segunda-feira, 2 de maio de 2016

Os Patinhos Feios E Os Gourmets

Ao longo da nossa história tivemos muitos patinhos feios no FC Porto. O que são "patinhos feios"? São jogadores que começam por ser criticados porque não jogam nada e depois acabam por sair em glória porque são os maiores. Ou então vão corridos e chegam a outros lados e jogam, e bem. 

No ano passado o expoente máximo desse "patinho feio" foi Adrián López. Não vou estar a falar muito, já falei sobre ele o suficiente. Foi vilipendiado todas as vezes que tocava na bola, todas as vezes que falhava um passe, todas as vezes que falhava um golo. Era o "senhor 11 milhões", caro e sem interesse. O senhor 11 milhões não foi vendido, e tivemos de o começar a pagar. Está no Villareal e, no jogo seguinte a marcar o golo da vitória ao Liverpool, faz isto. Desde os passes, os cruzamentos e um golo fantástico, esteve lá tudo. Era cepo? Não.

No início do ano, Aboubakar era extraordinário, não havia nada que não fizesse. Eu chamava-o de "Rei Bakar". Mas a confiança perdeu-se e a chama apagou-se. Nunca mais foi o mesmo.

Para mim, a maior pressão que amedronta os jogadores é a dos adeptos. Não compreendo, juro que não, qual é a lógica de insultar os seus e deixar os adversários à vontade. Os adeptos são examinadores? Os adeptos têm de ser convencidos? Mas ser adepto não é, literalmente, "gostar de"? 

A estrutura tem de mudar de atitude. O treinador tem de mudar de atitude, ou temos de mudar de treinador. Os jogadores têm de mudar. Mas, de uma vez por todas, depois de um Casemiro, um Danilo, um Lisandro, se calhar muitos outros que agora não me recordo, que passam de bestas a bestiais num ápice, está na hora de repensar o que significa ser adepto.


Nas outras equipas, do ficaben ao sportem, não se vê nada disto. Não se vê, por exemplo, esta pressão constante como a que sofreu esta época um dos nossos melhores jogadores, Hector Herrera. Mas passa pela cabeça de algum adepto do ficaben assobiar o Gaitán, nos jogos em que joga subpar? Ou ao Jonas? Ou ao Mitroglu? Ou ao Pizzi, em baixa notória de forma? E no sportem, o que aconteceu quando William esteve mal? Ou Adrien? Ou qualquer outro? Assobios de meia noite?

Hector Herrera foi insultado e assobiado a cada passe errado. Teve dois anos a jogar sem parar. No seu baixo de forma foi maltratado sem par, hoje carrega a equipa às costas, dentro do possível. Mas para a exigente massa assobiativa, é só sofrível, a unica coisa que fazem é assobiar menos.

Meus caros, estas birras de menino mimado, de quem se habituou a que a vitória é um dado adquirido, servem ao adversário, não ao FC Porto. Os treinadores adversários já contam convosco para pressionar os vossos!

Orgulhar-se-iam de que o FC Porto fosse conhecido como a casa que maltrata os seus? Que é uma pressão insustentável para os vossos? Sim, é que eu ouvi a claque do sportem, não ouvi foi os 45 mil restantes nas bancadas a contrariá-los, ou a puxar pela equipa. Se se dão ao trabalho de ir ao Dragão, como se justifica essa (ausência de) atitude?

Como disse ontem e, muito bem, Bernardino Barros, Villas Boas não servia, vendeu-se, Vítor Pereira não servia, era chato, Lopetegui não servia, não atacava, Jesualdo não servia, era chato. Neste momento, serve quem, para a nata goumet? Pep Guardiola? Diego Simeone? Não, este último, no FC Porto, era apupado do pior.

Mas o mais extraordinário é que, até nisso, o adepto é tendencioso: a uns permite todos os erros, má criadice, desresponsabilização, maus jogos em catadupa - é "dos nossos". A outros, é desde o primeiro minuto a malhar. Lopetegui foi assobiado desde o jogo da apresentação com o St. Ettiéne. Foi assobiado no jogo em que chegou ao primeiro lugar. José Peseiro não tem nada disso ao fim de oito derrotas.

E nada me move contra Peseiro, atenção. Tem toda a minha solidariedade! Teve uma mão péssima neste poker (plantel cansado, lesionado, despreparado, manco em posições defensivas) e fez o favor de vir quando, na minha opinião, mais ninguém quis. Estarei eternamente grato, como estive a José Couceiro, a Luís Castro e ao "Piccolo" Barros, pessoas que ainda hoje vejo de uma forma grata.

Mas o nosso treinador mais ganhador, José Mourinho, também não saiu a bem com os adeptos, por isso...

