quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Evolução E Realismo


Lutei com todas as minhas forças - e não fui o único - para acreditar que não haveria reset no meio da temporada, com tudo aquilo que esta acarretava. Mas era expectável que os assobios - não os do fim, mas os durante o jogo - levassem Lopetegui à porta da rua. Durante muito tempo (alguns crêem que foi demasiado) achei que seria possível ultrapassar essa fase, até porque chegamos a estar em primeiro. Veio o Rio Ave, uma exibição pavorosa, e a porta da rua para Lopetegui.

Sentiu-se a catarse de alegria nas tropas - estamos livres! Mas, lentamente, veio o realismo. OK, não é por aqui. Então, por onde é? Sem timoneiro e projecto, instalou-se a dúvida e o medo. Ganhou-se por uma unha negra, perdeu-se e pronto, control+alt+delete, reset

Depois do reboot, Peseiro e o seu 4x2x3x1. Que funcionou. Não foi perfeito, mas foi mais intenso que o seu predecessor e foi limitado pelo juiz da partida.  O ficaben de Fafe e os seus esbirros cortaram os lances de perigo e de desmarcação Portista com foras de jogo inexistentes, e surriparam três penalties. Sim, três. Se o do Rúben ontem é penalti, os sobre o Maxi são indubitáveis.

Mas divirjo. A partir do momento em que entra Peseiro, interrompe-se um exigente modelo com um ano e meio, trabalhado, segundo sei, ad nauseam nos treinos, ao ponto de fazer parte do subconsciente dos jogadores. Desprogramá-lo não é tarefa de um dia ou uma semana. Demorará tempo, treino, repetição.

Peseiro é, para mim, o homem certo para isso. Experimentou no único jogo que poderia perder, o único a feijões. Não perceber isso é não perceber a essência do que é o fundamental da vida de um treinador em pré-época acelerada. Há que saber ter paciência e dar tempo ao tempo. Mesmo que signifique perder.

Só mais uma coisa: já aqui disse, nada exijo a Peseiro. Tenho esperança na Taça de Portugal. Tudo o mais serão sortilégios de alguém a quem está incunbida a titânica tarefa de recuperar anímicamente os jogadores, de os juntar como grupo, de os potenciar e fazer crescer, contra uma maré forte do tempo que se esvai.

Quem achava que seria fácil, enganou-se. Mas acredito que o FC Porto terá a sua dinâmica, o seu mojo, de volta em breve. Até lá, e depois disso, estarei com o meu treinador. Com a paciência necessária. E a latitude devida.

49 comentários:

  1. Respostas
    1. Contigo até ao fim, tu és o nosso Amor!

      Abraço

      Eliminar
  2. Ler o que escreve dá-me outro estado de alma...Obrigado! :) A TP terá de ser nossa, custe o que custar! De resto, continuar a lutar e preparar a próxima época!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. boa ja chega de dizaer mal de tudo agora, ninguem serve, nada serve, tudo e questionado, ja ninguem do cepo que era derley, nuno valente, o capucho a fazer de plança, o celso, o maniche que ninguem queria, etc etc, agora so querem craques a partida, ja nem jogadores de 10M chega.

    ResponderEliminar
  4. Nem mais, concordo 100%. A probabilidade de existirem falhas (derrotas) nesta fase é grande. O que é normal atendendo ao processo revolucionário em curso (isso mesmo, estamos durante um PREC). Quem tanto quis este processo (o despedimento do treinador, e contratação de um novo), o mínimo que tem que fazer é apoiar sem qualquer reserva e sem hesitações (principalmente sem assobios).

    Abraço, P. Torres.

    ResponderEliminar
  5. Lá vem el chato! :) Nananana, nada disso. A Taça sim, claro. E o Campeonato também. E era o que faltava considerar-me eliminado da Europa antes de jogar! Nem pensar. É difícil, é sim senhor. Se desatarem a fazer a vida negra ao Zé, ainda mais difícil será, estamos de acordo. Mas isso não significa baixar a expetativa a quase zero. Eu cá não estou a preparar a proxima época e não vou para os Aliados festejar a Taça. Estou na luta! Bora?
    Abração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos todos na luta! Carago, não íamos ao Dragão se assim não fosse, verdade? Esperar o provável, desejar o (quase) impossível...

      Abraçom

      Eliminar
    2. Completamente de acordo ó Xor Silva...

      Há alguns que já baixaram a fasquia!!!!
      Como disse no blog aqui do lado DAM, basta um clic e acordamos o Monstro....
      Com o andar da carruagem, os lampiões matam-se uns aos outros antes da Páscoa!!!!

