quinta-feira, 12 de maio de 2016

Subestimações


O título dos nossos Bs não é um título menor ou irrelevante. É um título de uma relevância extraordinária. É com uma cultura de união, de grupo, e de vitória, como aquela que ficou bem patente em mais um Azul e Branco e mais uma excelente reportagem de Ricardo Amorim - para não variar - que se chega longe. É assim que se cimenta o Portismo de Futuro (*) e se cria laços de sangue azuis e brancos que levam à Identidade que procuramos. Mas a Identidade nova, refrescada, multi cultural, multi colorida que fará as bases do Porvir, cria-se com as conquistas e a entrega que se vê nestes rapazes, neste grupo.

É na mesma uma vitória cheia de lutas e sacrifício. Com quarenta jornadas na liderança. É na mesma uma vitória da superação das adversidades e a tradução de fileiras cerradas que, como diz bem Chicão Ramos, "são o resultado de nos conhecermos tão bem há tantos anos". Sim, é verdade, a maioria deste plantel da equipa B conhece-se desde que se conhecem a si mesmos. E isso não é irrelevante. Não é um "título menor", como não o foi o dos sub 19 no ano passado ou dos sub 17 e por aí fora. É a tradução da luta de quem ganha, contra tudo e contra todos. E que já têm uma noção importante: a que estão mesmo a lutar contra tudo e contra todos.
E isso não é, nem pode ser, nem certamente será, apenas uma questão de quanto custa o passe dos jogadores. É muito mais do que isso. Nesta altura, é fundamental que haja quem sinta a camisola. E estes miúdos já ganharam muito, já superaram muito, já viveram muito, vestidos de azul e branco. E isso é, a todos os títulos, essencial.


Fico também pasmado com a forma blasé e até, porque não dizê-lo, sobranceira, como se menoriza o facto de Iker Casillas ter prolongado o contrato até 2018 e querer, segundo palavras do próprio, terminar a carreira aqui. Casillas é um histórico da baliza, fez algumas asneiras este ano, que todos fazem, mas sendo parte do sector do nosso jogo que mais mudanças teve e que se viu mais descalço. Mesmo assim, nos jogos contra o nosso eterno rival, foi bem patente a fenomenal qualidade de Casillas e a mais valia que pode ser, desportivamente falando, se tiver à sua frente centrais constantes e laterais que saibam defender

À parte da questão desportiva, Iker Casillas tem milhões de seguidores em redes sociais, é mundialmente conhecido e poderia, fosse o FC Porto competente no seu marketing, ser um factor decisivo para a expansão da marca FC Porto mundo fora. O que não se traduz apenas em camisolas, traduz-se em parcerias, publicidade e exultação das qualidades do FC Porto e do Porto enquanto cidade e região. E o extraordinário - e AMADOR da parte do FC Porto - é que Casillas e a sua mulher já o fazem, por eles mesmos! Quer na utilização regular do Instagram, Twitter e Facebook, quer nos vídeos de Facebook e YouTube que este faz, o FC Porto, os seus jogos e o seu progresso, estão sempre constantes e presentes. Iker Casillas não é equiparável, nesse sentido, a nenhum outro jogador do plantel. E bons contratos publicitários não são coisa de somenos. Eu fico muito feliz, em todos os aspectos, com a sua continuidade. Tenho a certeza que, noutro clube mais a sul, Iker já seria um herói nacional.

Em vez de sermos velhos do Restelo, está na hora de exultar o que temos de bom e procurar potenciá-lo e protegê-lo em vez de o menorizar. Temos demasiadas coisas boas que já são menorizadas pelos media corruptos e propagandistas para ainda pregarmos mais um prego. Se não defendermos e gostarmos do que é nosso, ninguém mais o fará.

(*) Estou muito cansado dos "Aconteceu" e das efemérides. O FC Porto foi criado e teve sempre uma cultura de ser um Clube de olhos postos no futuro. Chega de estar sempre a lembrar as "velhas Glórias do Passado". Pontos de referência, sim. Saudosismo, nem pensar. Olhar para o Passado faz-nos ficar parados. E isso não é o FC Porto.