Está na hora de repensar o que significa ser adepto do FC Porto. Precisamos de uma frente unida e coesa desde o primeiro segundo. Ontem vi, pela primeira vez, todos os paineleiros Portistas, Rodolfo incluído, a defender o FC Porto com unhas e dentes. Assim é que tem de ser. Bem sei que a estrutura também tem de dar o sinal, e que este foi dado, após o jogo, pelo NGP. Quando alguém lidera, é mais fácil seguir.

Mas a pergunta impõe-se: o que significa, para si, ser adepto do FC Porto? Pense nisso. Para o ano precisamos de todos a remar para o mesmo lado.

69 comentários:

  1. A "cultura de exigência" que se instalou, não lembra a ninguém, é como o Jorge falou no post, assobiar os adversários e o arbitro tá queto, e os treinadores adversários já dizem que querem enervar o Porto, até os nossos adeptos já fazem parte da estratégia dos outros para nos derrotar...
    Realmente nenhum treinador serve e nenhum jogador serve.. assobiar que se assobie no fim dos jogos e não durante, pois quem assobia devia ter no seu trabalho assobiadores e quando fizesse algo mal levava insultos e apupos e assim trabalhava logo melhor..Dar armas aos rivais e aos jornalecos é muito mau, claro que temos direito a criticar, mas com critério, então a dos assobios ao lopetegui no jogo em que vamos pa primeiro lugar não lembra a ninguém e deve ser inédito, lá está como não foram com a cara do homem qualquer coisa servia pa deitar abaixo, enfim resta ganhar a taça e na próxima época mudar o espirito das coisas na direção, treinador , jogadores e também em nós os adeptos, abraço.
    João Moreira

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Aquilo que João Moreira apelida de "cultura de exigência" não é outra coisa que não parvoíce, "cultura de exigência" é outra coisa e todos sabem o que é.

      Mas voltando às parvoíces, quero relembrar-vos a todos uma consequência da parvoíce dos dirigentes do Real Madrid, deixam CR7 brincar na selecção e agora que estão nas meias-finais da CHAMPIONS LEAGUE, o cansaço muscular acumulou-se e estava inapto para o jogo da primeira mão contra o Manchester City.

      Eliminar
    2. Partilho da tua opinião João Moreira mas por outro lado também compreendo em parte esses adeptos, é que temos tido equipas e treinadores com uma qualidade muito inferior ao que estamos habituados. Mas os assobios são mal direccionados.

      Eliminar
    3. Então, Hélder, a solução é correr com eles humilhando-os o mais possível.

      Isso é que é uma atracção de talento do carago. Aliás, o resultado está bem patente.

      Abraço

      Luís, outra vez?! Epá.... o Ronaldo está há mais de dois anos a jogar tudo o que é jogo. É ELE que se recusa a descansar...

      Abraço

      Eliminar

    4. Ena, JV, então e os 100 milhões que o Real Madrid pagou pela transferência e os 13 milhões que paga pelo salário? Pagar milhões e deixar o jogador brincar na selecção só pode ser estupidez ou pura loucura.

      Afinal o jogador tem contrato com o Real Madrid ou com a FPF? Os dirigentes dos clubes continuam a dormir e prejudicam os interesses dos seus próprios clubes.

      Também ao não poder contar com Ronaldo, prejudica-se o treinador, neste caso, Zidane, porque se o Real Madrid for eliminado o alvo das críticas será o treinador.

      Eliminar
    5. Caro Jorge a solução para o Luís seria passarmos a ir buscar jogadores aos CNS porque aí não há internacionais...o pior é que assinando pelo FCP iam passar a sê-lo!

      Uma boa opção também seria o Luís perguntar diretamente a uns quantos jogadores se abdicariam de jogar na seleção do seu país para se dedicar unicamente a um clube! Talvez se admirasse (ou não) com as respostas!

      Isto das seleções já parece um disco riscado pronto a ir para o lixo!

      Eliminar

    6. Caro André Guimarães


      Lembra-se de Derlei? Não brincava na selecção e ajudou a ganhar a CHAMPIONS LEAGUE, lembra-se de Artur? Edmilson? Pedro Emanuel? até Marco Ferreira. Hulk quando veio também não brincava, Helton raramente brincava, o mítico Jardel também pouco brincava, Aloísio esteve anos no FCPORTO sem brincar na selecção. Vítor Baía ganhou a CHAMPIONS LEAGUE sem brincar na selecção, Pedro Mendes igual.

      Fernando, o Polvo, lembra-lhe alguma coisa? se não se recorda, pode vê-lo hoje à noite na 2ª mão das meias finais da CHAMPIONS LEAGUE.

      Já reparou que há cada vez mais brasileiros (e argentinos) em várias ligas europeias, que não brincam nas selecções. Será que há dirigentes que começam a abrir os olhos?