      Abraçonhe....

      Eliminar
    3. Com Peseiro somos campeões com mais de 5 pontos de avanço e a Taça é de caras.
      Deixem-no organizar o que Lopetegui destruiu.
      Pedro Fonseca

      Eliminar
    4. Desejo sinceramente - obviamente - que sim.

      Abraço

      Eliminar
  6. é mesmo isso!
    tenho sempre o numero "12" presente qdo penso nas fases que enunciaste... 12 dias pra chegar um treinador, ca porra pá! como é que exiges seja o que for assim? que brincadeira...
    vamos lá entao com alguma illusión tentar sacar a fruteira, que já nao a ganhamos há tempo a mais também!

    ResponderEliminar
  7. Ao ver o jogo contra o Feirense dei por mim resignado...
    - Resignado com a equipa (que ainda não consegue mostrar-se enquanto equipa);
    - Resignado com a qualidade do jogo (com a falta de qualidade);
    - Resignado por não ver um único jogador capaz de receber ou passar em condições a bola;
    Dei por mim a pensar que não há soluções, não há fio de jogo, que (quase) não há futuro à vista...
    Esta equipa e estes jogadores tiraram de mim o meu querer, a minha vontade, a minha ambição e enterraram-nos bem fundo, num local (quase) inacessível.
    Têm de fazer muito mais e mostrar que querem muito mais, do que aquilo que mostraram até agora, para que esse querer, essa vontade e essa ambição regressem ao meu espírito...

    PS: O que ainda desperta a minha garra neste momento é o inacreditável actuar das arbitragens de que temos sido alvos, e o pactuar dos nossos dirigentes... que me deixa furioso...

    Será que a nossa equipa não se consegue unir em torno de um objectivo comum, de lutar contra as arbitragens? Usando obviamente as armas de que dispôem: jogando dentro de campo. Mostrando eles próprios que por mais que nos queiram derrubar, um dragão (e um portista) nunca vira a cara à luta, não se dá por vencido...
    Enquanto houver um único sopro de vida, lutar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A equipa vai unir-se como, se a direcção não reage? Cabe a quem, afinal?

      Abraço

      Eliminar
  8. Caro Jorge

    Não consigo partilhar de tamanha condescendência. Eu exijo a Peseiro - como a qualquer um que treine o Porto - que esteja à altura dos pergaminhos do clube. E estar à altura é assumir sempre o favoritismo em todos os jogos nacionais e depois demonstrá-lo em campo. Ou melhor, que os seus jogadores o demonstrem. Seja em que condições for.

    Sobre a "experiência" de ontem já me alonguei, pelo que centro-me agora no presente. Eu não consigo aceitar que a Peseiro não se exija lutar seriamente pelo campeonato (em cada jornada e até ao fim, para o ganhar) e que a final da Taça não seja obrigatória. Não. Se era para condescender, então ficava Rui Barros, ao sabor das correntes, a ver o que dava.

    Outra coisa é perceber o difícil contexto em que o treinador aterrou. E isso compreendo - aliás, não fosse esse contexto provavelmente nunca teria tido esta oportunidade! Mas já que a teve, só posso ambicionar (tal como ele, certamente) que tire o melhor partido dela, e não que se resigne a colar os cacos, com tempo, nas calmas. Tem que os colar num dia e começar a dar uso ao cântaro no seguinte!

    É isto que eu sinto neste momento...

    Não estaremos a confundir complacência com resignação?


    Abraço portista,

    LAeB : Do Porto com Amor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou resignado, e acho mesmo que Peseiro não está a ser Laissez faire, laissez passer. Agora, se até Deus terá demorado 7 dias a fazer todas as coisas, não posso querer tudo para ontem.

      Estamos desnivelados - por tudo e por tudo - em relação aos nossos rivais. Tenho a certeza que Peseiro irá galvanizar a equipa, mas não posso, em consciência, exigir mais do que Raça, Querer e nunca desarmar.

      No entanto, e o mesmo para a direcção, não achas?

      Abraço

      Eliminar
    2. - Mas quem disse a este gajo que demorei 7 dias, Pedro?
      - Pois que não sei, Senhor. Conects?
      - Então avisa lá o moço que foram 2 dias. E 5 para tratar da papelada. Olha 7, tábem tá. Com 7 dias para fazer todas as coisas, tinham ficado mai'bonitas, caraças...

      PS. sorryyyyyyyyyy, não resisti :)))) já podes apagar :)

      Eliminar
    3. O bom humor tem sempre lugar nesta casa!