27 comentários:

  1. para além de que provoca torcicolos e aumenta a probabilidade de esbarrares contra um poste...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Muito sinceramente estou convencido que entra mais depressa na equipe um estrangeiro, que o comum PORTISTA nunca ouviu falar na vida, que um destes jovens talentos da B. Para mim vão ser todos dispersados sabe-se lá para que clubes.
    Infelizmente o departamento de marketing da "porta 18" e do "clube cardinal" dão 10 a zero ao deste fcporto, também convenhamos não é muito difícil.
    O DRAGÃO, que nestes 3 anos tem sido de papel, deixou-se atrasar e pelo que vejo não está nada preocupado com isso. Sempre tem o museu BMG.
    De facto, a subestimação que mais me custa não é a dos adversários não, é a dos nossos dirigentes.

    Luís (O do José Peseiro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá acho que a equipa A vai ter muitos Bs...

      Abraço

      Eliminar
    2. É chato e, ao mesmo tempo, torna-se aborrecido. A subestimação, está claro. A começar pela do adepto...

      Eliminar
  3. Não vou relevar a actuação de Iker esta época porque ela foi um desastre para todos. Entendo ser uma especie de ano zero para Casillas, de adaptação sobreudo. Porem, na próxima época, como penso que iremos ter uma equipa na verdadeira acepção da palavra, com melhores jogadores em cada sector, vou exigir mais a Iker, porque ele é diferente, é campeão do mundo de clubes, selecções e "milhões de titulos", tem 37 anos, também, por isso, tem de ser campeão no balneário do FC Porto (acho que Helton não ficará, se se confirmar a presença do castelhano), fazendo ouvir a sua voz e no campo "dar" mais pontos á equipa. Quanto ao marketing do nosso clube, ele é absolutamente obsoleto, para não dizer inexistente, sendo verdade, termos muito que aprender com outros. Só um exemplo, para não falarmos só nas camisolas, como é possível não haver memoria de uma acção tentando encher o Dragão com a venda de todos os lugares? Como estou ligado aos negócios, tenho a certeza que já deviam estar a fazer algo. Mas enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro amigo, o Casillas tem 34 anos, faz 35 dia 20... e olhe que essa diferença conta muito. E com centrais de jeito, muito muda....

      Abraço

      Eliminar
  4. Faz mais pela cidade do Porto, o Iker e a Sara, que muito politico nortenho!!!!
    Aliás, na baixa vejo muito castelhano em turismo á custa do... Casillas! Vieram descobrir o tal Oporto putamadre!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ....é o que digo, o marketing do FC Porto é zero, mas o da CMP é do mesmo nivel. Se houvesse um bocadinho de inteligencia e boa-vontade, as duas instituições de forma integrada, podiam tirar partido deste momento.

      Eliminar
    2. Eles que me contratem, estou disponível e faço melhor do que esta a ser feito.

      Miguel S

      Eliminar
  5. Também acho que o FCP em termos de marketing deixa muito a desejar e que poderia ter feito muito mais desde que ganhou a Liga dos Campeões. Quanto a Casillas, vamos ver se a próxima época corre melhor (a ele e aos restantes companheiros). Com outros centrais talvez a história seja outra.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. "Também acho que o FCP em termos de marketing deixa muito a desejar"

      Caro Anónimo

      O marketing é uma treta, o que realmente importa é o merchandising, mas voltando à sua opinião, não chega mandar uma "boca" a criticar os dirigentes, precisas mencionar o que tu farias melhor em relação a isso, quais são as tuas propostas ao nível do marketing?


      Outro assunto, quero apenas relembrar que a próxima época do FCPORTO vai começar cedo devido às qualificações da CHAMPIONS LEAGUE e os jogadores em vez de irem cedo de férias vão brincar nas selecções, ainda agora foram chamados, Verdasca, João Costa, Ruben Macedo e Sérgio Ribeiro aos sub20 que vai a Toulon e que se disputa entre 18 e 29 deste mês.

      Eliminar
    2. Sou leigo no que diz respeito aos termos de marketing e merchandinsing. O que queria dizer é que o FCP devia ter aproveitado a onda da champions e da taça intercontinental para ter explorado um pouco o outros mercados como o asiático e também o americano. Acho que devia ter aproveitado para promover o nome/marca/clube e jogadores através de programas, interagir com os adeptos, apostar em sites desenvolvIdos na língua nativa dos países com informação relativa ao clube, curiosidades, passatempos, promoções..., abrir lojas no estrangeiro, vender/promover os jogos realizados no Dragão, desenvolver visitas ao estádio/região do Porto, apoiar os clubes dessas regiões com acções de formação,vincular a marca, captar a atenção de potenciais adeptos, no fundo ter tentado fortalecer a marca.
      Resumindo, acho que a marca FCP apenas se baseou durante muito tempo apenas nos resultados desportivos e não se procurou potenciar o nome/marca, quiça devido ao ócio, por falta de iniciativa ou por se pensar que era rídiculo, que não valeria a pena tentar, que não valeria o esforço.

