quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Mas Afinal O Que Querem Os Adeptos? [ACTUALIZADO]


Juro que não sou capaz de entender. Não deve haver caso no mundo inteiro de um Clube onde se agite lenços brancos a uma equipa que vai... em primeiro

Ontem, pasmado da minha vida, vi "adeptos" a festejar os golos do Marítimo! Chega a um ponto - este - em que não vale a pena estar a contra-argumentar. Está na hora de perguntar, e perguntar claramente:

Vai-se embora Lopetegui, e depois? 

Vai a equipa jogar magicamente bem com novo treinador? Se o fizesse, seria claro indicador de sabotagem. E, mesmo assim, entenda-se, esta seria a melhor das hipóteses. Viria novo treinador, teria de conhecer os jogadores, dar novos métodos de treino, nova filosofia, nova motivação... estando à frente do campeonato?  Querem-me mesmo fazer crer que um novo treinador vai magicamente mudar tudo no primeiro jogo? É que o tempo de adaptação existe e pode não ser imediato! Ciclos de jogos de três em três dias não se compaginam com mudanças técnicas!

Qual é a tolerância a novo treinador (interino ou não)? Quanto tempo tem ele para expor o seu modelo de jogo e treinar as ligações e pormenores de jogo que quer implementar? Qual o perfil do treinador que agrada aos "adeptos"? Que resultados lhe serão exigidos em seis meses? Que poder de decisão sobre a equipa?

No fundo, insisto, o problema está em que apontar defeitos é simples, esticar o dedo acusatório também, mas arranjar soluções... E o que eu acho extraordinário é que ditos "adeptos" arranjam epítetos rapidamente para quem pensa nestas variáveis e decide permanecer em apoio do que está, mas falha-lhes um pouco a alternativa!


Pensarão estes "adeptos" que nós não reconhecemos a lentidão dos processos, o jogo excessivamente lateralizado, a falta de adequação do tipo de jogador ao modelo - desde 2ºs avançados a fazer de extremos, médios interiores a fazer de extremos, extremos de raiz a ter de cobrir zonas interiores, laterais que são centrais, 6s que são 8s e etc - a falta de presença na área, os passes a rasgar para trás, a falta de confiança e por aí em diante? Claro que reconhecemos! Está, aliás, nos nossos posts de análise aos jogos!

Agora, se o que está, está longe de ser bom - mas está em primeiro! - o que o viria substituir, como seria? Assim sendo, declaro que inverto a minha posição: querem pôr Lopetegui na rua? Força! Eu não sou adepto de títulos, nem condiciono o meu amor ao FC Porto pelo binómio "vence/não vence". Se não ganharmos, ninguém morre. Mas, já se sabe, eu sou "seguidista". Mas eu pergunto, claramente:

Quantos treinadores teremos de despedir até que se perceba que o problema principal NÃO É o treinador?

Qual a motivação assobiativa? Há aí algum prazer sádico no derreter das ambições do Clube que se diz apoiar? É inveja do ordenado dos atletas? É alguma noção retorcida de "reforço negativo"? É prazer de ser piada? De ser arma de treinadores adversários? É um exercício de ego, de se dizer que se percebe mais de bola do que um multi-campeão de selecção? A realidade é esta, meus amigos: os treinadores adversários já contam convosco, os paineleiros e jornalistas vendidos já contam convosco e, posso garantir, duvido que algum título daí advenha! 


Se o Dragão passou a ser um sítio de expiação de azedume, inveja, ódio e despeito, avisem-me! Não ponho mais lá os pés!

 Nota: Ia falar das declarações muito inteligentes de Manuel Machado, mas a C. adiantou-se. E se outros dizem melhor do que eu...

ADENDA: Partilho o comentário no Facebook de Jorge Ricardo Pinto, que subscrevo 100%. A formatação é minha.

"Não vou colocar "gosto" porque quero acreditar que os meus colegas de bancada não são os piores adeptos do país. 

Eu sou portista por causa dos meus pais e da minha madrinha, essa é a minha génese de ligação ao Porto. Mas só me tornei insanamente portista porque me sentia em comunhão com os meus colegas de clube. E essa comunhão não é a de partilhar as mesmas opiniões. 

É a de termos o mesmo respeito pela instituição e por quem nela trabalha, concordando ou não com o rumo que o clube toma, com o jogador que é contratado, com o treinador que comanda a equipa. Essa comunhão existia por considerarmos o clube como alguém da família, como um filho ou um irmão. E eu revia isso nos meus colegas de bancada. 