      Abraço

      Eliminar
    4. Ah!!!!
      Então foi deus que introduziu a semana das 35 horas!!!

      Eliminar
    5. Obviamente que a direção é sempre (sempre) a primeira responsável pelas conquistas e pelos insucessos. Tenho-o repetido até à exaustão.

      Mas sendo as direções eleitas para mandatos de 4 anos, não adianta estar sempre a questioná-las. Prefiro que se discutam alternativas em tempo eleitoral, assim elas tenham coragem para aparecer. Já o treinador e jogadores entram em acção todas as semanas de uma época...

      Eliminar
    6. Pedir Raça e uma atitude firme não é pôr a direcção em questão - é pedir outra política!.

      Vou ser mais claro: quero o NGP no FC Porto toda a sua vida. Acho que o merece e ninguém será melhor do que ele. Agora, ou ele tem a intervenção pública ao nível da que teve em, pelo menos, 22 anos da sua Presidência ou delega essa função para outro.

      Questiono o silêncio, não as pessoas. Sou capaz de apostar que há gente na SAD a coçar-se toda para o poder fazer. Tenho a certeza que, se estão calados, é porque têm instruções para tal.

      Porquê, não sei. Espero que seja estratégia (uma que não consigo descortinar).

      Se essa estratégia existir e for benéfica para o FC Porto para lá da espuma dos dias... conseguirei viver com ela. Mas gostava que se revelasse rapidamente. Seria sinal que o objectivo estaria conseguido.

      Abraço

      Eliminar
  9. Sinceramente, não estou a gostar de vários comentários. Concordo que temos de expectativas mas não podemos deixar de ser realistas. Trata-se de facto de um reset do Ferrari a meio duma curva. De que é que estamos à espera? Pode,os desejar, mas será isso realista? Não me parece. O erro foi termos começado com o mesmo treinador na segunda época, mas já não há nada a fazer. Já estamos na segunda parte do campeonato, se continuarmos a ser irrealistas, continuamos a dar cabo de tudo. Ou acham, por acaso, que apesar das tretas do Presidente acerca dos assobios ele não valoriza os adeptos? Vejam só o que aconteceu depois do Rio Ave... Ou se olharem para o passado, o que aconteceu ao PF depois do Porto-Estoril...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. Não podemos ser um cemitério de treinadores.

      Abraço

      Eliminar
  10. Estou como quem diz "pasmo".. eu explico. Como é possível estarem a tentar destruir a equipa B que até á presente data tem demonstrado a sua enorme qualidade, até faz esquecer um pouco as agruras que nos tem dedicado a equipa principal. Convocá-los para aquecer bancos e fazer número e passarem por resultados que nada tem com eles e se calhar conviver com alguns (muitos) nabos da equipa principal. Não tem a mínima desculpa a derrota com a 2ª equipa do Feirense, qualquer equipa que fosse apresentada pelo FC Porto nem que fosse os veteranos teria forçosamente de ganhar, e isto nem é ser exigente. Só mais uma coisa e que me deixou completamente KO.. ontem á noite ao navegar nos diversos canais de tv dei comigo a escutar no CMTV os dislates contra o FC Porto do ex-jogador Fernando Mendes.. será possível um individuo destes perder completamente o respeito a um clube que tanto lhe deu? Esta gente está completamente "vendida" a troco de aparecer nas tvs.
    Cumprimentos
    A,A. Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há pior anti-Portista do que um ex-Portista.

      Abraço

      Eliminar
  11. Boa noite Jorge,

    Cometeu-se um verdadeiro harakiri ao forçar-se a saída do treinador anterior à meio da época. Mais valia defender, acreditar e incentivar. Em vez disso fez-se tudo e mais alguma coisa para que não houvesse condições para o mesmo desempenhar as suas funções. A maneira (errada) como o clube e os adeptos têm lidado com os treinadores tem se escalado vertiginosamente e daqui há pouco tempo, se não houver uma mudança profunda, qualquer treinador que aceitar treinar o FCP estará a meter-se num beco sem saída. Não é difícil perceber este padrão autodestrutivo, basta olhar para os últimos 3 treinadores. Mais jornada ou menos jornada, o Peseiro passará pelo mesmo, infelizmente.

    Com esta mentalidade actual não há treinador nem jogador que tenha sucesso. Não falo apenas à nível da direção do clube. O que vejo nas redes sociais, jornais e na televisão, vindo da parte de adeptos portistas e antigos jogadores, é do pior que existe. Não me revejo nesta gente.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os problemas não começam nem acabam no treinador.

