sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Análises Paralelas e a Dura Realidade

Das equipas que jogaram esta jornada europeia, apenas uma perdeu. No entanto, curiosamente, a julgar pelas capas, essa equipa que perdeu pareceu ter empatado. Mais, ontem, no Grande Área, parecia que apenas uma equipa teria jogado mal - o FC Porto.

É curioso. Rui "Dobby" Malheiro falou de apenas 7 remates à baliza do dito clube dos quais 5 fora da área e um golo. Mas a análise foi de fugida e resumida numa frase: "pouco jogo interior e muito relaxamento". Pronto, então está bem. Continuem a ignorar que o Atlético estava - erradamente - a poupar-se para o derby madrileno, que depois terão surpresas. Mas não é nada comigo.

Comigo é, sim, a lata de dizer que jogamos contra a equipa mais fraca da Champions - sim, o Astana é um colosso - e que, nós sim, jogamos mal. Meus senhores, continuem por favor. Na linha da meta veremos quem leva as vitórias para casa. Claro que os golos do Rei Bakar foram meras falhas defensivas, ele até nem foi votado o 9 do 11 da Champions da semana, nem nada. Tudo na mesma como a lesma.

Ficamos também a saber que iremos defrontar o Angrense nos Quartos da Taça de Portugal, enquanto a segunda circular se defrontará no Lumiar, deixando um dos dois pelo caminho. Este ano é #tudonossonadadeles, por isso, não acredito em facilitismos, temos meio caminho andado para ganhar o caneco, com a diminuição de rivais directos em prova. Mas atenção, não menosprezo a qualidade de muitas outras boas equipas.

Gosto de ver que os jogadores do FC Porto estão a encarar com o máximo de realismo e de importância o nosso Clássico nortenho de domingo, ainda que todos os olhos estejam em Carnide, este fim de semana. Seja como for, fazendo a nossa parte, e tendo a consciência de que teremos um Braga fortíssimo pela frente, estaremos sempre na frente, independentemente do resultado do outro grande jogo de domingo.

Para terminar, confesso que não entendo a necessidade orçamentada de mais de 72M para o próximo ano. Mesmo contando com Alex Sandro e os seus 26, sobra fazer 46M, o que faz com que o nosso Menino D' Oiro seja muito difícil de segurar. Creio que tem de um abrandamento urgente neste gasto desenfreado. Porque poderá não ser sempre possível corresponder a tal necessidade, e parece-me injusto que o treinador do FC Porto esteja constantemente a ter de refazer uma equipa inteira.


17 comentários:

  1. Tendo o Porto %s reduzidas dos passes de Brahimi e Abou, fica difícil chegar aos números projectados sem os 40 do Ruben. Espero que haja uma fórmula Brahimi - Imbula - excedentários algures aí no meio, o que depende muito daquilo que o francês fizer no resto da época. A ver vamos.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E com isto, encurta-se ainda mais a estadia de jogadores, desestabiliza-se a equipa e impede-se a criação de uma espinha dorsal base... não posso concordar com tamanho erro.

      Abraço

      Eliminar
  2. Ficabens, infiltrados e anónimos?! E ainda com visões parciais? É demais para um homem só! LOL Keep 'em coming!

    ResponderEliminar
  3. O grande área faz inveja a muitos programas da btv, via antigamente o pontapé de saida que ainda dava para ver sem ter de tirar o som, é incrivel como analisam os jogos nas tvs e jornalixos o F.C.PORTO jogou mal e não fez mais que a sua obrigação, pois acham os comentadeiros que os jogos na champions são favas contadas mesmo com equipas teoricamente mais fracas, eu nunca mais me esqueço de um jogo no Dragão que vi ao vivo em que ao intervalo ganhávamos 2 a 1 ao artemédia e acabamos por perder 3 a 2, quantos aos outros, eles perdem o jogo mas até parece que não, da forma que falam os jornaleiros, nós ganhando nunca está bom, eles perdem e não se exige da mesma maneira que exigem a nós.
    João Moreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim está bem. Cada um engana-se como queira.