Recordo-me de, há uns anos, o Paulinho Santos "acertar frequentemente o passo" ao infiel "João Pinto". O Paulinho passava dos limites, bem o sabemos, mas a bancada defendia-o até ao fim. Um dia, o palerma do António Oliveira, que era então o treinador, teve umas declarações bacocas censurando uma acção do Paulinho em vez de relativizar ou fazer de conta que não percebeu o que se passou. Foi o princípio do fim do Oliveira no Porto. 

Eu não quero que o Lopetegui seja aplaudido sem nexo, nem tampouco que o idolatrem. Mas ele, e sobretudo o clube, merecem respeito. Se um filho ou irmão meu falhar, eu não o vou insultar ou apupar. Se o meu pai errar, eu não o vou ameaçar de morte ou vexá-lo em público. Dentro de casa eu provavelmente terei uma conversa com eles, mas para o exterior eu lá estarei ao lado de cada um, apoiando e puxando-o para cima contra os adversários em qualquer circunstância. 

Quando vejo os actuais adeptos do Porto a sacarem do lenço branco quando a equipa está em 1.º no campeonato, quando vejo esperas no aeroporto com insultos indignos porque a equipa perdeu onde nunca ganhou, mas sobretudo quando vejo os adeptos do meu clube a gozarem o treinador da sua equipa por essas redes sociais fora, aproveitando uma piadola cretina com o seu nome feita pelo antigo treinador dos mouros, actual treinador do clube com quem disputamos o primeiro lugar, percebo que muito mudou no meu clube. E, se calhar, este já não é o meu clube porque eu já não me identifico com os meus colegas de bancada.  

40 anos depois do meu nascimento, mais de 30 de portismo consciente e mais de 25 anos de associado depois, sinto pela primeira vez este desnorte de não me reconhecer no clube que sempre vi como membro da minha família. Não quero acreditar que esta é a realidade. Para bater nos nossos, existem os (muitos) outros. Para defender os nossos, sobretudo nos momentos difíceis que é a altura certa para mostrar coragem e determinação, parecem existir cada vez menos. 

Assim não."

42 comentários:

  1. Abana o teu lenço. Não ouviste dizer que toda a gente abana? Não ouviste dizer que o Espanhol não presta? Não ouviste dizer que sem ele já estava ganho? Nõ ouviste, não leste, não viste? Eu ouvi dizer. E abano o meu lenço. De ter ouvido dizer.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho lenços sequer. E assobios, também não é a minha praia.

      Abraço

      Eliminar
  2. Caro Jorge Vassalo,

    Toca na ferida e bem. Uma coisa é discutir futebol, modelos, jogadores, exibições, etc... outra coisa é este ambiente pesado que se vive cada vez mais no Dragão. Como já disse acho que uma boa parte dos adeptos simplesmente não gosta desta forma de jogar. Eu também não mas isso não me dá o direito de assobiar ou insultar quem quer que seja muito menos Lopetegui por muitos erros (e são tantos) que tenha cometido e (ups) venha a cometer. Temos de aguentar o barco até Maio e esperar que ele nos traga algum titulo.

    Por outro lado, falta a voz de comando quando se perde e não apenas quando se ganha ou alcança o primeiro lugar. Outros tempos.

    Raoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, falar DE FUTEBOL já é mais complicado.

      O RAOC fá-lo, e muito bem, e subscrevo em especial o último parágrafo, mas a maioria dos exigentes nem por aí vai...

