quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Vergonha


Não vou estar a alongar-me, esteve à vista de todos os que viram o jogo. Uma "equipa" à deriva, dividida entre aqueles que quiseram mostrar serviço (Suk à cabeça, André Silva, Corona e os Bs Victor Garcia, Francisco Ramos, Lichnovsky e Ismael Diaz) e todos os outros, alguns, como Imbula, Maicon, Angel, Varela e Sérgio Oliveira, a roçar o inexplicável.

Uma equipa que entra sem chama, em ritmo de treino lento, sem sistema de jogo e atitude, sem sequer vontade de mostrar que vale mais, não honra a camisola que veste. Antes de sistemas de jogo e de treinos, vai ser preciso saber quem quer jogar no FC Porto. E encostar quem mostrar que não está para isso. Porque importa saber quem está connosco.

Valeu Suk que se entregou da forma como, aparentemente, escolheu o FC Porto. Tal como Danilo, também veio para dar o litro. Ainda bem. E Lichnovsky vai para o Gijon porquê? Em que sentido é ele pior que o Maicon?

Helton deu um frango. Tal como com Casillas, não o culpo. Onde não há segurança, acontece o erro. Na sua triste flash interview - Helton, um Capitão não diz "ajude-nos por favor" como se estivesse a morrer - mostrou que a confiança e o rumo não existem naquele balneário.

Vejamos o lado positivo: quando se bate com força no fundo, não há outro caminho senão subir. E lembrar para sempre o dia em que o FC Porto perdeu com o Famalicão B. E agradecer a heróica disponibilidade de Rui Barros. Só um herói assume o comando de um navio a afundar. Para sempre grato.

45 comentários:

  1. Hoje compreendi o facto de Sérgio Oliveira não ser chamado por Lopetegui. Também não entendo o empréstimo de Lichnovsky, emprestem é o Maicon e o Indy.

    Já sabia que o estado era grave, nunca pensei que fosse tanto.

    Nem vergonha têm. Nem pelo Rui Barros eles foram capaz de fazer mais um bocadinho.
    Enquanto andaram a apertar o Lopetegui, deveriam era ter apertado os jogadores.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... Isto mostra muita coisa...

      Abraço

      Eliminar
    2. Pois... Isto mostra muita coisa...

      Abraço

      Eliminar
  2. Caro Jorge,

    Vi apenas os 20 minutos finais e é de facto deplorável olhar, olhar e não ver nada. Estão todos absolutamente desorientados, sem ponta de confiança, sem saberem o que fazer. Não vou repisar nada mas é evidente que ainda se sentem e muito as marcas do treinador anterior. Não vai ser nada fácil mudar o chip. Fosse o treinador que fosse, será sempre uma tarefa hercúlea.

    Raoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, acho que estão nitidamente ansiosos por um novo rumo...

      Abraço

      Eliminar
  3. Há jogadores que não merecem vestir a nossa camisola. Hoje foi um jogo que a todos nós envergonha, mas pior que tudo foi ver no camarote todos aqueles sorrisos de gente que está bem na vida. É degradante uma exibição destas. Mas afinal porque não jogarmos com o glorioso equipamento azul e branco? Ah já sei é para combinar com as exibições de lerda que fazemos. Foge Peseiro que nem sabes onde te meteste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não jogam com o equipamento azul e branco, porque esses senhores não são dignos de o envergar.. assim deu para ao menos imaginarmos que os outros de branco e azul é que eram os portistas. Honraram a camisola que vestiam que era a cor da merd...
      cumprimentos
      A.A.Martins

      Eliminar
  4. Deve ser mesmo bom sofrer golos em tempos dificeis.
    Sei que sorrir "faz" bem a saúde...

    Abraços.

    ResponderEliminar
  5. Desolado. A equipa estava à beira do abismo e Rui Barros deu o passo em frente. Oxalá Peseiro consiga dar a volta a isto.Acredito. Viva o Porto. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Barros tem ZERO de responsabilidade. Assumiu o que ninguém queria. É um herói.

      Abraço

      Eliminar
    2. Obviamente que aceito a sua opinião mas não concordo. Todos têm responsabilidade e Barros tem-na acrescida pois era adjunto de Lopetegui e é um homem do sistema. Nestes quatro jogos nada fez de positivo. E ainda deu a imagem de coitadinho que nada tem nem pode ter a ver com o nosso Porto. Abraço

      Eliminar
    3. De repente, por magia, o FC Porto ia largar o sistema sem nenhuma contra-parte? Sabendo que novo técnico viria a seguir? Se acredita nisso...

