domingo, 3 de janeiro de 2016

A Seu O Seu Dono


 Todos sabemos que Lopetegui tem culpas, responsabilidades e muitos furos no seu plano. Mas não tem, a meu ver, todos. Para mim parece-me claro que:

Lopetegui tem culpa de
  • Um jogo excessivamente lateralizado, lento, de posse quando possível, sem reacção quando nõ funciona.
  • Não passar a confiança necessária para que cada um se possa superar.
  • Ter um espartilho táctico que não dá espaço à diferença de pensamento e à iniciativa individual.
  • Não privilegiar a sistematização de processos ao manter uma linha base, especialmente no meio campo.
Lopetegui NÃO TEM culpa de
  • Ter de fazer duas equipas em dois anos, vendo um número absurdo de jogadores a ir embora para outras paragens.
  • Não ver satisfeitas as faltas graves a nível de plantel, não ter um verdadeiro desiquilibrador, ter jogadores que não são adequados ao estilo de jogo que pretende implementar.
  • Estar absolutamente só e desprotegido, servindo de carne para canhão, butt of the joke e outros achincalhamentos vários, tendo atrás dele uma direcção que só se chega à frente quando a vida corre bem.
  • Ter campanhas diárias e constantes de contra-informação que passam uma imagem péssima sua e dos seus jogadores.
Aquilo que está mal, não é do tempo de Lopetegui, é muito anterior. O "Momento K" disfarçou uma SAD inoperante, indiferente, amorfa e burguesa, mais dedicada à compra e venda de "activos" do que à aquisição de jogadores. À excepção do guarda-redes no banco e do central capitão que só não foi porque ninguém o quis, não sobrou ninguém "da casa". Vêem-se campanhas do Museu, do Natal, das vendas e das vendas e das vendas. Não se fala de assuntos que não tenham a ver com o lado da FC Porto corporation.


Não se pode pedir para fazer omeletes sem ovos. E não é só pela qualidade dos jogadores, mas sim pela forma como sentiam a sua casa. Sapunaru disse ontem que "Sinto-me triste. Admito que passei mal a noite depois da derrota de ontem do Porto frente ao Sporting. Os jogadores não respeitam a história do Porto, não sentem a camisola. No ano passado quando fui visitar o Centro de Treinos do Porto, vi que já nada era como antes". Não era de Lopetegui que Sapunaru estava a falar. É que nós nunca fomos buscar estrelas, salários milionários, jogadores de fama mundial. Através do nosso Querer e do Sentir de Aldeia Gaulesa, éramos um por todos, todos por um, desde o Presidente ao roupeiro.

Hoje Somos a FC Porto SAD, Somos Corporate, Somos Brand, Somos o Passado, Somos a Glória ida, "Somos Porto". Já não somos os Dragões, "Somos Porto". Pagamos ordenados milionários a jogadores, mas quem é o eixo central não custou muito. Toda a vida a descobrimos jogadores de topo, mas hoje só temos um ponta de lança com confiança frágil e um miúdo, muito bom, mas um miúdo, que precisa de tempo e espaço para aprender.

E temos, mais do que tudo, uma estrutura CULPADA de não desfazer os mitos do "melhor plantel dos últimos anos" e parvoíces quejandas, que induzem os adeptos em erro e provocam neles a expectativa de algo que só é possível com TEMPO e CONSISTÊNCIA

No final deste ano, veremos a debandada de mais uma brutalidade de jogadores, Brahimi, Herrera e Imbula à cabeça, e quem vier a seguir terá de reconstruir tudo pela base. Espero que seja alguém que compreenda a Mística Azul e Branca e entenda menos o "Somos Porto".  O que está mal é que seguimos a cartilha dos rivais da segunda circular. Tornamo-nos demasiado grandes, demasiado corporativos. Abandonamos os nossos princípios e identidade.

"Somos Porto" mas já não Somos o FC Porto. Temos urgentemente de voltar a ser. Mas do Topo à Base. Porque esse vazio é transversal. E não se resolve cortando o elo mais fraco.