      Abraço

      Eliminar
  3. Caro Jorge... Eu penso que todos nós adeptos queremos o mesmo, um PORTO campeão. Porém as coisas não estão fáceis como todos vemos, mesmo o Sr. já detectou e redigiu aqui muitas dessas lacunas. Desde Vilas Boas que andamos com o credo nas mãos e a verdade é que a indústria do futebol transformou paixão em investimento garra em negócio, determinação em lucro e dessa forma diluiu o nosso Porto num campo verde onde as camisola às riscas azuis e brancas não são perceptíveis a olho nu. Hoje vemos umas camisolas por lá mas não se parecem as nossas pois essas tinham o brasão orgulhoso no Peito e nem a força dos ventos mais agrestes conseguiam arrancar aquele brio às nossas riscas. Hoje não temos um patrão na nossa equipa que imponha respeito hoje não há aquela máxima de um por todos e todos por um. Lembro-me perfeitamente que antes se um jogador nosso sofresse uma entrada mais dura outro iria lá avisar o tipo que as pernas dos nossos homens não eram para estragar, e ficavam todos avisados. Hoje precisamos de alguém que sinta o Porto no coração e tenha o dom da palavra para mostrar aos homens de hoje o que é isso de ser Porto. Lembro-me de Bruno Alves depois de uma derrota ter ido à bancada e aos adeptos e ter gritado com eles que é para apoiar por amor ao brasão abençoado. Falta isso, falta essencialmente isso ao nosso mister, saber motivar, saber aproveitar as situações, falta-lhe o sangue na guelra para responder a provocações e saber aproveita-las. O nosso mister tem que deixar de ser simpático e educado tem que saber que colocar metas é motivante para os jogadores e ele relativiza muito isso, dá sempre a sensação que tanto faz e é isso que tem que acabar com urgência. Falta-nos um Jorge Costa na equipa técnica... é a minha opinião... mas eu só quero é que o Porto seja campeão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a ver, Cila? Eu sei que a Cila não é assobiativa, mas eis uma SUGESTÃO: garra e união!

      Gostava de ouvir as de quem assobia...

      Abraço

      Eliminar
  4. Sinto vergonha dos atuais adeptos... Mesmo muita...
    Quando se diz que se joga melhor fora de casa do que no dragão está tudo dito...
    Quando se assobia mais um passe para o lado do que mais um penalty escandaloso está tudo dito...
    Secalhar não é preciso mudar o treinador, ou talvez seja, não sei...
    Mas uma coisa é certa, esta atitude tem que mudar.. e não vem de Lopetegui, já vem dos primeiros 6 meses de Vitor Pereira..
    É preciso que se reflicta sobre o mal que os adeptos andam a fazer ao Porto. Porque após a primeira bola às nossas redes foi golo e cairam logo em cima dos jogadores... a partir daí... o Dragão começou a desancar nos jogadores... Intranquilidade e mais um mau resultado...
    Porque a equipa não consegue virar resultados? Porque não lhes transmitem confiança, principalmente da bancada, que isso seja possível!!!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Não tapem o sol com uma peneira... uma equipa como o FCPorto conseguir ao fim de época e meia com este treinador estar á frente do campeonato pela 1ª vez é obra. E como ele provavelmente sente-se mal nessa situação vai voltar a fazer tudo ao contrário para voltar para o lugar dele (não do clube) o 2º lugar. Mas isto cabe na cabeça de alguém ver um individuo destes a retirar aos poucos e poucos tudo que o Porto tinha de bom ou razoável. A única coisa que se gaba foi chegar aos 4º de final da Liga dos campeões, mas da maneira como saímos foi vergonhosa, arrasou o que de bom foi feito até então. Já agora, posso estar enganado.. já alguém leu porventura na imprensa que um representante do FCPorto foi "espiar" algum adversário? Acho que o sr Lopetegui não faz bem o seu trabalho como estudar o seu adversário. Deve ser como nos meus velhos tempos de escola, que todos se juntavam e dois escolhiam á vez quem queria para a sua equipa.. ele deve fazer o mesmo com os jogadores de que dispõe..
    Porventura não estão cansados de estar a apoiar quem não merece.. eu que até simpatizava com o homem.. desiludiu-me... e espero bem que a desilusão não seja maior.
    Cumprimentos
    A. Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu apoio o FC Porto! O treinador é uma ingerência de momento! Não creio que haja a possibilidade de, a esta altura, fazer alterações de fundo.

      Mas acho que um resultado negativo no sábado tem de pôr quem manda a decidir categoricamente!

      Abraço

      Eliminar
  6. Jorge,

    Com este tipo de adeptos ironia não funciona muito bem pois apenas escutam e entendem como lhes convém. Dias após o presidente sair em defesa do treinador sendo irónico, eis que os adeptos seguem as palavras à risca e assobiam a equipa quase desde o começo. Cada vez concordo mais consigo sobre a necessidade de alguém da direção sair em defesa do treinador. Talvez a solução passe por uma reunião com as claques do clube... não sei.

    A equipa tem oscilado mais do que é desejável. Isto é um facto. O grande problema é que com assobios e recepções no aeroporto será quase impossível melhorar. Neste momento, basicamente, está a pedir-se ao Lopetegui que lidere uma equipa e que tenha discernimento para tomar as melhores opções estando sujeito a uma uma crítica constante em forma de assobios, insultos e acusações. Qual treinador no mundo teria sucesso nestas condições? Por esta altura no ano passado já o Paulo Fonseca tinha apresentado o segundo pedido de demissão.

