlador como de estéril.
      Nunca fui com a cara dele, nem do seu sistema tático e casmurrice, que fizeram que nunca soubesse crescer e melhorar o futebol da equipa, além de que tinha opções tácticas e de gestão de pessoal (num jogo eras titular, no outro estavas na bancada. numa semana estás na enfermaria, na seguinte vais para titular e mandas para o banco o substituto que estava a jogar bem).
      Enfim, Lopetegui é um caso dificil, nem tudo o que fez foi mau e teve bastante desapoiado para quem lhe deu o projeto a 3 anos, mas foi sempre mais selecionador do que treinador e isso é inconcebível num clube como o FC Porto.

      Eliminar
    11. Essa da esterelidade quando a media de golos do Lopetegui era alta, tem muito que se lhe diga...

      Abraço

      Eliminar
    12. Falta de apoio directivo em quê? Sejam claros.
      Não lhe deram autonomia, jogadores, condições como a mais ninguém deram?

      Eliminar
    13. Defesa pública do treinador e equipa!!!!

      Eliminar
    14. Como? Se os jornalistas e comentadores diziam que eles eram maus, patéticos, incompetentes, a SAD lançaria comunicados a dizer que eram bons, geniais, competentes. Fazia algum sentido? Não seria motivo de chacota?

      Eliminar
    15. Eles borravam-se todos quando jogavam contra nós, curiosamente só lhes ganhamos, com Peseiro. Não é com estas inverdades que fazem do preto branco.

      Eliminar
  7. tambem gostava hoje em dia de ver, que aqueles que tem opinioes opostas fossem aceites, como sao todas as que sao favoraveis e que nao se achem a ultima coca cola do deserto em termos de futebol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as opiniões que não sejam ofensivas são publicadas, e rebatíveis e rebatidas. A favor ou contra o post, a cada dado momento.

      Abraço

      Eliminar
  8. concordo, o porto tem de se modernizar, acompanhar os tempos mas tem de manter a identidade e se essa for a dos bimbos do norte, os murcoes , os isto e aquilo que seja, quando o porto perder a sua identidade regional que era e e motivo de ataque dos lisboetas para maldizer estamos mal como agora.

    ResponderEliminar
  9. Quando tudo parece sair mal, uma boa solução é mesmo "back to basics".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alessandro Costacurta7 de setembro de 2016 às 23:51

      È vero, Franco Baresi!

      Eliminar