      Abraço

      Eliminar
  6. vira a pagina, a pagina ja esta virada, amanha e um novo dia com prespetivas de conquista ainda importantes. O 442 losango vai mudar muita coisa, jigadores que eram importantes eixarao de o ser assim tanto, jogadores que nao eram importantes se lo ao mais. Vamos embora peseiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vejo porque não mudar o 4x3x3, realmente. Se não temos extremos de raiz, usemos um modelo próprio para eles.

      Abraço

      Eliminar
  7. Quando os jogadores não querem ou não sabem mais...

    O José Peseiro vai ter muito trabalho...


    Jogo onde não jogou nenhum titular do 11 de Guimarães e atendendo a tantas mexidas, deixo a analise individual de cada jogador, pois do colectivo pouco há a falar...

    Helton, culpas no golo são dele e dos centrais que não cortaram a bola. com Iker e Helton a darem uma casa por jogo, fica dificil a equipa ganhar confiança nos GR...

    Maicon, joga de cadeirinha...

    Angel não cruza bem, e tem uma enorme dificuldade a ultrapassar um rival em velocidade seja em casa, seja fora...

    Sergio está complicativo, mas não foge ao que eu esperava dele...

    Imbula vale mais tentar uma venda, posso me enganar, mas já não vai sair disto, pois parece que já nem ele se importa com os jogos que faz...

    Varela, tinha preferido que ficasse o Hernani como extremo, era jovem, queria mostrar algo, o Varela faz um jogo razoavel em 5, está tudo dito...

    Suk, esforçado, era dificil pedir mais a um jogador que entra de novo num plantel em queda e num onze de suplentes.

    Corona, só por uma vez assumiu o jogo e foi para cima dos adversários, não estava para se chatear muito...


    Mas gostei dos miudos da "B", já disse que o Vitor Garcia tem potencial e o Rafa (foi emprestado á Academica, mas é melhor que o Angel...)

    Francisco Ramos sem medos e Ismael a querer bola, só que sem mecanismos fica dificil...

    DC Igor L. esteve razoavel e o André Silva está como os jogadores da "A", a perder confiança...

    Caso mais flagrante, o Ruben Neves que parece acusar a pressão...e falha cada vez mais passes, sendo que neste ano não parece ter ganho estofo fisico e naquela posição isso é fundamental...


    Só para recorder que o FCPORTO B já ganhou em Famalicão esta epoca por 4-2...
    http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=4516990


    Gil Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numa equipa sem fio é difícil alguém jogar bem.

      Abraço

      Eliminar
  8. 1) Sem fio de jogo, não há hipótese. O único fio de jogo que há, o tal tiki-taka inútil juntamente com os passes longos lateralizados de Lopetegui, estão super entranhados e criaram raízes de tal forma nos jogadores, que vai ser difícil tirar esses vícios ainda nesta época. E como não há craques nem desequilibradores, só conseguem jogar daquele jeito.

    2) Antes tivessem colocado a equipe B completa pra jogar em Famalicão, pelo menos veríamos uma equipe à sério com chances de vitória e futebol vistoso, que nos enchesse de orgulho, como no último domingo contra o Santa Clara, ou até mesmo na injusta derrota em Portimão. Uma equipa rotinada, oleada, ensaiada, com garra, entrosada, e viu-se hoje nos Bês que jogaram a disposição, o empenho, a correria, a vontade entre outras coisas que deviam ser obrigação de quem joga na equipe A ganhando ordenados obscenos. Suk, apesar de talvez nem ter treinado uma única vez, foi um dos melhores, tentou, lutou, brigou, fez faltas, deu cabeçadas, acreditou em todas, nunca desistiu...

    3) Ao contrário dos Bês e do coreano, Sérgio Oliveira tem mostrado um futebol tão triste como a sua cara. Tem a sua segunda chance no FCP e é mais do mesmo, por isso foi emprestado há anos atrás. Não vibra, não grita, não bate, não corre, não morde, não explode, nada...

    4) Varela já tá mais que visto que não consegue produzir nada de útil, que não consegue acertar 3 passes certos num mesmo jogo, que não consegue se desmarcar, tabelar, criar, driblar, nada...nem velocidade ele tem... a defender, que não é e não devia ser a sua função principal, até tem conseguido jogar razoavelmente bem... pode ser que com o seu "descobridor" Peseiro ele volte a jogar futebol e não apenas fazer número em campo...