      Abraço

      Eliminar
  4. Caro Jorge Vassalo,
    Mas que setenta milhões!... É palha do jornal Record a arranjar assunto para nos chatear. Agora que a coisa está difícil porque estamos bem, recorrem a projecções absolutamente discutíveis. Quanto à forma como comentam o nossos jogos é mais do mesmo mas, como não temos de andar à volta da capital nem a capital precisa disso, fiquemo-nos pelo bom que temos que não é pouco. Entretanto, que se entretenham uns aos outros, parece que se excitam-se com isso. Não sei é se podem passar sem a nossa audiência mas nós podemos!... Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão; está. Mas muita água que haverá de correr debaixo das pontes e o futuro não terá de ser tão difícil como faz e quer fazer o simpático Record que "inocentemente" trouxe o assunto para a primeira página. Abr

      Eliminar
  5. Ora bem, é despachar o Herrera (20 milhões), Maicon (10 milhões) e com Reyes, Ghilas e outros, talvez possa dar para os 46 milhões...

    O Ruben precisa de mais uns anos no Porto e o Porto precisa do Ruben cá. Temo que isso não aconteça, ainda por cima porque passou a ser representado pelo Mendes.

    Nisto da taça, quem vai doar a receita a quem? Não sei qual deles é o clube grande.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar o Indi ainda rende alguma coisa também e o defesa esquerdo espanho, que agora não me recordo o nome.

      Para o ano podia ser, e não me importava nada :

      Casillas

      Maxi - (Central a contratar) - Marcano - (Defesa esquerdo a contratar)

      Ruben Neves

      André André Imbula

      Corona Brahimi

      Aboubakar

      Ainda temos Danilo, André Silva, Osvaldo, Bueno...

      Eliminar
    2. As garantias bancárias (sempre um indicador de quem sai) são Brahimi e Herrera...

      Abraço

      Eliminar
  6. Jorge há que contar com os jogadores excedentários que podem render uns milhõezitos... Isso associado às vendas de alguns outros jogadores que não sejam titulares absolutos e que tenham mercado, podemos sonhar com a permanência do Ruben.
    E um orçamento é isso mesmo... Um orçamento... Imagina receitas maiores noutro ponto da balança... Já não é necessário um valor de transferências tão elevado. Correto? E despesas menores num outro item? Já altera também a necessidade de vendermos tudo o que mexe...
    É tudo muito bonito de olhar agora, mas é uma coisa muito mutável... Relax...

    PS: O Brahimi praticamente sozinho faz o valor que falas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Brahimi é nosso em 50%...

      Abraço

      Eliminar
    2. 50% é do Porto, o resto, que se entendam.como no Mangala.

      Eliminar
  7. Quanto ao orçamento, com mais ou menos dinheiro, acredtio que o nosso clube funciona um jogador bom é 3 anos, descoberta, affirmaçao e confirmaçao, acho que Brahimi, Abou e Imbula, nao saiem no verao 2016.

    Quanto ao jogo, um classico northenho, adoro estes jogos de muita intensidade, ainda me lembro dum jogo em que estava difficil e o Maniche manda um tiro,xiuuuuuu. que o Porto ganhe a sua 21 vitoria consecutiva no Dragao

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Esperemos que se mantenha.

      O jogo com o Braga é difícil...

      Abraço

      Eliminar

  8. " confesso que não entendo a necessidade orçamentada de mais de 72M para o próximo ano"


    Caro Jorge Vassalo, eu vou continuar a explicar apesar de praticamente não dares importência à minha teoria.

    Os jogadores desvalorizam-se nas selecções e prejudicam desportiva e financeiramente os clubes/sads.

    Assim sendo, os resultados desportivos e financeiros do FCPORTO SAD são manifestamente inferiores ao que poderia alcançar se o FCPORTO SAD implementasse uma estratégia que leve a que os jogadores renunciem às selecções para se dedicarem exclusivamente à sua entidade patronal que é quem lhes paga o salário.

    Continuando, os valores de transferência mesmo os das mais relevantes são valores inferiores aos que se poderia obter se os jogadores deixassem de brincar nas selecções pois estão desvalorizados.

    Com resultados desportivos inferiores, as receitas de bilheteira, publicidade, merchandising, patrocínios, televisão, etc. são escassos e torna-se necessário vender para equilibrar orçamentos, pois os custos fixos são elevados e é preciso manter uma equipa competitiva para ganhar não só campeonato como ganhar a CHAMPIONS LEAGUE.

    Muito provavelmente no final desta época sairão Brahimi e Herrera e tranquilamente 50 milhões de euros entrarão nas contas da sad mas convém não esquecer que os jogadores continuarão desvalorizados.

    ResponderEliminar