sábado, 6 de dezembro de 2014

Que Se Pode Pedir Mais?


(foto José Moreira / CM)

Entrada avassaladora, domínio absoluto, oportunidades, golo. Recuperações de bola, intensidade ao máximo, entrosamento, golaço de fora da área. Que mais se podia querer. Nada de abrandar ritmos, nada de baixar ligações, uma autêntica e coesa máquina a rebentar completamente o autocarro da Académica em meia hora. Uma intensidade de jogo absolutamente estúpida, com uma fome devoradora, qual Galactus, a querer devorar todo um Mundo. A prova de que Lopetegui não estava a brincar. Ele estava mesmo a pensar na Académica. Só. E em mais nada. E eu acho bem. Nada de baixas de ritmo, nada de tirar o pé, embora com uns passes à maluca que teimam em aparecer aqui e ali. 

Na segunda parte, um golo de antologia de Herrera sobre passe magistral do Tello (que grande, enorme contratação esta), devolvendo-lhe da mesma forma cavalheiresca o passe em Borisov. Os mesmos intervenientes, posições invertidas. Danilo tinha tocado mal numa bola, não estava bem, sai. Entra um Quintero que não esteve francamente bem no jogo, e sentiu-se um pouco que estávamos mancos. Aí sim, tirou-se um pouco o pé do acelerador, baixou-se um pouco o ritmo e deixou-se jogar. Mas sem nada. A Académica esteve fraquinha. Mas já estava a ouvir o balanço do jogo por parte da SportTV a dizer que o golo do Jackson foi exclusivamente por falha defensiva. Mentira. A Académica foi picada na Bimby à velocidade 9. E pronto. Ainda se deu uns minutos a Aboubakar, ainda se deixou o Quaresma entrar com força.

Ainda bem. Era mesmo o que se precisava. E já agora, notou-se mais a falta do Marcano que a do Casemiro. Grande Rúben. 17 anos. Caramba pá. Não sais mais daqui, da tua casa. Este é para manter.

Importante, alternativa a Danilo precisa-se. Descanso para o nosso super lateral. Já.

(foto Paulo Novais/ Lusa)

GOLOS

Jackson - Ao nosso goleador, só faltava mesmo marcar soberbos golos de fora da área. Check. Melhor marcador, entrosamento, ligação, comando. O Jackson que todos pedimos, perto de ir embora (mas só no final do ano!) para uma liga que o mereça mais, dá tudo em campo, vai ser para sempre lembrado como um avançado daqueles de topo.

Tello - Caramba, esta ala agora é demolidora! Que velocidade, que acutilância, que intensidade, que prazer de jogo. Tello está a ser importantíssimo e ainda agora chegou! Estava na cara que uma vez que afinasse as pequenas questões, seria imprescindível.

Rúben Neves - Um pêndulo de ligação muito bom, a primeira linha de defesa. 17 anos? Não acredito. Vai para a equipa B? ha ha ha Tá bem abelha!

Uma equipa coesa e demolidora - Ninguém se tenta sobrepor, todos jogam para todos, ligados e entrosados. Todos sabem que se o individual jogar para o colectivo, todos beneficiarão. E tudo isto "culpa" de Lopetegui.

FALTAS

Brahimi -  Outra vez, o pequenino argelino nesta coluna. Tanto prémio tão cedo está a fazer-lhe mal. Insisto, não fez um mau jogo, mas a sua magia voltou a não estar lá. Tem de estar no Sábado. Precisamos do melhor Yacine Brahimi. Porque ele existe. Temos de o reencontrar.

Quintero - Também não vi a sua magia lá. Hoje houve formigas trabalhadoras e intensidade. Não foi o dia para os magos.

Os passes à maluca - Já chega ok? Não tem piada. Não tem, ouviram? Parou! Quietos! 


O benfas lá ganhou com um campo muito inclinado. E com um penalty inventado. E com mais uma simulação. E sem um amarelo para um jogador que não devia estar lá prá semana. Não faz mal. Este Porto chega para três benfas. Bring It On!


2 comentários:

  1. Foi um Porto sério, competente e com qualidade de jogo, aquele que ontem passeou por Coimbra e venceu com mérito absoluto. Estamos aí. Prontos para discutir aliderança já no próximo domingo.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A jogar assim, será nossa certamente.

      Abraço

      Eliminar