    5) José Angel sem ritmo, sem imaginação, sem raça... e emprestaram um excelente lateral-esquerdo cheio de futuro chamado Rafa pra rodar na Briosa, quando seria opção para suplente de Layun...idem pra Gonçalo Paciencia na sua respectiva posição...

    6) E pela primeira vez esta época vi jogadores da B sem saber o que fazer com a bola... porque quando jogam na B, tem noção de onde está o companheiro, tem noção pra onde lançar a bola, tem noção de tudo ou quase tudo ...Francisco por exemplo, pegou a bola e ficou completamente cercado entre 4 adversários, porque não via ninguém a quem passar, ou com quem tabelar e receber na frente...quem vê Francisco na B já sabe que ali mesmo pertinho dele estão Omar, Graça e mais uma ou duas linhas de passe...

    7) Temos APENAS 3 zagueiros ( o 4º é Lichnovsky, e joga apenas de vez em quando), e os 3 estão em péssima fase há tempos, jogam mal e porcamente em todos os jogos independente da dupla, como isto é possível???

    8) Verdade seja dita, em um ano e meio, Lopetegui teve à disposição montes de jogadores com qualidade acima da média, e pelo menos os que cá ficaram para a 2ª época, quer fossem titulares ou suplentes, deviam estar plenamente rotinados e conhecerem muito bem os companheiros, casos de Brahimi, Herrera, Ruben Neves, Marcano, Indi, Maicon, Aboubakar, Tello, Angel, Helton, ou seja, MEIO PLANTEL!!! São todos burros que não conseguiram "pescar" nada???

    9) Ano e meio até a data de hoje, já estamos fartos de ver que: um dá o passe e o outro não sabe onde vai o passe, um lança e o outro não corre pra receber o lançamento, um recupera a bola, olha, olha, olha e não vê ninguém pra puxar um contrataque...até nos Passarinhos da Ribeira há fio de jogo, há entrosamento, há coletivo...e mais um meia-leca, treinador de uma equipe da 2ª divisão que jogou sem 8 titulares, conseguiu tramar este Porto ainda à Lopetegui, só não sei se disse que "já sabia como o Porto ia jogar e onde explorar as fragilidades"...

    10) Lopetegui deixou o Porto orfão de pai, mãe e parteira...

    11) Se Peseiro conseguir tirar metade dos "vícios" da equipe A, podemos estar otimistas..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordando com tudo, falta só dizer que, pelo menos, Peseiro não vai ter uma folha em branco, porque ali não há nada.

      Abraço

      Eliminar
  9. Sem comentarios.. apenas sugiro por os jogadores da equipa A a jogar pela B e vice versa.

    Abraço
    Miguel S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou dar o tratamento que teve o Hulk e ir fazer uns joguinhos na B. Especialmente o Maicon. Já que o Sérgio vai dar uma volta e o Imbula também... O Varela... nem sei que diga.

      Abraço

      Eliminar
  10. Primeiro treino:
    - bom dia cachopos. Isto é uma bola...
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pooooodes crer, pá.

      Uma estrada muito longa pela frente....

      Abraço

      Eliminar
  11. Bom dia,

    Antes de mais, é preciso parar com este clima de que tudo está mal, que ninguém presta e que o mundo vai acabar. O adepto do FCP é exigente e isto é uma virtude. O que é errado e prejudicial é esta irracionalidade e emoção excessiva quando as coisas não correm bem.

    Não foi nenhum escândalo quando perdemos 1-3 contra o Marítimo e também não será nenhum com esta derrota. Demos minutos aos jogadores menos rotinados e introduzimos miúdos da equipa B na equipa principal. Pode dizer-se que o FCP entra em todas as competições para vencer e que mesmo nestes jogos é sempre melhor ganhar do que perder. Concordo plenamente. Mas perder também faz parte do futebol e se for para perder prefiro que aconteça nestas circunstâncias.

    A equipa não tem jogado bem e os jogadores não estão no seu melhor momento anímico. Isto é claro. A equipa de futebol tinha um projecto que foi interrompido antes do tempo e que agravou ainda mais a confiança dos jogadores. Neste momento não adianta debater se foi o melhor ou não. Acho que todos sabem que eu pessoalmente gostava e acreditava no trabalho do Lopetegui mas isto é passado. Sacrificou-se quem a direção achou melhor para o bem do clube e agora é preciso dar algum descanso e paz aos jogadores para que possam recuperar os níveis de confiança e acreditarem nas suas capacidades. Ninguém consegue melhorar e ser confiante lendo todos os dias nos jornais e nas redes sociais que não presta e que é um mau profissional. Sim, eles ganham muito e muitos deles deveriam fazer muito mais do que têm feito, mas o problema é que neste momento é quase impossível julgar acertadamente se é por incapacidade técnica ou se é por bloqueio mental.