36 comentários:

  1. "Espero que seja alguém que compreenda a Mística Azul e Branca e entenda menos o "Somos Porto". O que está mal é que seguimos a cartilha dos rivais da segunda circular. Tornamo-nos demasiado grandes, demasiado corporativos. Abandonamos os nossos princípios e identidade."
    Sabes o que acho verdadeiramente triste? Imagina que alguém tinha estado em coma durante os últimos dez anos e acordado nos últimos tempos. Mais que a crise ou os telemóveis xpto a maior admiração dessa pessoa seria saber porque carga d'água o Porto e o benfica trocaram de adeptos. Muita razão naquilo que escreveste.

    Jaime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não quero ter razão, quero que isto mude...

      Abraço

      Eliminar
  2. Actualmente deixamos de ser Porto e passamos a ser um entreposto de jogadores em que o importante são as comissões e a chusma de parasitas que gravitam em torno do clube.Rui Cerqueira diretor de comunicação do clube?????mas algum de nós o ouviu dizer alguma coisa alguma vez??? Porto Canal serve para quê? ??? Para convidar vermelhos e verdes para lá notarem fala dura??? J.M.Vaz, J.Gabriel? ??? Gala dos dragões com as bolhas e recordes representados ao mais alto nivel??? Presidente do Maritimo inimigo fidagal na tribuna???? Tudo isto envergonha e desprestigia.Sou sócio quase com emblema dourado mas este já não é o meu Porto e não me revejo nele.Podemos perder mas temos de deixar a pele em campo e não perder da forma vergonhosa que tem acontecido. Também ter como capitão um zero absoluto como o Maicon diz bem ao que chegamos.PC saia com dignidade para ser lembrado pelo grande dirigente que foi e que agora já não é e lembre-se do seu famoso lema "um clube dos sócios " será que a idade o levou a esquece-lo??? ou agora pensa como os ditadores que o clube é seu???? Não coloque o clube onde o encontrou e arrepie caminho enquanto é tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E será que ele VÊ isso, neste momento?

      Abraço

      Eliminar
  3. Aquilo que eu temi á uns anos atrás aconteceu... Não quero saber se o presidente P.C. era inocente ou não.. eu não queria era ver um clube arrastado pela lama por uma ex-1ª dama de nome Carolina. O PC devia ter de imediato pedido a demissão e resolvido os seus problemas fora do clube.. Acho que ainda não serviu de exemplo. Agora dá-se com os inimigos do clube, ou que pelo menos ele propagou pelos sócios e adeptos do clube.
    Cumprimentos
    A. Martins

    ResponderEliminar
  4. Temo que o meu Presidente já não caminhe sobre as pedras mas antes levite na doce ilusão do fantástico passado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Passado passou-se e o acabado acabou-se..

      Abraço

      Eliminar
  5. Caro Jorge Vassalo,

    Para mim as mudanças em demasia no plantel são de responsabilidade partilhada. No resto completamente de acordo. Precisamos de uma equipa e não de jogadores de milhões. Sem liderança no clube e capacidade técnica, estamos à deriva, presos num burgo que apenas favorece meia dúzia de iluminados.

    Raoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acha que o Lopetegui poderia dizer que não queria deixar sair o jogador A, B ou C?

      Abraço

      Eliminar
    2. Mas deu o aval a jogadores emprestados que se sabia poderiam não ficar. Para mim é tão responsável como a SAD e se assim não é deveria ter apresentado a demissão.

      Raoc

      Eliminar
    3. kkkkkkkkkkkkk a SAD teve que expurgar (em saldos ou dados) por vontade de Lopetegui jogadores que custaram milhões e este não poderia dizer que queria ficar com A, B, ou C?!!!

      Eliminar
    4. Caro Jorge,

      É evidente que Lopetegui teve e tem uma responsabilidade brutal na escolha do plantel. Podemos discutir se isso ocorreu por ingenuidade dele ou refugio da SAD e sinceramente penso que este é o caso, contudo é clarinho que tem grandes repsonsabilidades. Neste momento pouco importa esta questão, porque todos os portistas percebem que mesmo saindo o treinador teremos muitos pecados internos por tratar. Quem decidiu contratar Lopetegui e foi o Presidente PC, fe-lo com uma dose de risco que na altura disse era desnecessaria. Quisemos romper com tudo, afirmar a nossa capacidade de nos mexermos no mercado sem a CS saber. Foi uma decisão de risco. Alto risco. E isto tem consequências. Algumas já se notam.

      RAOC

      Eliminar
  6. Caro Jorge Vassalo!

    Ainda estou na fase das dúvidas, mas quer-me parecer que nesta altura do campeonato Lopetegui ainda não aprendeu tudo que há para aprender no ambiente do futebol português.
    Até se pode aceitar que ainda não está tudo perdido e conceder mais algum benefício da dúvida a Lopetegui, mas decorrido todo o tempo que está em Portugal, já tinha obrigação de mostrar serviço, de provar aos adeptos portistas que merece todo o nosso apoio. E o que é certo é que não, neste momento vive-se cada vez mais a instabilidade através dos resultados que se conhecem. Os dragões tardam em demonstrar que são campeões e que merecem a confiança dos adeptos. Na minha opinião, mesmo que tenha vindo para aprender e cimentar os seus conhecimentos,Lopetegui já tinha obrigação de ter aprendido e obtido o certificado de completo de aprendizagem. É que pelo que transpira cá para fora, o Mister portista, parece estar a revelar fragilidades e impotências para resolver os seus (dele) problemas...! O futuro nos dirá duas coisas: a) Se Lopetegui tem na realidade unhas para gerir o plantel azul e branco. b) Se o FC Porto continua ou não na senda das vitórias que o catapultou para permanecer nos clubes de TOP europeu...!

    Abraço,
    Armando Monteiro
    www.dragaatentoiii.wordpress.com

    ResponderEliminar
  7. Acho que este momento merecia umas palavras do presidente e após isso um blackout para reunir, juntar forças, concentração e foco nos objetivos que temos. Nas conferências de imprensa obrigatórias apenas se diria sim, não, talvez... Ricardo Gomes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O blackout... Era uma excelente ideia...

      Abraço

      Eliminar
    2. Também acho que um "blackout" total era uma excelente decisão. O falar para a comunicação social acabava e "falava-se" apenas e só dentro de campo.
      Treinador, jogadores e equipa estão a precisar de resguardo e de união e alguns adeptos de abrir os olhos e ver o mal que estão a fazer ao seu próprio clube.
      O "blackout" vinha mesmo a calhar.

      Ventura.

      Eliminar
  8. bravo! infelizmente b-r-a-v-o!

    abr@ço
    Miguel

    ResponderEliminar
  9. concordo, ha 5 anos que pinto da costa e o resto so faz merda, disfarçada pelo momento kelvin e vp, percebe se a glorificaçao do momento kelvin que noutros tempos era impensavel. Nao me parece que pinto da costa tenha capacidade para mudar seja o que for aos 80 anos, portanto fara bem nao se recandidatar, se se recandidatar por respeito e gratidao ganhar porque ninguem ira contra e nesse caso teremos de o apoiar mais 3 anos, e a vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num certo sentido, o momento K disfarçou muita coisa...

      Abraço

      Eliminar
    2. E, a verdade, verdadinha ?
      - a maioria dos adeptos que na altura e agora se dizem exigentes adoraram o golo do kelvin !!!! -

      Eliminar
  10. Lopetegui tem sido um lutador um homem com muita força e carácter que mostra muita qualidade nas suas ideias como treinador!
    Erra como tantos outros treinadores erram, não é perfeito mas é o melhor que se pode ter com um plantel que parece um conjunto de idiotas que não percebem o que é estar neste clube e uma estrutura directiva que esta cada vez mais longe do que já foi!
    Que pode lopetegui ou qualquer outro treinador fazer quando os jogadores nao querem porque lhes apetece ou porque estão com a cabeça noutro lugar?
    Que pode fazer um treinador sozinho quando é ele que tem que dar a cara pela equipa e pelo clube?
    O mal do nosso FCP e o azar de Lopetegui é o Jorge Jesus andar por cá no campeonato português a treinar clubes com aquela "sorte" que Lopetegui nunca teve!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer dia ninguém quer treinar o Clube..

      Abraço

      Eliminar
  11. Se até "um" romeno nota e sente isto, o que falta para alguém da SAD reconhecer isso.
    Se isto for para mudar, que seja tudo.
    Vendam-nos esses estrangeiros todos do clube, limpem todas as sanguessugas dos empresários deste país.
    Na minha opinião estamos a precisar de um processo igualmente ao que foi feito em 82.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  12. copo meio cheio: nao fosse o colinho no ano passado e teriamos sido campeoes. de notar que este ano o colinho de verde ja leva 3-6 pontos a mais(tondela, naiconal, arouca, etc...) e isso ajuda "a moral"

    copo meio vazio: apesar do colinho falhamos nos momentos cruciais, e eh por ai que se ve que JL nao eh treinador po porto...os jogadores podem estar amorfos, mas eh pra isso que existe um timoneiro! pra os acordar!

    e eh aqui q entra a SAD...esquemas esquemas e mais esquemas...catalogos doyen, mendes, comissoes, mama, xuxa, etc etc...os jogadores parecem artistas de circo, que so querem "um trampolim" pra "saltar" para um grande do futebol europeu com salarios fenomenais.... quem vem praqui tem de perceber que nos SOMOS UM GRANDE do futebol europeu !!!

    pq ng explica o osvaldo, o imbula, o cissokho, o varela, o sergio oliveira?
    mt honestamente, o casillas veio pra que? pra vender camisolas? pois, como o Jorge diz, pra dar foco "a marca FCP"...

    PS: nao da pra trocar a equipa A pla B? aquela malta joga de olhos fechados caramba....
    manu365

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas os assobios da A iam para lá direitinhos, também...

      Abraço

      Eliminar
    2. Nas contas do colinho não te esqueças do Nacional-Porto

      Eliminar
  13. Muito gostava de ver o Porto A fazer uma jogada como a que deu origem ao quarto golo do Porto B...
    Vamos continuar a "sonhar".

    ResponderEliminar
  14. Caro Jorge, sem ironia, vamos desmistificar:
    1) - não existe mística nenhuma. Isso foi um jornalista qualquer que inventou, e colou!
    Geralmente, quando há coisas que não se entendem, ligações com algo desconhecido, de teor divinal, falamos de misticismo. Certo que as palavras se vão adaptando ao uso que se lhes dá, mas, mesmo que queiramos ter uma leitura mais ampla do termo, nada disso existiu...
    Tudo era claro como a água, e tudo bem terreno: - Havia sede de vencer, sede de se mostrar, de não sermos sempre os que são tratados como os parolos, o "underdog", e havia muita gente de origens humildes que queria triunfar e a única via era o futebol...
    Ok, seja a isso ao que se resolveu chamar "mística" ...
    (eu chamar-lhe-ia : ser-se do porto: pragmático, generoso e voluntarioso e, um pouco raivoso...)

    2) Acha mesmo que os gajos hoje não querem ganhar ?
    Que só treinam todos os dias, têm de ter disciplina nas suas vidas, e estão ali a levar porrada, e a aturar assobios porque sim?
    Não acredito nisso!
    - o que acontece hoje, porque tem de haver outras políticas para se sobreviver ( aliás esta foi considerada a década de maiores diferenças entre "ricos" e "pobres" no futebol ) ; porque os outros não são eternamente burros e aprendem; há uma necessidade de ter sempre um marketing ativo !
    Esse mesmo, que diz que os jogadores são um espanto que valem 80 milhões, etc e tal
    Então, os jogadores já não vêm para ficar, vêm para circular; se fazerem grandes e ir embora !
    Não lhes podemos pedir que queiram ser como o Sapu !
    Só lhes podemos pedir que sejam bons e corretos profissionais! Como foi o Jackson ou o Falcao !
    E, por muito que haja enormes crenças que os da B é que são bons, vamos colocar os pés no chão e entender que a B e a principal são realidades completamente diferentes. Além disso, o Luis Castro, tão contestado pela visão 611 está finalmente a colher os frutos de idas e vindas, erros e omissões, e acerto de estratégias! Tivesse ele na A, e já tinha desandado há muito !!!

    3) Por último, andamos todos às voltas:
    Queremos ser reconhecidos na Europa, mas não queremos as regras dos europeus; queremos não apanhar chuva no estádio, mas não queremos ter de o pagar e manter; queremos sempre melhores jogadores e técnicos, mas não sabemos sequer estimar os que temos !!

    é muita contradição junta !

    Andamos feitos doidos a falar de d. sebastiões: ele é um novo treinador que vai ser muitíssimo melhor (quem ? ) ; ele é um novo presidente que vai ser outra coisa (quem?) ; ele é um ponta de lança que vai cair do céu e iluminar-nos....
    Porra ! Isso é que não é ser-se porto ! Nem nunca foi !
    Pés no chão, gente!
    Agarrem-se ao que têm com toda a força e remem para terra !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1) Sentir do FC Porto, feio , porco e mau, tipo aldeia do Astérix, contra o centralismo - desde que me conheço. Tenho 37 anos, eu sei, não é muito.

      2) Nunca disse que não querem ganhar. Mas têm de ser mais. Mais luta, mais garra, mais entrosamento. Não é preciso reinventar a roda. É preciso deixar TUDO em campo!

      Não sou dos que acha que devemos ter a B na A. Aliás, o André Silva, deitado - literalmente - ao leões, prova-o.

      O FC Porto sempre soube temperar os James e os Jackson, os Madjers e os Gomes, os Jardeis e os Hulks, com os Andrés, Joões Pinto, Paulinhos Santos, Jorges Costas, Pedro Emanuéis. É isso que eu peço.

      Temperar Brahimis com André Andrés e Danilos, Xico Ramos e Ruben Macedos com Imaéis Diaz, na proporção de 2 para 1.

      3) NUNCA vi o FC Porto com esse discurso. E eu não espero nenhum D Sebastião. Quero raça, ligação, coerência e entrosamento. Com Lopetegui, porque não? Olhe, mais um um pouco da primeira parte de sábado e nada da segunda!

      Abraço

      3)

      Eliminar
  15. Caro Jorge,

    Para mim, o que fez a maior diferença no jogo com o SCP foi justamente o entrosamento - ou a falta dele - entre os jogadores de cada equipa. A forma como se entendem em campo depende, em primeiro lugar, de rotinas bem treinadas e praticadas até à exaustão, em segundo lugar, de alguma "empatia" entre os jogadores, típica dos que se conhecem e jogam juntos há tempos, e por último, da qualidade individual. O SCP tem bastante das 2 primeiras, o FCP tem eventualmente mais da última. A vantagem de um bom coletivo é que disfarça as fraquezas individuais (pois não depende tanto delas), daí a CSD começar a "endeusar" alguns verdes.

    Do nosso lado, o treinador, apesar de algumas boas ideias, no meu entender peca por:
    1. Altera de estratégia com demasiada frequência - convém ter plano A, B e C, mas escusamos ter até ao F, G, ...!!! Não há jogador que acompanhe;
    2. Altera os jogadores com demasiada frequência - tanto altera os titulares, como coloca-os em posições diferentes constantemente; Mais uma vez, como é possível criar rotinas?
    3. Sim, o plantel é 50% novo, mas no tempo que já tiveram penso que deviam mostrar um pouco mais. Senão, que dizer de Corona e Layun, os últimos a chegar...?