      Eliminar
  6. Caro Jorge Vassalo,
    O nosso Porto que tem um canal de televisão está mais focado em promover as filhas dos administradores deslocando para as apoiar um profissional dos melhores que existem no país e da própria Porto Canal que é Tiago Girão. Infelizmente é essa a realidade. Quanto à extensão do contrato de Casillas é definitivamente uma boa notícia e interpreto o manifesto de desgosto de alguns dos nossos adeptos como [mais um] efeito de propaganda dos clubes da capital nos quais tudo é bom e os nossos nunca prestam. Mas o futebol é só mentira. Ontem num café, no canal Benfica TV ouvi Rumenigge afirmar, muito sério, que Sanches é um produto da "famosa academia do Benfica", repito da famosa academia do Benfica. Não estando nada virado para os clubes da capital até me deu a dúvida se Figo e Ronaldo não teriam vindo de lá. Há um ditado que diz que a mentira tem perna curta e tem mas a que estamos a assistir agora está com ela bem maior. Todo o orgulho na nossa equipa B, contra tudo e contra todos até, por exemplo, contra a mansidão da nossa Direcção que [uma vez mais] nada fez perante mais uma escandalosa arbitragem que foi a do jogo com o Benfica B. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão da venda do Renatinho não me aborrece minimiamente. O teste do tempo assim o dirá. Nós tivemos 7 ex-jogadores do FC Porto nas meias da Champions. Uma vez mais digo, não é, para mim, um concurso de tamanhos.

      A "famosa academia do verifique" produziu talentos, mas, na lógica da "famosa academia do verifique" nós também "produzimos" o James Rodriguez!

      Acho fantástico o quanto se esforçam em contornar linguagens para fazer discursos sem substância. A pergunta é: porque foi já o Renato? Porque se fala em despachar Lindeloft e Ederson?

      Abraço

      Eliminar
    2. Creio que Rumenigge não fala inglês, ou então muito mal, caracterista alemã, por isso há que ter atenção a quem traduz e como tudo que vem daquela gente, devemos descontar 75%....vá por mim.

      Eliminar
  7. Nem mais Jorge Vassalo. Por isso estou esperançado que no dia 11 o nosso Encontro esteja virado pr'á frentex. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o José tem muita experiência de vida e, no entanto, não está agarrado à saudade!

      É assim mesmo carago! A melhor vitória é a seguinte!

      Abraço

      Eliminar
  8. Bom dia a todos os portistas.

    o campeonato ganho pelo FcPorto com a sua equipa B, conta ou não conta como um título oficial do clube naquela luta com os Benfas para ver quem tem mais troféus a nível nacional? podemos enquadrar essa conquista valendo o mesmo que as taças da liga,Portugal e super? Os benfas não a querem considerar e já estou farto de os aturar por causa disso e urge um esclarecimento por parte da Liga sobre essa matéria.

    Para mim sendo uma prova profissional tem de contar, pois se não houvesse FcPorto clube e SAD não havia equipa B, que no fundo é constituída por jogadores profissionais e alguns até jogam nas duas equipas.

    se alguem me souber responder agradecia

    saudações portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @ drulovic

      obviamente que o título da Segunda Liga, enquanto competição oficial promovida pela LPFP, conta para a contabilidade em causa. e vale bem mais do que uma qualquer taça lat(r)ina...

      abr@ço
      Miguel | Tomo III

      Eliminar
  9. Se há coisa que nós Portistas estamos habituados a fazer, esse é conquistar triunfos com os Nossos Valores bem acima de tudo.
    Não percebo como há gente que inferioriza estas conquistas.
    Bem se diz que desde pequenino se torce o pepino, e as conquistas também se fazem desde pequenos até a fase graúda.

    Sobre Casillas, é bem humilde da parte dele.
    Uma coisa que peço, é que se concentre mais um bocado.

    Boas noticias é o que andamos a precisar.

    Abraços.

    ResponderEliminar