      "Uma boa opção também seria o Luís perguntar diretamente a uns quantos jogadores se abdicariam de jogar na seleção do seu país para se dedicar unicamente a um clube!"

      Está equivocado, caro André Guimarães, boa opção seria dar a escolher dois contratos, se quer brincar na selecção recebe 100 mil euros mensais, se abdica de brincar na selecção recebe 120 mil euros mensais.

      Os números podem variar mais para cima ou para baixo.

      Eliminar
  2. Caro Jorge,

    O topo da degradação dos adeptos "portistas" chega sobre o pretexto de que agora os "B" é que são bons... até merecem jogar no dragão... mas onde estavam esses adeptos ao longo da caminhada?? As assistencias em Pedrosos são sempre ridiculas.
    Os "adeptos" do Porto só se querem comprometer com equipas que ganham.. e isso deixa-me triste.. Já não ha aquele ambiente intimidador que era o dragão. è so burgueses nas bancadas.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual é aquela equipa que tem mais hipóteses de ganhar? Hmmm então é essa que apoio.

      Abraço

      Eliminar
  3. Numa única palavra aburguesamento.

    Abraço
    Miguel S

    ResponderEliminar
  4. Se aburguesamento advém das vitórias do clube e do silêncio da SAD. A SAD permite que se diga tudo sobre treinadores e jogadores sem nunca os defender e a populaça vai na lengalenga da CS de lx.

    Neste momento os adeptos são uma arma contra a equipa. É melhor para a equipa jogar fora do que em casa. É triste.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão-me desculpar com essa história que a sad tem de reclamar e ser "brunista"... Não tem. Já viram a sad do manchester ou leicester ou dortmund ou liverpool a reclamar contra os árbitros ?

      Eliminar
    2. O clube são os adeptos que o fazem...

      Não vejas o que o Porto pode fazer por ti, mas o que tu podes fazer pelo Porto!!

      Andamos todos burgueses com o rei na barriga, e a gora há que de deus que não ganhamos e nada serve para o clube..

      Eliminar
    3. Pyrokokus e reine, a coisa tem de mudar. Não é passar a vida no Facebook como alguns nem sempre calado como os nossos. É um pouco mais, com conta peso e medida. Eu entendo a reine, mas neste antro de podridão, ou jogamos com as armas dos outros ou somos engolidos.

      Abraço

      Eliminar
    4. Reine,

      Muito mas mesmo muito mau exemplo!

      Estás a falar de paises civilizados onde quando um dirigente, treinador ou jogador, se insurge contra a arbitragem dá logo bonus com multas e principalmente, jogos de suspensão (É só contares as vezes que o JM levou multas e jogos de suspensão no ano passado).

      Em Portugal pode-se dizer todas as alarvidades do mundo e nada acontece... aliás até se pode distribuir coteveladas pelo campeonato todo e nada acontece!

      Vis-te o que aconteceu ao miúdo do Totenham a semana passada? Jogou na segunda e na quarta tinha sido suspenso por 3 jogos por agressão!

      E ao Slimani e Renato Sanchez viste o que lhes aconteceu?

      Como sequer podes ter a ousadia de comparar o futebol Português com esses?

      Eliminar
    5. Não sei onde é que eu escrevi que a SAD tinha de ser brunista. Simplesmente acho que devia dizer alguma coisa. Este silêncio é de morte. Entre brunista e este silêncio sepulcral vai muita coisa.

      Mas pensando nos comentários que fizeram ao meu, começo a achar que a SAD é que está correcta.

      Abracos

      Eliminar
  5. Caro Jorge,

    Subscrevo, inclusive as vírgulas! Alguma coisa temos de mudar. Agora, penso que todos temos de acreditar no Presidente dos Presidentes. Aliás, com todo o respeito, não adiantará muito bater no ceguinho. Claro que já percebemos que temos um grande desafio pela frente. Precisamos de uma comunicação do FCP mais cáustica e atempada. Uma equipa de futebol com um capitão à FCP e um treinador que conheça o futebol português e a mística do clube do século. Sim, ganhámos 20 ligas em 30 possíveis e já nem falo dos muitos títulos internacionais. Temos de acreditar novamente no nosso Presidente, principalmente aqueles adeptos e sócios que têm poder mediático, como por exemplo os comentadores de forma a iniciáramos a blindagem do clube.