    Sem as rotinas é muito mais difícil "jogar de olhos fechados", ao primeiro toque, com rapidez como fazem as grandes equipas. E isso provoca o que temos visto - cada jogador tem que parar a bola, avança 2 ou 3 passos e depois recorre a uma linha de passe básica. Previsível demais. Não admira que alguns treinadores da nossa praça já o tenham dito, com todas as letras, que é relativamente fácil bloquear o FCP. Se no início ainda tinham dúvidas, agora sabem - basta cortar as linhas de passe mais óbvias e fazer pressão sobre o portador da bola, obrigando a bolas longas que, invariavelmente, podem ou não chegar ao destino. E mesmo quando chegam, quem as recebe está geralmente sozinho, e, quando consegue, cruza para ninguém. Valha-nos os nossos desequilibradores para ainda provocar alguma surpresa, mas é pouco, muito pouco. Falta o coletivo. E aí é onde Lopetegui não tem conseguido mostrar resultados consistentes.

    Eu (ainda) acredito que ele possa aprender. Começo a ter dúvidas é que o faça a tempo de ganhar alguma coisa... talvez a TP, pelo menos (?).
    É verdade que as equipas de JJ têm tendência a perder ritmo na segunda volta, fruto de insistir demasiado no mesmo núcleo de jogadores (no ano passado safou-se por estar fora da Europa, este ano já saiu da TP), e ficam sujeitos a desgaste e lesões. Quando experimentou mudanças, levou "porrada" humilhante na LE. Veremos como vai ser, até porque o SLB continua a espreitar, mesmo sem saberem como.

    Mudar de treinador nesta altura teria um impacto similar ou pior, não compensa o risco de "cairmos" na classificação (mesmo um 2ºlugar vale muito, pelo acesso direto à LC), portanto na minha opinião deve ficar até ao fim. Depois logo se vê.

    Cumps

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo as considerações.

      O parágrafo final está nas mãos do Presidente.

      Abraço

      Eliminar
  16. Bom, ponhamos de parte por um momento os sentimentos que cada um nutra por Lopetegui (e eu não o gramo). Cabe na cabeça de algum portista de cepa, que SAD, direccao, etc., não façam NADA, após o enxovalho a que o treinador do FCP foi submetido pela comunicação social, depois de um clássico?

    O "blackout" uma boa ideia? Não! - a única atitude honrada que se impunha. Não tenho vergonha de Lopetegui, mas sim de quem manda no nosso clube. E com isto sabemos que o nosso treinador esta por um fio, sozinho, empurrado para a demissão assim que tornar a falhar e a contestação atinja níveis para ele incomportáveis. Institucionalmente, somos actualmente um clube sem espinha, de cobardes, gananciosos, mercadores. Lopetegui seria melhor tratado num "call-center" de vão de escada.

    ResponderEliminar
  17. Jorge,
    Concordo com 99% do teu artigo. Tocaste na ferida, não sabia que Sapunaru tinha dito isso mas disse tudo! Eu já sinto isso há anos, o Porto mudou e o que estamos a ver temo que seja apenas o inicio.

    A parte em que discordo um pouco, é que Lopetegui sabia ao que vinha, faz parte deste novo modelo descaracterizado do Porto, ele aceitou um modelo feito de empréstimos, muitos deles espanhois (não tenho nada contra Espanhois mas foi claramente uma ideia do treinador).

    É por isso que não gosto dele, sempre percebi que ele veio para implementar um novo modelo que é o que descreveste, o modelo de clube empresa! Era evidente há um ano e meio que este ano irias ter muitas mudanças, Lopetegui sabia disso e aceitou!

    O que é que ele fez para mitigar esses riscos? Pelo contrário, aumentou-os ao criar um sistema tactico pobre...ele não tem plano B porque não tem capacidades para isso!

    A SAD foi buscar um treinador que aceitasse esse modelo, teria de ser um treinador que a SAD pudesse controlar. Treinadores como Mourinho, JJ por exemplo, nunca aceitariam isso, eles teriam de ter controlo na politica de contratações.

    O FC Porto transformou-se para...pior, quando os titulos começarem a faltar (já vamos no 3 ano), quando os recursos começarem a faltar, o Porto vai ser obrigado a voltar a sua identidade antiga mas aí temo que vamos ter uma travessia no deserto.

    Abraço.

    ResponderEliminar