segunda-feira, 4 de julho de 2016

Ambivalências

Este ano sinto-me ambivalente. Sou um gato escaldado, assumo-o, admito-o. Sei que Nuno Espírito Santo e o grupo de trabalho não o merecia, porventura. Sei que esta é a altura da saudade - que tenho - e da confiança - que admito não ter muito.

É difícil assistir a uma ausência de projecto, de rumo, a um navegar à vista tão claro e evidente: magoa e sangra o meu coração Azul e Branco. Por todos os lados se vão demonstrando perplexidades para as quais não encontro explicação: a falha nas contas, as contratações que não obedecem a um sentido claro e a apatia generalizada que se vê no contacto público do FC Porto.

Poderemos vir a ter uma equipa competitiva - quem sabe? Sei que não morrerei se tiver de haver uma "dragon forceialização" da equipa A. Acharia sensato que se interrompesse o desgovernado TGV da vitória compulsiva, que se assumisse um corte na despesa e do campeonato que tal poderia custar, dar espaço aos jogadores para crescer e se solidificar, ao invés de atirar inexistente dinheiro para os problemas e querer à pressa ser campeões! 

Não quer dizer que não venhamos a ter uma equipa competitiva, bons métodos de treino e uma táctica demolidora! O que insisto é que está na hora de assumir que não somos os principais candidatos, de não querer nomes sonantes e estrelas milionárias, e dar prioridade a um espírito de grupo e sacrifício que faça do colectivo a máxima força do FC Porto.

Não deixo, no entanto, de ter esperança, de acreditar com toda a fé no sucesso do Nosso Grande Clube, e de ter a expectativa e ansiedade de me sentar na minha cadeira. É essa a definição de fé, o tomar como certo algo que não se pode provar. Continuo a ter fé de que a SAD sabe o que faz, fé de que haja uma ideia, mesmo que esta não pareça clara a esta altura, fé em que este seja um grande ano, com um grande treinador.

É assim o meu Ser Portista, o prazer infindo da boa companhia dos meus amigos, da bola rolando naquele Estádio tão bonito, do grito esfuziante a cada golo marcado.

Estou ambivalente, não estou tão certo como estive antes. Mas se antes estive certo e falhamos, quem sabe não seja esta ambivalência o caminho da vitória desejada? Quem sabe não seja com esperada nova revolução no plantel - a enésima - que se crie a base vitoriosa que se precisa? Se foi possível no Basket, porque não há-de ser no futebol?

P.S.: Sei que vai por aí uma nuvem cor-de-rosa com a multiplicação de twits e posts de NES e da equipa. Não gosto, mas não me importa. A realidade de um Portista é dura e imutável: aqueles que agora são só sorrisos e abraços, vão ser os primeiros a espetar a faca. E os posts acabam. E assentará a verdade de La Palice: o FC Porto e os Portistas são sempre contra tudo e contra todos! 

25 comentários:

  1. Jorge,

    Estou como tu estás... e muito preocupado.

    Continuam a não sair quem tem de sair e entradas que realmente precisamos, até agora só 1 (Filipe).

    A não ser que a SAD e NES estejam a apostar em Reyes, Josue, Quintero, Otávio, Hernâni, Ivo Rodrigues, Rafa, Vitor Garcia, Gonçalo Paciência como as contratações da época... não é que não gostasse (e gostaria) mas serão suficientes?

    E que raio é esta insistência no Alex Telles quanto temos Layun, Rafa e ainda o Angel? Será que é para vender o Layun?

    Estou a ficar muito preocupado mesmo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos pegar neste último exemplo como paradigma do problema dos adeptos, no geral:

      Miguel Layún é entregue e combativo, mas tem grandes problemas defensivos. Se, aos 28 anos, comprado por 6M, se conseguir vender por um bom valor, porque não fazê-lo?

      Se José Angel continuar no plantel... bom... nem é preciso dizer nada. Rafa titular? Nós não endeusamos nem quwimamos talento.

      Abraço

      Eliminar
  2. Compreendo o estado de espírito.

    Um downgrading da nossa habitual condição de principais candidatos ao título só faria bem aos adeptos portistas. Seria meio caminho andado para o fim dos infames assobios.

    Deixem os pseudo-favoritismos para mouros e lagartos, e voltemos ao nosso passado de humildade que tantas vitórias e conquistas nos trouxeram.

    Aliás, o Jorge fala no basquete, onde a humildade e a competência foram precisamente as forças que nos fizeram campeões contra todas as expectativas. O slb era o megafavorito à partida. E nós festejamos por último. Talvez a próxima época possa trazer essa felicidade ao futebol. Deixem os campeões da 2ª circular discutirem os títulos da comunicação social, e concentremo-nos em criar uma equipa humilde, sem pressões de favoritismos, mas com o ETERNO espírito conquistador do Dragão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prefiro ser o underdog, prefiro correr por fora, não quero orçsmentos de 150M, não precisamos de ser a última coca-cola no deserto.

      Quero é o FC Porto de volta à sua matriz natural, como bem dizes, humilde e batalhadora E COM OS ADEPTOS AO LADO.

      O resto... são piners.