    Em relação ao jogo não concordo quando dizem que não houve vontade de fazer melhor da parte dos jogadores. Neste momento simplesmente não conseguem fazer melhor. Individualmente não concordo com as críticas ao Sérgio Oliveira e ao Ángel. O primeiro trabalhou muito enquanto teve pernas e o segundo falhou apenas nos cruzamentos, que é o seu ponto forte. Talvez o estado do relvado não tenha ajudado também. Acredito que as coisas irão melhorar com o novo treinador. Perder o treinador no meio do projecto e ficar quase duas semanas sem saber quem será o novo treinador certamente que não ajudou.

    Leio notícias de que o Tello está practicamente fora do clube. Espero muito sinceramente que não estejam a contar com o Varela como terceira opção. Até pode ajudar defensivamente o seu parceiro de ala mas ofensivamente o Varela já não existe. Não acrescenta absolutamente nada. Não vejo outra opção senão contratar um extremo imediatamente.

    Há muitos erros e muitos culpados neste processo. O principal é sem dúvida o presidente pois é o responsável máximo do clube e como tal, é nele que deve recair a responsabilidade maior pelos êxitos e pelos fracassos. O que acho extremamente curioso é que os mesmos adeptos do clube que forçaram (e não descansaram até conseguirem) toda esta situação hoje agem como se nenhuma responsablidade tivessem. Não é só a SAD do clube que tem de mudar de atitude. Nós como adeptos também devemos reflectir e compreender que temos sido um dos responsáveis por toda esta situação. Não podemos passar dois anos a assobiar e insultar um treinador que vence dois campeonatos com apenas uma derrota e depois, dois anos mais tarde, dizer: "volta, estás perdoado", por exemplo.

    Abraço.

    Braulio Rocha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, Braúlio, isto não é o FM, não é mudar o treinador e fica tudo instantaneamente bem... pode ser que tenham aprendido alguma coisa.

      Abraço

      Eliminar
  12. É preciso alguma calma, eu não vi ontem nenhum escândalo ou descalabro. Sim, olhando para o resultado apenas é surpreendente, mas colocando em contexto já não será tanto. Vejamos, esta equipa que alinhou NÃO tem NADA a ver com a nossa habitual. Basicamente, foi um conjunto de remendos A+B que, como é óbvio, não se entendiam em campo. Porra, acredito que alguns quase nem se conheciam! Cada "metade" desse lote tem um treinador diferente (no caso dos da A, até se pode dizer que estão 2 naquelas cabeças), portanto não contava com grande coisa deste jogo. Não houve equipa, houve um conjunto de miúdos.

    A estratégia de Lopetegui, a única que a maioria deles (A) conhece, implicava disciplina e domínio das peças em campo (daí ter falhado umas quantas vezes, fruto das hesitações e alguns enganos nas escolhas dos jogadores e seus posicionamentos). Essa disciplina perdeu-se, não só pelo fim de ciclo mas também porque nas cabeças dos jogadores ficou a ideia de que não resulta, portanto há que mudar forçosamente e fazer o oposto. Primeiro erro, pois nem tudo estava bem mas nem tudo era mau. E em paralelo, talvez alguma vontade de mostrar algo diferente, principalmente porque o novo chefe estava a assistir e eles sabem que pode estar iminente uma "limpeza" de titulares. Quando isso acontece, perde-se o coletivo, ficam os jogadores perdidos, sozinhos, desorientados perante uma equipa que tentou jogar como tal - com solidariedade e união, mesmo apesar de alguns serem segundas escolhas.

    Resumindo, sem entendimento entre eles, e sem ninguém a querer assumir as responsabilidades (talvez o Varela até tenha sido dos mais inconformados, mesmo que de forma desajeitada), estava tudo à espera de um golpe de sorte. E apareceu, mas do lado oposto.

    Por último, o FCP talvez possa ter subestimado o Famalicão, as equipas da segunda liga não são coxas, e se virmos bem os nossos rivais, não foi muito diferente - exceção aos vermelhos, que tiveram no seu GR o melhor jogador em campo... isso também diz bastante.