    Jorge eu não acredito que a lateralização, falta de verticalidade e as mudanças de flanco absurdas, por exemplo, sejam características do treinador. Eu penso que a filosofia do mesmo passe por ter maior posse de bola, domínio do jogo e construção a partir de trás. Quanto mais inseguros os jogadores estão mais lateralizam e trocam a bola na defesa pois têm receio de perder a bola. Quanto mais confiança se conseguir transmitir aos jogadores melhor será o futebol apresentado. Confiança é essencial em qualquer estilo de jogo e neste é ainda mais crucial, ainda mais se considerarmos que no FCP é necessário vencer desde o primeiro jogo. Não há muito tempo para amadurecimento. O próprio Lopetegui já percebeu isso e tem tentado adaptar-se como pode. Não é fácil, nem para ele nem para ninguém.

    Felizmente parece que ele tem um carácter fortíssimo, não desiste, sabe que vai ter de aprender a ignorar as críticas e, acima de tudo, convencer os seus jogadores de que é possível vencer, apesar do que se é dito e escrito nos mídia diáriamente.

    Resta saber até quando estará disposto a ser saco de pancada...

    Obrigado pelo excelente texto
    (talvez parte da solução passe por tentar influenciar positivamente alguns adeptos através de blogs lúcidos e bem estruturados como o seu)

    Abraço e feliz ano novo.

    Braulio




    ResponderEliminar
  7. VERGONHA DE ADEPTOS QUE PREJUDICAM O PRÓPRIO CLUBE, TENHAM VERGONHA NA CARA!!! Claro que não gostei de perder, mas daí aos lenços e assobios vai uma grande distância. Começou a palhaçada, sentiu-se imediatamente instabilidade nos jogadores. Vocês são também responsáveis pela derrota, a equipa a precisar de apoio após o dissabor do 0-1 e estes idiotas ajudam a cavar a sepultura. No jogo anterior foi o André Silva, quiseram o menino e tiveram-no neste jogo, no qual falhou golos cantados!!! Não há salvadores individuais que ganham, há equipas, adeptos e clubes que ganham!!! É a união ou falta dela que vai determinar o nosso destino a curto prazo. Se não gostam do espectáculo, do futebol apresentado pela equipa, por que caralho vão ao estádio? Fiquem em casa!!! Ricardo Gomes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espectáculos deprimentes, sempre o mesmo passa repassa, atrasa. Mesmo assim sempre lá.
      Não consegue perceber mesmo esta paixão pelo Clube, pois não Ricardo Gomes?
      A. Martins

      Eliminar
  8. Neste momento a substituição do treinador não é a melhor solução.

    A solução deste problema passa por apoiar a equipa dando-lhes condições e fazendo-os acreditar que são melhores que os outros. Só assim conseguiremos ser campeões. Mas para isso as bancadas do Dragão terão de mudar bastante.

    No final da temporada, então poderemos escolher outro treinador com outro tipo de futebol.

    Abraços

    ResponderEliminar
  9. ...e tudo isto seria muitissimamente amenizado se JNPC saísse a terreiro (Porto Canal) e falasse de esperança, incentivo, lealdade, qualquer coisa, sem ter de recorrer a piadolas que depois se viram contra ele. Enfim.
    Já agora, leiam, se puderem, a entrevista do prof. José Magalhães, ao Jogo, no dia de Natal, façam a analogia para o futebol e pensem se não estão, naquelas palavras, a solução para o mal que aflige o Nosso futebol.

    ResponderEliminar
  10. Estás errado, Jorge...
    Eram guardanapos. In memoriam ao coisinho que ontem estava lá no alto.

    Já nem tenho palavras para a esquizofrenia desta gente... Ora querem a Taça da Cerveja; ora querem marimbar-se para ela, mas ganhando sempre. Simplesmente, um reflexo conjunto de leveza de personalidade e de espírito de tribo influenciável com embirração pura com o hombre.

    No final estarão os que interessam. Eles que partam - de preferência com o raio.

    Imbicto abraço!

    P.S.: Tudo isto não invalida a culpa do treinador, dos jogadores, da direcção que mete gente daquela ali sentada na zona "vaipe" e ainda a contínua falta de reconhecimento e de mea culpa por parte de Lopetegui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos nós já dissemos - de uma forma ou de outra - meu imbicto amigo, tudo o que dizes no teu post scriptum. Estamos de acordo todos.

      Esta situação está a ficar complicada.

      Um abraço, e olha, escreve coisas pá!

      Bom ano!

      Eliminar
  11. Meu caro Jorge Vassalo...
    Peço desculpa pelo comentário que vou proferir, mas numa próxima tertúlia se calhar terei melhor discernimento em explicar aquilo que quero dizer:

    Desde que me vejo em azul-e-branco e são longos anos disso, sempre vi e ouvi aplausos e insultos, palmas e lenços brancos, assobios e cãnticos, porrada e abraços...
    E talvez por causa desta dualidade impar, que diga-se de passagem faz de nós portistas um universo totalmente diferente dos outros - havia quem rasgasse o cartão e no dia seguinte estava na secretaria do clube a declarar que o tinha perdido.
    E talvez devido ao fartar de assobios estdridentes ou melódicos, lenços com ranho ou sem ranho, insultos á tripeiro com legendas censuradas, é que tivemos uma REVOLUÇÃO!
    Sim, porque se calhar a maioria dos portistas desconhece que também tivemos um 25 de Abril!!!! E só tem uma revolução quem está descontente!!!!

    Se formos a ver, treinadores e jogadores tem todos a profissão que desejam. A profissão que mais de metade da humanidade ousa sonhar em ter... uma profissão de gosto, não de obrigação!!!! Uma profissão onde jogas em quem me dá mais!!!! Uma profissão onde beijar o simbolo após um golo, não é paixão, é marketing... e vocês dizem que não se pode assobiar os meninos???? Coitadinhos!!!!

    Jogadores que ainda não aterraram no Francisco Sá Carneiro e dizem que querem jogar numa liga mais competitiva??? Gente que faz do FC PORTO um entreposto e não pode levar com uma assobiadela no lombo????
    Gente que se faz confundir com um Johnny Depp e leva um salário á... Johnny Depp sem que alguma vez tenha feito algo que o merecesse???

    Gente que ganha mais num ano aquilo que a imensa maioria dos adeptos do FC PORTO não ganhará em 10, e que leva da entidade patronal, da própria vida social e económica em que o País se encontra uma pressão muito mas muito mais terrivel que um coro de assobios a quem sabe que meteu nojo????
    Adeptos que fazem das tripas coração, para verem o seu grande amor corresponder em vontade e luta aquilo que se calhar falta em casa, mas que em lugar disso v~eem um treinador casmurro e incompetente e um bando de jogadores para quem uma derrota é como um pneu furado, apenas e só uma chatice????

    Eu me confesso; não sei assobiar, mas no Dragão tenho atrás de mim uns assobiadores exemplares. Quem sou eu para lhes dizer que..não tem razão???

    Mais uma vez peço desculpa, mas prefiro ser um portista revoltado que um portista conformado!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felisberto, ninguém está contra um coro de assobios ensurdecedor, lenços brancos e descontentamento variado. Eu também não estou feliz, amigo! Agora, DURANTE o jogo, assobiar para quê? Para desconcentrar? Para intimidar? Para fazer oscilar?

      Isso faz-se ao INIMIGO (não vi aquele coro de assobios pelos 2 penalties do Marítimo ou pela entrada assassina do Alex coiso) e ao ÁRBITRO!

      O Tribunal pode e deve ser duro! Mas só se for duro com os inimigos! Agora é brando com os de fora e duro com os da casa! Admite-se que haja mais calma a jogar fora do que em casa?!

      Por último, o Johnny Depp ganha $25M por filme....

      Abraço!

      Eliminar
  12. Olhando para as fotos que acompanham o post ve-se claramente que sao putos que estao habituados a estar varios anos sem ganhar. E se eles festejam os golos do Maritimo, tambem tenho o direito de achar que estes putos mimados mereciam era ficar varios anos a chuchar no dedo "paprender".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe, Ribeiro, que vi muito senhor que deve ter passado muita seca nos anos duros a fazer o mesmo...

      Abraço

      Eliminar
  13. Ainda ontem vi pessoas contentes e todas felizes do mundo a mostrarem os lenços...
    Mas afinal qual é mentalidade destes? Eu que saiba quando se amostra lenços brancos é sinal de desgosto e revolta.
    Espera aí, ou será que estes lenços brancos significa um sinal de paz? Talvez...

    Que idiotice que está ficar o nosso estado de coisas.
    O NGP aceita seres que cuspam ódio ao FC Porto, entrarem no nosso reduto para jogos e "festas" |ou galas|. Depois é o facto de o treinador insistir na mesma forma de jogar quando este tem dado altos e baixos. Agora também temos adeptos que não sabem o que querem.