      Abraço

      Eliminar
  12. Boa noite,

    Relativamente ao jogo de ontem, antes de o mesmo começar comentei que não iriamos ganhar porque o jogo era apitado por esse supra sumo da arbitragem que é o Cosme, contudo não me vou desculpar na arbitragem, mas que teve influencia teve mas não é nada que já não estamos habituados.

    O jogo foi bom? Não mas aqui e ali já se viram algumas jogadas bem delineadas mas que a decisão não foi boa, isso vem com o tempo e o treino, o que tem faltado, contudo, e a principal conclusão que chego é que o jogo de ontem apenas serviu para o treinador ver com quem pode contar até ao fim da época.

    Acredito que até ao fim da época o treinador irá conter apenas com 15/16 jogadores. Vê-se que há jogadores que aliados á falta de qualidade estão sem vontade.

    Como alguém já disse aqui no blog, o campeonato está muito difícil, mas não impossível, iremos ter mais hipóteses também se as arbitragens forem um pouco mais isentas, acredito que iremos ganhar a TP. Na LE temos de pensar "step a step" para já temos de passar o BVB.

    Abraço
    Miguel S

    ResponderEliminar
  13. Se os jogadores também facilitassem...
    Se em vez da andarem com rodeios, fizessem o que gostam, que é jogar Futebol.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  14. Como diz a cançao: è preciso ter calma e dar o peito... Vamos FCP sábado temos outra batalha.
    Abraço
    Manuel da Silva Moutinho

    ResponderEliminar
  15. Assim é que é falar, Jorge!!!!
    Ainda estamos na Europa, no campeonato e na... verdadeira Taça!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdadeira e a única.

      Não me canso de dizer: não quero saber da taça da caricia!

      Abraço

      Eliminar
  16. Os adeptos,tal como Peseiro (e tal como Lopetegui) estão à espera de um nº10.

    Se já era extremamente importante para o 4-3-3, ainda mais importante se torna no
    4-2-3-1 que o Peseiro, pelos vistos, quer (pelo que disse na CI depois do jogo)

    Acho, sinceramente, que pode fazer todo a diferença. Para mim seria - Danilo , André e o tal nº10 (Oliver? era bom...) E este meio campo funcionava bem em 4-2-3-1 mas também em 4-3-3.

    É a "chave"



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suspiro para que seja verdade que venha o meu querido Oli de volta... isso é que era.

      Abraço

      Eliminar
  17. Acho que o Jorge está absolutamente certo. É necessário que os adeptos tenham consciência do real patamar de evolução em que a equipa se encontra, a que objectivos podemos aspirar, e se unam no que é um início. É necessária união transversal no clube. É necessário combater em todas as frentes, sobretudo protegendo o grupo de trabalho da agressão externa constante, configurada pela comunicação social.

    O excesso de exigência, a falta de tolerância e espaço, a desconfiança, e a fragmentação de propósitos, terão consequências autofágicas, não só na presente temporada, mas no futuro.

    Acho que Peseiro não podia fazer melhor nem diferente do que temos visto. No entanto, os jogadores estiveram ano e meio mal distribuídos em campo e com movimentos tácticos absurdos. Não se muda isso da noite para o dia.

    Dois exemplos. Rúben Neves, na disciplina de transporte e posse incutida por Lopetegui, tendo uma linha de passe aberta no miolo entre as linhas adversárias, imediatamente recua e lateraliza o jogo numa zona em que só moram jogadores do FCP. Ora mudar isto, não é só dizer-lhe que faça diferente. É necessário contrariar a concepção mental do jogador, desenvolvida em ano e meio de merda, de que o seu passe será interceptado pelo adversário. Numa palavra, é preciso aumentar a confiança do jogador para procurar o espaço entrelinhas. Inicialmente, isto acontecerá a medo, lentamente, e com bastantes passes falhados. Com o tempo, se o ambiente o permitir, a mecanização dará os seus frutos. O mesmo princípio aplica-se à correcção do absurdo posicionamento em campo instalado por Lopetegui. Agarrados à ideia de posse em largura, os jogadores terão medo de perder a bola assim que os extremos procurarem espaços mais interiores, aproximando as faixas do corredor central. Mas note-se que Brahimi já faz muitas diagonais, e os laterais estão mais soltos, por não andarem estupidamente em linha com os extremos, e pisando os dois as mesmas zonas. Paciência.

    E acho que estamos todos em pulgas para ver Bueno construir jogo e mostrar o seu remate fácil.

    Corações ao alto e união, Portistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Gospel durante ano e meio era "foge do meio" e passa para "no meio está a virtude", é muito natural que esse chip custe a mudar. Mesmo assim, estou certo que, de jogo para jogo, haverá evolução.

      Mesmo na Natureza, se reage à mudança da mesma maneira. Um animal enjaulado muito tempo poderá ter dificuldade em perceber que a porta está aberta....

      Abraço

      Eliminar
  18. Bom dia Jorge Vassalo,

    Entendo o que diz e sou tentado a concordar, contudo temos a obrigação de lutar pelo título. Já o disse e repito: só dependemos de terceiros para recuperar 2 pontos ao Zbordem, e para o Benfas só dependemos de nós. Não me parece uma tarefa impossível se melhorarmos o nosso futebol. Se calhar sou eu que sou um crente... A Taça de Portugal essa tem de ser nossa e vai ser nossa. Sou um dos adeptos que darei tempo ao JP para implementar o seu sistema e mudar o Chip. Como bem diz estamos em pré-época. Vamos dar tranquilidade ao grupo de trabalho. Podem contar comigo para isso. Será que vem mesmo o nosso Óliver?
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sim! Não escondo que a alegria do miúdo é uma coisa que me faria feliz de ver. Óliver é raçudo e dedicado, à Porto!

      Abraço

      Eliminar
  19. Caro Jorge,

    Peseiro pegou na equipa na melhor e na pior altura possível.

    Melhor, porque o mercado está aberto e pode-se retificar coisas... entradas e principalmente saídas (estão aqui jogadores que nunca deveriam estar)!

    Pior porque andamos a jogar de 3 em 3 dias e o treinador ainda nem teve uma semana seguida para treinar continuadamente seja lá o que for...

    Neste momento Peseiro, está apenas e só a tentar evitar que o barco afunde (que é deixarmos de estar na luta do campeonato)e não é a jogar a 24, 27, 30, 3 e 7 que o treinador vai fazer alguma coisa desta equipa em termos tácticos...

    Estamos a falar de uma sequência de 5 jogos oficiais em 15 dias e isso dá quantos treinos? Se formos bonzinhos podemos apontar para uns 7 treinos nesses 15 dias...

    Não se pode exigir a um treinador que não tem tempo para treinar a sua equipa, que a equipa ganhe com o seu modelo e com as suas ideias... tão simplesmente quanto isso...

    A SAD, que poderia ajudar e muito (bastava comprar uma guerra contra o benfica no caso vouchers e impor-se em definitivo com entrevistas no final do jogo a insurgir-se contra estas arbitragens ultimas, apresentando queixas por escrito no CA contra os árbitros, que não iam dar em nada mas tinha ênfase na comunicação social e os jogadores sentiam-se espicaçados) nada faz e está caladinha...

    Eu vi-me chegar ao final do jogo com o Feirense com uma sensação de paz e tranquilidade e que tinha acabado de assistir a mais uma derrota do Porto com completa naturalidade... tive as mesmas sensações que quando vejo um jogo da equipa B e quando um adepto chaga a isto é o fundo do poço!

    Existe vida para além da morte? Se existe é melhor ela aparecer e rápido pois nós estamos mais que mortos e enterrados, neste momento.

    ResponderEliminar
  20. Estarei sempre grato a Pinto da Costa pelo que fez, que é irrepetível e inigualável!
    Mas se é para continuar assim, então BASTA!
    MAS BASTA MESMO! Porque já mete nojo!
    Estou farto de ver o meu clube a ser VERGONHOSAMENTE tratado e quem o dirige ou é responsável nada faz para o contrariar!
    Pelo contrário, têm tomado mais posições (até pela falta delas) para piorar...
    E não é só desportivamente que andamos a ser comidos, veja-se os tachos e negociatas incompreensíveis e que ferem os mais básicos princípios...
    Enquanto isso, enterramos treinadores, uns atrás de outros! Alguns de grande qualidade... Não tenho dúvidas nenhumas disso!

    Os jogadores são um espelho de quem os dirige...
    Este não é o meu Porto...

    ResponderEliminar
  21. Caro Jorge Vassalo,
    Muito bem. Há que dar tempo ao tempo. Tenhamos confiança pois não será por falta de valor que claudicaremos. Mas a moral da equipa está com o vidro e se nos aparecer algum Cosme ou Ferreira lá se partirárá tudo. Temos aí um enorme problema e a questão é como o iremos resolver. Abraço

    ResponderEliminar