    PS: O resultado teve um gostinho "agridoce", afinal ganhou o meu segundo clube, equipa da terra, portanto... ;) um dia destes ainda regressam à primeira liga, merecem.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paulo, ninguém subestima o Famalicão, as equipas não jogam sozinhas. No entanto, a verdade é que o lento/parado, passe para trás e para o lado, continua. Não interessa quem se tem, interessa futebol positivo, que não existiu.

      Abraço

      Eliminar
    2. De facto esta equipa não tem nada a ver com a habitual. O meu receio é que a apresentada em Famalicão seja melhor.

      Abraço

      Eliminar
  13. Caro Jorge,

    Isto está tão mau que nem sei que te diga.

    Contudo também existe uma oportunidade e fazer uma limpeza profunda de jogadores que cá não deveriam estar e de ordenados principescos.

    Penso que estava na hora de Tello, Imbula, Sérgio Oliveira (emprestado) e mesmo Varela (contudo admito que fique por ser um extremo de raiz) sairem.

    Lichnovsky(por que raio só tem 4 jogos na B??!?!) e André Silva serem emprestados a equipas de 1ª Divisão.

    E Ismael Diaz, Omar Govea e Gleison, serem contratados em definitivo, antes que o preço ainda suba mais.

    Com nesta limpeza e renovações ficaríamos com alguns problemas resolvidos no plantel e os jovens da B, que tem muita qualidade já poderiam ser convocados e começar a integrar a equipa A nos jogos principais e não só nas taçinhas de caca.

    Jogadores como Francisco Ramos, Ismael Diaz, Gleison, Omar Govea e Vitor Garcia (para já não falar de André Silva e Rafa), são jogadores perfeitamente capazes de jogarem contra os Guimarães desta liga, se estiverem numa equipa estruturada e sólida.

    Urge não só renovar como também aproveitar os jogadores que tem qualidade e deitar fora e deixar sair os que não querem cá estar.

    5 médios centros, 2 alas + Ismael, Gleison, Chico Ramos e Omar Govea, para mim, é o que deveria ter sido desde o Início da época e não 7 MCs + 4 Extremos e ainda com Bueno à mistura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ismael e Omar já estão, Gleison chegou agora, ainda vai a tempo.

      O 4x4x2 losango de Peseiro ou um 4x2x3x1 resolve bem o problema de aproveitar o potencial do plantel.

      Abraço

      Eliminar
    2. Penso que o Ismael e o Omar estão ainda por empréstimo e todos eles chegaram agora Jorge...

      Ismael, Omar e Gleison foram trazidos no inicio da época, por empréstimo dos clubes de origem, e acho que ainda nenhum foi comprado em definitivo.

      Eliminar
    3. Em relação ao 4-4-2 Losanglo era um mimo para o plantel que temos... era despachar Tello e Varela e interiorizar Brahimi(como vértice 10 desse triângulo) e Corona (como segundo avançado), pois alas/extremos, não temos nada que se aproveite e por isso mete-mos lá estes dois.

      Depois num 4-4-2 desse género, era dar asas ao Bueno!

      Eliminar
  14. Jorge, penso que houve algum facilitismo, não necessariamente subestimar do rival mas também da competição em si. E faz algum sentido, se pensarmos que, mesmo com uma vitória as nossas chances eram reduzidas.

    Eu até percebi a convocatória de vários elementos da B, tinha vários pontos a favor. Por um lado, mostravam-se algumas opções a Peseiro, jogadores que conhecem a realidade da 2ªliga e a equipa rival, habituados a estas andanças e ao tipo de futebol (mais "aguerrido", mais físico). Por outro, descansavam alguns titulares. Mas essa opção "partiu" a equipa, pois tenho dúvidas que o tempo que tiveram para treinar juntos tenha sido suficiente para criar rotinas. Provavelmente acharam que algum rasgo individual chegaria para resolver, até esteve perto de acontecer, mas não foi o caso.

    Estamos num "limbo", num cenário de transição, e os jogadores estão literalmente "às aranhas". Sabem que o treinador anterior foi despedido, não só pelos resultados, mas pela sua estratégia e ideia de jogo, o que os levará a tentar evitar esse tipo de jogo. Resultado - jogam pelo seguro, sem arriscar nada, na maioria das vezes não sabem se devem correr com a bola ou passar, não sabem quando e se devem desmarcar alguém (nem como, porque não há rotinas), não sabem onde está e/ou estará o colega, etc. Um caos.