      Abraço

      Eliminar
  3. Jorge, temos de ter calma.
    Basta ver quando vieram o Hulk, James, Falcao. Por esta altura do ano, ainda não tinham assinado. E quase de certeza que há jogadores quase a assinar, mas a CS ainda não sabe. E isso é bom, mesmo que deixe os adeptos desesperados e impacientes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém está desesperado nem impaciente. Não tenho a motivação de outros anos, porque não parece haver também do outro lado. Mas aguardemos. Posso ser desprovado amanhã.

      Abraço

      Eliminar
  4. Calma, Jorge! Ainda é cedo. Falamos daqui a duas semanas...

    Imbicto abraço!

    ResponderEliminar
  5. Se nos continuarmos a deixar comer pelas arbitragens nem com messis e guardiolas lá vamos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo! A SAD tem de fazer a sua parte.

      Abraço

      Eliminar
  6. Percebo o que escreve. Sinto o mesmo. A motivação é nenhuma. Só amanhã irei renovar o lugar e pagar as cotas anuais. O ano passado por esta altura já tinha tudo tratado. Talvês a desconfiança esteja a toldar a vontade, não porque tenha duvidas do que farei, mas porque o outro lado não puxa pelo meu entusiasmo. Não queria promessas de títulos ou de aquisições estratosféricas, bastava perceber qual a estrategia da Sad, em termos de conunicação, plantel e igualmente saber qual o ponto de situação quanto ao fair-play financeiro. Tudo isto incomoda, tudo isto desconforta, tudo isto desmobiliza. É impressionante como uma estrutura que se diz altamente profissional e o proveito de o demonstrar, tem uma capacidade de incitar, estimular, apelar completamente inexsistente. Temo, sinceramente, por uma ocupação pífia de lugares anuais do Dragão. Por outro lado existe a secreta esperança que estejamos a fazer as coisas (bem feitas) no silencio dos gabinetes, longe dos holofotes dos Prostíbulos e a ser assim, então tudo estará bem encaminhado na necessária reestruturação. O problema, no entanto, continuará na ausência de sensibilização do Povo Portista. Mercíamos mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos ver o que acontece até Agosto...

      Abraço

      Eliminar
  7. E uma galheta, não vai? Agora temos ataques de pânico? Majistagora és gaja? :) Nem ainda anunciaram a procissão e já estás desagradado com o andor? É majé saudades da bola pa!
    Abração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qáisataquesdepânicoqualcarailhe! Quero é ver tino nesta cena, carailhe!

      Abraçom

      Eliminar
  8. Tem calma. Vamos deixar as pessoas trabalharem. Eu até gosto deste silêncio em volta do FC Porto. É sinal que não sabem o que se anda a fazer no reino do Dragão. E isso são boas notícias.

    A única coisa que me deixou preocupado é o facto do NES ir comentar para o lado dos nossos inimigos. Mas prontos...

    Abraços e viva o Porto!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os comentários do NES acabam não tarda nada, deixa ser ele a começar a levar com o veneno da ratanaza e do seu "amigo" de Paredes...

      Abraço

      Eliminar
  9. Meu caro Jorge,

    Porque me recuso a ser vítima de um qualquer ataque de pânico, como refere o Silva, a alternativa é mesmo ter fé de que a SAD sabe o que faz. Aguardemos pois, serenamente.

    Um abraço e...

    FC PORTO SEMPRE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é ataque de pânico, querido amigo, é só uma declaração de estado de espírito. Esperemos pelo que vem.

      Abraço

      Eliminar

  10. e manter a calma, não? prefiro este silêncio a outros, bem mais ensurdecedores.
    e não esquecer duas coisas:
    1) estamos em ano de Europeu, pelo que muitos dos negócios só serão divulgados perto do fecho do mercado de transferências;
    2) o R&C final da época 2015-16 só será conhecido em Outubro, tal como nas épocas transactas e como é de Lei.

    vamos lá sossegar a periquita sff. Obrigado.

    abr@ço forte
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho duas cadelas, não tenho nenhum periquito ou periquita :)

      Abraçom

      Eliminar
    2. Bêbado! Às duas de cada vez... tss tss :)

      Eliminar
  11. Caro Jorge
    Partilho do seu sentimento. Acho que como sócios e adeptos merecíamos mais "afecto".
    Temo que vamos ter mais do mesmo...Oxalá esteja enganado.
    Vamos ter fé e esperar que é o que nos resta fazer.
    Abraço
    Manuel Magalhaes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais do mesmo, futebolisticamente falando, não creio, nem por sombras.

      Quanto ao resto, esperemos!

      Abraço

      Eliminar
  12. Jorge...
    Nada como um almoço de principio de época para afastar as depressões, as dúvidas, as contratações, as saídas, as periquitas (apesar de gostar bastante e beber meia garrafa!), e discutirmos o azul-e-branco entre... azuis-e-brancos!

    ResponderEliminar
  13. Caro Jorge Vassalo,

    Concordo que aparentemente estamos num silencio insurdecedor mas calma....isto está tudo em modo "ninguém acredita que não jogando a ponta de um corno provavelmene ainda vamos ter que aturar o eng. do penta como seleccionador campeão" ou então " como estamos em ano de europeu e o super agente ainda aguarda pelos super negócios nós estamos á espera para ver o que sobra"

    ainda assim continuo achar que o tema do fairplay financeiro talvez merecesse outra postura da SAD. Enfim!

    RAOC


    p.s - José Manuel.....WTF

    ResponderEliminar