    Alguém, Alguém que volte a por isto como estava.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  14. Lamentavelmente, precipitei-me. Pensei que o Presidente estava de volta à linha da frente. Afinal, é só quando ganha....

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Eu acho que é uma questão de luta de ego dos adeptos entre si. Ou seja, os mais velhos utilizam o argumento à antiga de que antes é que era (sao os que pedem o segundo avançado quando o resultado está 0-0 aos 15 minutos e como tal assobiam, que nao tem capacidade de decorar o nome do jogador mas opiniam de questões que dizem respeito à dinamica da equipa ou ao sistema tactico. Saem ainda do estádio cheios de razao e proferem frases como "até eu fazia melhor" "é so espanhois" "falta raça, antes até os comiamos".
    Depois existem os que jogam football manager e esses é preciso ter cuidado com eles porque eles metem o licá a central e no jogo funciona logo vao para o estádio e assobiam logo ao primeiro duelo que o maicon perde de cabeça e criticam a opçao do treinador ao ter metido o maicon a titular ainda por cima a central (realmente só um treinador iluminado para fazer tal coisa, nem o jesus nos seus melhores dias). Este tipo de adeptos tem muitas coisas em comum, veneram jogadores como quintero, iturbe, e são os que pedem entradas na equipa principal de forma precoce de jogadores como andre silva, gonçalo paciencia, victor garcia, ruben neves etc etc. E fazem isso porque acham que conhecem os jogadores mais do que o senhor que convive com a realidade do clube todos os dias. Se a equipa ganha e os seus favoritos nao jogam criticam porque devia ter dado tempo a esses miudos, se nao jogam nao há quem os ature. Se eles jogam e a equipa perde o treinador devia ter metido a equipa titular. Ah e os putos são na mesma grandes jogadores mas o treinador é um burro, nao lhes perguntem porquê porque nem eles sabem mas explicar-lhes a verdade é como tirar a ideia a uma criança de comprar um binquedo num supermercado.
    Há ainda os adeptos seguidistas da comunicação social, e como são tao influenciaveis pela mesma talvez nao sejam adeptos, e por falta de opiniao propria talvez nem sejam pessoas. Se os jesus mexe 11 ou o rui vitoria mete o mitroglou na bancada dpeois de no jogo anterior ter marcado, é porque estão a gerir e percebem muito de bola , se for o Lopetegui é porque faz rotatividade e é fraco. Se o jesus diz que todos os jogos sao dificeis é porque anda nisto à anos, se for o lopetegui é porque nao presta e tem medo. Dizem que o Porto tem melhor plantel mas se o treinador muda os jogadores é um burro porque tem de escolher uma equipa e so muda se alguem se lesionar, dizem que lopetegui perdeu para a taça da liga com o maritimo em casa, Avb tambem perdeu com o nacional e os adeptos pedem-no... E tantas outras coisas mais.
    Com argumentos destes so falta aos assobiadores e criticos de meia tigela pedirem a demissao do Lopetegui quando este estiver em primeiro quando outros já foram eliminados da taça e no campeonato estão longe do titulo....Ah espera..
    O problema é este: Façam um exercicio e escolham um 11 e expliquem a razão da escolha. Perceberão facilmente que existem inúmeras combinações e isso é fruto da qualidade dos jogadores. Nunca lopetegui agradará a todos nas suas escolhas mas nenhum agradará e nao é pela qualidade dos treinadores, é pela falta de qualidade dos adeptos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamentavelmente, concordo...

      Veja-se alí em cima alguém criticar Lopetegui por ter posto o André Silva a titular....

      Abraço

      Eliminar
    2. Classificação dos adeptos:
      Portista Qualidade Extra - Admiradores de Lopetegui, o rifeiro de Guifões que viu nascer os dinossauros e a sua extinção. Esteve na Arca de Noé e falou diretamente com Deus.
      Portista de Qualidade - Bate palmas à entrada, bate palmas à saída. Tem um cartaz em frente a uma camara de televisão com "Lopetegui dá-me a tua gravata". Às vezes vai ao estádio, mas passa os 90 minutos a olhar para o telemóvel ultima geração.

      Portista duvidoso - Entra mudo, sai calado e não tem uma palavra de elogio para ninguém.