    Peseiro terá muito trabalho, mas acredito que os jogadores estão no ponto ideal para "absorverem" as novas ideias. Ninguém gosta de perder, e quer se goste ou não das palavras de Helton (ou da forma como as proferiu), o seu sentido foi óbvio e sincero - estão dispostos a aprender, com humildade e sem vedetismos.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E essa é a parte boa da coisa - não haverá atrito à mudança.

      Abraço

      Eliminar
  15. Jorge, só não concordo com essa benção ao Rui Barros! Não pode ser! Se ele que foi um antigo jogador um jogador do tempo de glória e sacrifício fica ali mais triste que os jogadores, incapaz de lhes dar uma indicação, não é uma voz de comando, é óbvio que não serve! E, um trenador adjunto - que é o que ele era e voltará a ser - tem de poder assumir o comando se acontecer alguma coisa ao chefe!
    Muito mais triste que ver os mencionados Sérgio, Imbula, Angel, Varela e Maicon a serem nulidades ou os jogadores a não sentirem a camisola, foi ver o Rui Barros de olhos vazios !
    Porra, também não gosto de dias escuros e de chuva, mas levanto-me sempre para trabalhar! E quanto mais escuros estão os restantes mais penso na minha responsabilidade para mudar aquilo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que ia o homem fazer em 12 dias? Mudar tudo? Ia dar muitas ordens com o técnico seguinte a ver? Depois da catarse dos 5-0, a equipa caiu em si - infelizmente - e acabrunhou-se. O bom disto é que há potencial a explorar.

      Abraço

      Eliminar
  16. Jorge, bom dia!

    Benfiquista....ok!

    Vocês são adeptos muito exigentes, é um facto....estão habituados como ninguém a ganhar! Umas vezes com mérito...outras com menos...igual ao que se passa com o benfica!

    Mas algo está mal no reino do dragão! Parece o meu benfica nos anos 90/2000....

    Não pode ser só o treinador...os jogadores tb não querem!

    Penso que existe ruido a mais.... existem pessoas a mais a pressionar!

    Não é normal os SD terem esta influencia....

    Não quero o porto forte...sou sincero! Por mim podem perder sempre! eheheh

    Mas infelizmente sei que não vai ser assim...e que se vão levantar!

    Vocês não desistem nunca...uma das vossas virtudes!

    Abc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chegar ao ponto der um ficaben a acreditar mais na recuperação do FC Porto que muitos Portistas...

      Mas obrigado pelo respeito!

      Abraço

      Eliminar
    2. Caro benfiquista,

      O treinador é o cerne da questão. Os jogadores são vítimas da falta de definição do jogo, e neste momento estão perdidos. Aquela ideia de que um bom jogador sozinho faz tudo, é errada, pode resultar de tempos a tempos mas sendo isto um jogo de equipa, nem sequer faz sentido. A ideia é ter um coletivo FORTE, onde uma individualidade talentosa possa ainda assim fazer a diferença acima dos restantes. Se esse coletivo conseguir, mesmo sem as individualidades, ganhar 90% dos jogos, aí sim estaremos perante uma equipa competente. O "pormenor" das individualidades poderá fazer dela uma equipa fora de série. Já há algum tempo que este Porto tem vivido demasiado dependente das suas individualidades.

      Tem mais hipóteses de ganhar uma corrida um Clio afinado por um especialista, com componentes de qualidades e com a máquina toda ela bem oleada, do que um Ferrari montado por um amador que se limita a "atirar" para lá as peças, sem afinar nem lubrificar, e esperar que o símbolo faça o resto. Este último vai, provavelmente, partir alguma coisa...

      Seja como for, parabéns pela postura.
      Cumps

      Eliminar
    3. Como é óbvio, o Jorge publica o que bem entende no seu blog mas eu pergunto: O que vem para aqui um benfiquista fazer nesta altura delicada do FC Porto? Só pode ser para gozar com o pagode. Valha-nos Deus!...

      Eliminar
  17. Deixo apenas uma referência ao ar do Peseiro no final do jogo: A bocejar visivelmente ensonado com o que acabara de ver.

    É bom que Peseiro seja o primeiro a não gostar do que viu.


    PL

    ResponderEliminar


  18. só sei que, Domingo, lá estarei, no meu teatro de sonhos azuis-e-brancos, para apoiar!

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar