domingo, 31 de janeiro de 2016

A Indignação Da Lente Variável


Aquando desta vergonha, à parte da reacção heróica do Nosso Grande Clube, desde um enorme Helton, aos jogadores - todos! - a treinador, Antero e Presidente, a imprensa fez esta notícia aqui em cima da maior vergonha que vi Cosme Machado fazer em toda a minha vida. Nada. Zero. Houve até abundantes críticas à postura de Antero e de Pinto da Costa, como "tentativas de manipulação" e de Lopetegui como "ultrapassando o seu papel de treinador".

Evidentemente, Cosme Machado voltou ontem a ser... Cosme Machado e a portar-se como... Cosme Machado. Curiosamente, a Octávio Machado foi permitida, publica e manifestamente, uma pressão a Vítor Pereira para que Cosme Machado nunca mais apite o sportem. É fabuloso que não houve esta vontade de irradiação aquando desta fantástica jogada de rugby em Arouca, não sancionada por... Cosme Machado, que passou incólume até por doutos árbitros da nossa praça e que teria, certamente, mudado um jogo que ficaria resolvido para a parte beneficiada pouco tempo depois. Nada das carpideiras viúvas que se manifestam desta forma aqui em baixo. 


É o que temos. Para uns, justifica-se o injustificável, como o penalti assinalado a Rúben Neves contra o Feirense por ... Cosme Machado. Para outros, é permitida a irritação, a pressão, o ataque aberto, adjectivado como heróico. Para outros, é criticável, é "tentar voltar a tempos antigos", é "inaceitável". O direito à indignação depende claramente da cor da lente.

Noutra nota, uma estrutura que - muito bem! - se esforça para ter as famílias dos jogadores resguardadas do olhar públicos e as suas necessidades atendidas, tem de ter um especial cuidado com a estrela mundial do seu plantel. A sua mulher é uma figura muito mediática, não aqui - felizmente para ela - mas por todo o mundo hispânico. As manchetes da Flash - pertencente ao Lixo da Manhã - e a reportagem da Lixo da Manhã TV, chegaram a Espanha. Teve de ser a própria a desmentir o que se afirmava. Felizmente para nós, Sara Carbonero nem refere no seu post as revistas cor-de-rosa portuguesas. Não só por Sara Carbonero, mas por uma reiterada marcação cerrada ao Nosso Grande Clube por parte de todos os afiliados do Lixo da Manhã, deve haver uma reacção forte da estrutura contra estes vermes.

Já agora, deixo um apelo: que a Bluegosfera e seus habituais comentadores se manifestem com a mesma - ou maior! - intensidade quando as coisas correm bem, ou parecem melhorar, do que só quando se falha. Eu entendo o mecanismo catártico da Bluegosfera e fico feliz por considerarem este cantinho para tal. Mas gostava de ver um pouco de felicidade espalhada por aí. Será wishful thinking. Eu acredito que é possível.

ADENDA: Ai o Gaitán pode mandar estalos a adversários? Que bonito! Mais um belo exemplo de #colinho!

31 comentários:

  1. Nada de novo, caro Jorge.
    Já sabemos como os 2 clubes da capital são levados ao colinho, quais "bebés chorões" que mal se manteriam de pé sem isso. Sim, que eles amuam com frequência e berram quando não têm atenção, portanto o padrão é óbvio - são crianças, demasiado mimadas infelizmente.
    A comunicação social (?) é notoriamente e, agora, internacionalmente reconhecida pelas suas tendências, pela falta de isenção e pouquíssimo profissionalismo. Diria que são quase a profissão mais antiga do Mundo, que se vendem tal e qual como... vocês sabem. Artigos e capas comprados e encomendados, seja em troca de favores, seja por medo/receio de perder o tacho, ou apenas porque o "patrão" não gosta que mencionem outras cores para além da sua. Não me venham com as tretas do "eles vendem mais", porque essa já não pega. Isto são interesses paralelos claríssimos, e ao mais alto nível, daí a ausência de investigações a seja o que for - ai do "infiel" que tente, é crucificado em praça pública!!

    Passando a coisas sérias e que valem o esforço - a nossa equipa. Ontem não comentei, mas fiquei deveras surpreendido. Não com a vitória, essa até esperava (com maior ou menor esforço), mas com a afinação e entrosamento já exibidos pela equipa numa fase tão precoce. Nota-se a avidez com que os nossos jogadores aderiram à nova mentalidade, beberam das ideias de Peseiro sem questionar (bater no fundo tem as suas vantagens, por mais que doa), e agora começam a ver a recompensa que daí advém. Por outras palavras, "they're starting to believe"!!! Uma palavra define esta equipa - promissora. Não sabemos onde podem chegar, quando lá chegarão, mas o caminho é longo e a evolução até ao momento é positiva.

    Devemos de ser realistas e o bom senso recomenda que se baixem as expetativas, mas nada nos impede de sonhar. Dito isto, o campeonato é tão possível para nós como... para os outros. Não, não está completamente nas nossas mãos, eu explico: o SLB está ao alcance pontual - no confronto direto - e o SCP poderá também ficar ao alcance, SE não vencerem o SLB novamente (algo que, convenhamos, será escandaloso - 4 seguidas!). É verdade que estou a sonhar alto, mas serve este exercício para frisar que os 5 pontos não são o fim do Mundo. Temos hipóteses ainda que baixas, partimos com "algum atraso" é certo, mas falta algum tempo para o sprint. Seja como for mais vale estar preparado para tudo, pelo menos a Taça convinha assegurar.

    PS: Eu sabia que os n/jogadores TINHAM que valer mais do que mostravam. Vai-se a ver, às tantas nem precisamos assim tanto de reforços... precisamos sim é de reforçar os que temos, e extrair tudo que têm para dar! Ah, e limpar o lastro.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A evolução leva o seu tempo, não é instantânea.

      Abraço

      Eliminar
  2. Eu também acredito, caro Jorge!
    Oxalá a equipa tenha a sorte necessária para conseguir ultrapassar esta fase complicada.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com calma, tempo e paciência.

      Pré-época...

      Abraço

      Eliminar
  3. Com a CS que temos que é vendida aos interesses dos da capital já sabemos que é sempre tudo contra nós e as mesmas coisas dependendo da cor são analisadas de maneira diferente. Mas o que é que nós (os do Porto) fazemos para reverter a situação? Nada! Não temos força e se calhar o que é pior não temos vontade. Reclamamos mas somos acomodados e não lutamos por isso temos aquilo que merecemos. Os vermelhos vão ao Moreirense e enchem aquilo e nós quando lá vamos fazemos o mesmo? Não! Por isso não podemos reclamar enquanto não fizermos por reverter esta situação. Eles limitam-se a fazer o papel deles.Não são isentos e favorecem os deles.Revoltemo-nós!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos de ter uma voz mais activa e hogar o jogo deles. Sem exageros, mas sim.

      Abraço

      Eliminar
  4. Como já tinha dito isto é uma vergonha, ha 2 pesos e 2 medidos. Agora já que os responsaveis não se manifestam cabe aos adeptos se insurgirem, por isso faço um apelo aos adeptos que vão ao estadio criem pressão sobre os arbitros, façam-lhes a vida negra eles merecem só assim a cs começa a falar.

    Miguel S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quero ver depois da janela de transferências...

      Abraço

      Eliminar
  5. Jorge, estamos em sintonia...
    Não tinha lido o teu artigo. Só agora o fiz, mal escrevi o meu. E o meu está já actualizado, depois da subjectividade da desculpa.
    Ao que isto chegou!

    Imbicto abraço!

    ResponderEliminar
  6. Já aqui manifestei a minha sugestão e confesso, ninguém me leva a sério, mas repito-a: a democracia musculada, quando usada sabiamente, faz milagres.
    Gaitan, o moço é um case study, já repararam que de quando em vez desaparece misteriosamente, sempre sob o manto duma lesão inesperada, que ninguém soube, aparecendo depois de um longo período sem se falar dele, como se nada tivesse acontecido, parecendo vindo dum lugar magico? Para mim é extraordinário....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gaitán o homem que pode fazer tudo.

      Abraço

      Eliminar
    2. Será que ele entra por aquela porta do estádio? Hum...

      Eliminar
  7. Para mim é muito bom que esta imprensa continue a ser burra, estúpida, parva...
    Quanto mais lenha produzem, nós incendiamos-la e pulverizamos-la.

    Para mim era cortar com a vinda desse lixo para aqui, o Norte. Lá a partir da linha de Coimbra.
    Ainda bem que existe o diário O Jogo, ainda que façam algumas noticias pró estapafúrdio, mas que consegue ser isento seja para que clube for.
    Uma imprensa que informe, e não que dramatize ou influencie a população é o que se precisa.
    Mas o que é que estou para aqui a dizer, estou no séc. XXI, que parvo que sou...

    Abraços.

    ResponderEliminar
  8. AGRESSÃO DO GAITAN
    METE O VÍDEO
    VERGONHA
    SUMARISSIMO PARA O MOURO JÁ

    ResponderEliminar
  9. Caro Jorge,

    A sul nada de novo. Só me admiro porque ainda os convidamos para a nossa festa. É incrível. Batem-nos todos os dias e ainda os convidamos para um jantar e uma gala. Enfim.

    Queria destacar um pormenor do jogo de ontem que me esqueci de apontar que foi a tentativa de remate fora da area, coisa proibida no tempo de Lopetegui. Um bom sinal.

    Vi o jogo dos vermelhos até à estalada e depois mudei de canal. Não há pachorra. Ponto.

    Raoc

    ResponderEliminar
  10. Caro Jorge,

    Estou feliz, sem euforia mas com renovada esperança. Neste espaço, que recorremos para carpir mágoas, também devemos expressar o nosso contentamento.

    E como estou feliz, perante esta novela com Cosme Machado, sorrio apenas.

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Eu nao vi o jogo do benfas, o que é que o gaitas fez?

    Miguel S

    ResponderEliminar
  12. A nossa Sad não vai dizer nada sobre a estalada do Gaitan pois o silencio é o seu refúgio mas pode ser que o Otavio lacrau ponha a boca no trombone,pois para alguma coisa ha-de servir.É mais uma vergonha desta liga inquinada e cheia de colos,este é só mais um.

    ResponderEliminar
  13. Tratamento da imprensa, reaccao sportinguista, beneficio de quem sabemos... nada de novo. A novidade são as consequências que essas accoes têm. O espaço que a nosso comunicação ocupava como contra-peso as pretensões vermelhas foi usurpado pela histeria lagarta. E ninguém soube ate hoje explicar aos adeptos porque. O nosso presidente emudeceu em virtude da provecta idade e não houve competência em manter o trabalho feito? Algum condicionamento de bastidor, menos honroso e não divulgado? Nao sei. Pinto da Costa tem falado mais e bem, mas a comunicação do clube continua a ser miserável, reagindo debilmente e a desoras. Quando reage de todo. Espero, pelo menos, uma resposta dentro de campo e um levantamento dos adeptos.

    Mais coisas positivas do nosso futebol que se viram contra o Estoril: - dois golos atípicos na era anterior. Um de bola parada e outro em contra-ataque. E cubra-se de vergonha quem não souber da importância que as bolas paradas têm no futebol moderno! O golo de contra-ataque ilustra a nova mentalidade de exploração rápida do espaço, em rotura com o excesso de contemporização.

    ResponderEliminar
  14. Gaitan agride e já não jogava contra nós
    A Direção não faz nada? Não fala??

    ResponderEliminar
  15. Boa Tarde Jorge Vassalo,
    Muito bem nesta sua peça de denúncia da vergonha que é a nossa comunicação social.
    Cosme [como por exemplo Bruno Paixão] tem-se especializado em maldades contra o Porto com a complacência encoberta ou implícita das direcções dos principais títulos desportivos nacionais. Como desta vez se meteu com os viscondes de Alvalade, teve de vir explicar o inexplicável, a mando do seu patético chefe Vítor Pereira. E dessa forma Cosme meteu o rabo entre as pernas ao contrário de Braga e de recentemente do Dragão que saiu feito estrela, em cima da burra, por ter prejudicado o Porto. É por estas e por [tantas] outras que o futebol português é uma triste e desgraçada comédia. Abraço

    ResponderEliminar
  16. E perante estas vergonhas a nossa Sad lá segue cantando e rindo. Reforços a sério nem ve-los.

    ResponderEliminar
  17. Ó Jorge..o Gaitán nem lhe toca. Quando muito amarelo para os 2.

    Gosto de justiça mas não sou cego.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @ anónimo

      o problema não está em se toca ou não, mas antes na conduta anti-desportiva que teve. foi uma tentativa de agressão, ponto. e tal é punível pelas regras do Regulamento de Disciplina. haja coragem para as aplicar. mas já se sabe que ninguém se mete com as agremiações da Segunda Circular...

      #colinhoateaofim

      Eliminar
    2. Puxar não dá direito a uma reação dessas, assim como quando sofrem uma falta não lhes dá direito a dar uma patada de volta, etc. As regras talvez exijam vermelho, racionalmente penso que um amarelo seria adequado, como advertência pela irresponsabilidade do ato. Provavelmente a existir amarelo seria para os dois, para disfarçar, já sabemos do que a "casa" gasta.

      Não deixa de ser engraçado ver os nossos rivais desculparem o jogador com esse mesmo argumento, "não lhe toca", quando não há muito tempo (jogo FCP-SLB) pediam expulsão para o Maicon por uma entrada mais aguerrida (em que havia bola, apesar de tudo), e... não lhe toca. Não lhe chamaria tentativa de agressão (se ele quisesse mesmo, acertava-lhe), mas diria que teve traços de "intimidação" - a bem da verdade, acho que tivemos muita sorte nesse lance! Neste do Gaitán é diferente, não lhe acertou porque não calhou - a intenção estava lá - mas por outro lado as potenciais consequências também não são semelhantes. É a vida.

      Eliminar