      Portista reles - Chora com o hino, vibra, se o jogo não lhe agrada assobia, insulta a mãe do treinador, dos jogadores, do presidente e até do criador se necessário.
      Estes ultimos não são dignos de entrar no Dragão, mas corre-se o risco dos jogos só serem vistos pelos assinantes da NOS e da MEO.

      Portista Eduardo Barroso - Vê os jogos no sofá, sabe tudo e algo mais. Utiliza as redes sociais para demonstrar toda a sua sapiência e capacidade de influenciar.

      Eliminar
    3. Autorizei este comentário para demonstrar aos leitores a mania da superioridade que vai por estes cínicos!

      Quem daqui nunca fez algumas partes destas 5 categorias? Eu já. Aliás, já vi jogos no sofá, mas não tenho a mania que sei tudo - ao contrário, claramente do fã nº1 do FC Porto que escreveu estas linhas acima, tão cioso do seu Clube que insulta o treinador, os jogadores, quer tudo e o seu contrário, assobia e empurra. Um dia recebe um Redpass e uma Gamebox em casa pelo trabalho.

      Tenha juízo pá, deixe de se prestar ao ridículo de criticar quem apoia o Clube e as suas partes! Em vez desse gozo cínico, já que tudo sabe, apresente alternativas!

      Não tem, verdade? Ah, pois! É fodido!

      Eliminar
  16. Boas Jorge ...
    Eu sei um dos motivos do que está a acontecer isto que talvez fez de mim ser portista como sou vou tentar explicar mas como não sou muito bom a escrever espero que entendam...
    Eu sou portista porque me revia na luta contra o centralismo contras os clubes lá de Lisboa dos ataques que Pinto da costa tinha contra quem fosse anti portista toda gente levava fosse jornalista fosse governo fosse quem fosse não ficava sem resposta e isso traduzia se no campo nos jogadores quem batia nos nosso era certinho que levava troco...
    E agora o que vemos qualquer pingarelho faz e diz o que quiser eu vejo os presidentes dos outros clubes em reuniões com jornalistas eu vejo os treinadores com reuniões com jornalistas tudo a passar a mensagem e a repetir sempre a mesma coisa tanto insistem que até nós os repetimos ora veja nos comentários dos blogs ...
    Dizem eles que o lopetegui não é treinador para o FCP o que dizem os nossos adeptos? A mesma coisa.
    Dizem eles que temos a melhor equipa mas já não dizem que é toda nova e que dizem os nossos adeptos?
    Até o Paulo Fonseca ganhava com esta equipa.
    Ganhamos os jogos é porque o adversário é fraco o que diz os nossos adeptos.
    O união é fraquinho mas depois viu se...
    Quando perdemos temos honras de primeira página abertura de telejornais isso para quê? Para os portistas ficarem contra a equipa. .
    Tenho a certeza que se Pinto da Costa começa a atacar e a por essesemana jornalistas no sitio estes adeptos união se em volta da equipa e aí podia ser paulos Fonsecas que ganhavamos. ..
    Só lopetegui a dar o corpo as balas não há colete que resista...

    Abraço poveiro

    Hucher

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Clube não contraria a lavagem cerebral....

      Abraço

      Eliminar
  17. Tanta discussão, tanta critica e tudo se resolve com uma vitoria no próximo jogo! Simples!!

    O problema do nosso clube nestes tempos começa com Lopetegui que nao muda de atitude e acredita nas suas ideias, passa pelos jogadores que tendo qualidade, só dão tudo quando lhes apetece e parecem ser influenciados por tudo o que os rodeia, por fim os adeptos insatisfeitos que querem as vitorias para ontem!

    Muda-se o treinador e o problema sao os adeptos e os jogadores, mudam-se os jogadores e o problema sao os adeptos e o treinador, mudam-se os adeptos...nao, nao se mudam!


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se os problemas desaparecessem com uma vitória em Alvalade....

      Abraço e bom 2016!

      Eliminar
  18. A mim Jorge, sabes o que verdadeiramente me assusta?

    Estar a pressentir (mais) um mandato de 4 anos em que se manterá tudo exatamente na mesma...e que daqui a 5 anos o clube se encontre igual, ou pior, que à 30 anos atrás (por aquilo que leio e que ouço contar por quem viveu "por dentro" esses tempos...isso é que me preocupa realmente!

    Porque, embora aponte muitos defeitos a Lopetegui, também lhe reconheço muitas virtudes, e estou profundamente convicto que o problema é muito mais grave e profundo que o treinador...acredito mesmo que o principial problema reside uns patamares acima na pirâmide hierárquica! Porque neste momento, seja qual for o treinador, mais dia, menos dias as coisas descambam de vez!

    Devemos muito a JNPC, sem sombra de dúvida, mas é tempo de serem encontradas alternativas válidas, gente com sangue na guelra para irmos à luta.
    JNPC merece ficar na história do clube como o homem que nos guiou a tempos e feitos memoráveis, e não como o homem que além disso, face à sede de poder, "paragem" no tempo, também nos conduziu à derrocada!
    Um lider, um verdadeiro lider, também o é na hora em que reconhece já não ter capacidade/força para lutar, e por isso dá lugar a outro, estando sempre, qual pai, na retaguarda com a sua experiência para explicar, aconselhar...até que o novo General já não precise de ajuda para guiar as tropas!

    Infelizmente além de não vislumbrar um novo general...também não vejo ninguém com "vontade" de fazer frente ao atual!

    Deapeço-me com votos de um excelente 2016, antes de mais a ti caro Jorge e à restante família, mas também aos frequentadores do "tasco"...

    E vamos à luta, como um só...unidos...porque faltam 3 dias para um importante (muito importante) batalha...e de batalha em batalha venceremos a guerra, mas só se soubermos unir as nossas diferenças em torno de um bem maior!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, que transmissão de pensamentos! Estava justamente a escrever sobre isso!

      Um grande abraço e um feliz 2016!

      Eliminar
    2. Tu a escreveres e eu a acabar de ler o novo post e a pensar exatamente a mesma coisa! :)

      Sinal que os olhares são muito mais abrangentes e não se centram unicamente numa das peças da máquina, uma peça importante sem dúvida, mas centram-se na máquina como um todo!

      Grande abraço e uma vez mais votos se um ótimo 2016!

      Eliminar
  19. Força Jorge Vassalo!... Muito bem!... Os homens passam e o Clube fica, incluindo o nosso grande presidente que embora seja provavelmente imortal no clube pela extraordinária obra feita, parece convencido que é o dono do Porto quando é apenas nosso empregado. Com esta massa assobiativa o Porto nunca teria sido o que é, chegado onde chegou. O que se passou com os guardanapos brancos no jogo com o Marítimo é indigno estúpido da parte de portistas, particularmente quando somos primeiros na Liga e temos um jogo importante no próximo fim de semana. Mas é o sinal dos tempos, como sempre escrevo é o que "vem no jornal". Antes, rasgavam-se cartões e assobiava-se treinadores e jogadores mas não se ganhava nada, enquanto agora se vai pela propaganda fedorenta e nojenta da concorrência que começou a malhar no treinador desde que chegou ao Porto. Descansemos que um dia esta onda de insanidade centralista irá parar. O Porto "resistirá ainda e sempre ao invasor" e "então verá vibrar a multidão num grito só de todos nós". Tenha um Bom Ano, Jorge Vassalo

    ResponderEliminar
  20. Ainda bem que já identificaram o grande problema do F. C. do Porto.
    Definitivamente e sem margem para dúvidas, o Presidente, os adeptos e os jogadores são o cancro que minam o clube.
    O Presidente em 30 anos nunca conseguiu fazer o upgrade do clube. Nada conquistou, sempre subsmisso à superioridade dos clubes da Capital.
    Os adeptos, esses provincianos iletrados, desde 1896, sempre protestaram por tudo e por nada. Uma corja incorrigível, insatisfeita com tudo e que nunca foi capaz de seguir alguns iluminados que na sua sábia existência, graciosamente e sem qualquer interesse, apontavam o Caminho que esta corja nunca seguiu.
    Jogadores, esses trastes habilidosos, que têm a mania que são génios, que desobedecem à equipa técnica com trivelas e dribles que às vezes resultam, mas que está estatisticamente provado, que se falhassem, criavam enormes lacunas nos flancos, por onde os adversários exploravam as nossas debilidades.
    O que temos de bom: O Treinador, Antero e o Saul.

    Pois bem, arrumemos com o presidente, com os adeptos e com os jogadores e vamos refazer o Clube em torno da excelência que possuímos.
    Bom Ano
    A. Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rua com o treinador, o director desportivo e o anouncer(!!!)!

      E alternativas? Ah, pois é, não há!

      Olhe, as Assembleias Gerais esperam-no!

      Já agora, alguém aqui é contra Pinto da Costa?! Eu só quero que ele faça o mesmo que SEMPRE fez!

      Eliminar