    O nosso Presidente já percebeu que o Benfica tomou conta do futebol. Temos de arranjar uma forma. Não podemos ter receio em sermos atacados, como penso ser esse o motivo de ausência de comunicação, com o processo que propositadamente foi montado ao FCP, designado pelo apito Dourado. Uma tramoia montada por um lampião chamado Ricardo Costa. Há poucas semanas atrás correu pelas redes sociais as palavras do José Mourinho sobre o nosso Presidente: “O técnico que venceu uma Liga dos Campeões na cidade Invicta, define o líder azul e branco como o “Grande Presidente da História do Futebol Português”, que colocou o clube no “topo”, garantindo que o FC Porto “não será mais o mesmo” após a sua saída.” “É difícil para mim escrever algo sobre o senhor Pinto da Costa, escrever algo que já não tenha sido dito ou escrito por algum dos que tiveram o privilégio de com ele trabalhar diretamente. Esse senhor, pelos seus inúmeros e incríveis talentos, poderia ter sido com sucesso aquilo que quisesse. Decidiu ser presidente de um clube de futebol, o clube do seu coração, e nesse papel foi escrevendo uma história da qual não se conhece ainda o fim, mas que é uma história fantástica, a história do Grande Presidente da História do Futebol Português”.

    Assim, pergunto as palavras do Mourinho apenas são acertadas e pertinentes para as primeiras páginas em outras circunstâncias?! Será que alguém escreveu que o nosso Presidente ia ganhar o Dirigente do século (nos famosos prémios atribuídos pela Federação) e à ultima da hora alteraram para dirigente federativo.
    Muito se falou do nosso Presidente, como se no futebol existissem os maus e os bons. É curioso constatar e talvez uma incógnita - digo eu - o facto de nunca ninguém ter perguntado ao José Mourinho a sua opinião sobre os processos desportivos de que foi alvo este nosso Presidente, na altura em que o próprio José Mourinho era o nosso treinador. Perguntam-lhe tudo sobre o nosso futebol, as nossas personalidades, sobre política, sobre moda, sobre a crise do País, mas sobre um processo relativo a jogos em que ele era o treinador ninguém lhe perguntou nada?! Estranho no mínimo esta imprensa que põe as cores à frente do profissionalismo. Não podemos ter medo que utilizem como arma o “apito dourado”. Temos de ter forma de responder na mesma moeda. Sinceramente, gostava de ouvir José Mourinho sobre este tema. Claro que não lhe vão perguntar. Têm medo de ouvir o que não querem e ficarem com as orelhas (alguns com elas muito grandes) a arder. O Jornal o Jogo há muito que podia ter feito uma entrevista ao José Mourinho neste sentido. Há muito que o Canal Porto podia ter convidado o José Mourinho a dar uma entrevista sobre os feitos no FCP e aproveitar para abordar o tema. Há muito que devíamos ter adotado uma estratégia inteligente – caso não tenha sido tentada – e convidar o José Mourinho para as Galas do nosso clube.
    Enfim, peço desculpa por este longo texto.
    Rui Alves Pereira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é, meu caro Rui, se o director do Porto Canal também quer ser amigo dos seus colegas directores de outros canais e meios....

      Abraço

      Eliminar
    2. Muito bem visto Jorge.... De facto, nos últimos tempos temos percebido muita coisa...
      Abraço Rui Alves Pereira

      Eliminar
    3. A orientação tem de vir de cima. Ser simpático é mas é o carago.

      Abraço

      Eliminar
  6. Concordo em absoluto que os adeptos do Porto são todos uns pipoqueiros, 70% não prestam, só são adeptos nas vitorias, tratam mal os jogadores influenciados pela imprensa afecta á capital... Mas o Marega andou a pedir para ser contratado pelo Porto? qual é o jogador que gosta de ouvir "fiquei com o menino nos braços), As criticas vão também para o sr. presidente PC , então não é que se socorre quase sempre para fazer valer o seu ponto de vista de gente inimiga... nunca lê nada mas socorreu-se do nosso "amável" inimigo Rui Seboso Santos... espero que tivesse escutado a resposta deste ontem no programa, onde só falam do Porto quando este perde. Viram o enfâse que este artista deu á questão da operação Fénix? Recordam-se de ele ser assim quando dos processos do Cristóvão e do portão 18? O ar de gozo com que ele falou do PC relativo á queixa das arbitragens.. e o PC ainda se socorre dele para falar de pontos roubados?. E o Rodolfo? com que veemência ele "defendia" o Porto, "tens razão ó Rui" .. o tacho é tão bom. Em suma os adeptos tem aquilo que merecem.
    Cumprimentos portistas
    A. Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ontem o Rodolfo até esteve férreo na defesa dos seus. E o senhor ratazana, já todos conhecemos de gingeira. A pior coisa que Pinto da Costa pode fazer para enfurecer o ratazana é citá-lo...

      Abraço

      Eliminar
    2. Sr. Jorge Vassalo não posso concordar com sua opinião de que as pior coisa que Pinto da Costa pode fazer para enfurecer o ratazana é cita-lo.... para quem diz que nunca lê nada nem vê nada, citar esse individuo é dar-lhe a importância que ele quer...(vêem como ele Pinto da Costa lê e dá importância ao que escrevo) pensará e dirá para os seus capangas o ratazana... Quanto ao Rodolfo uso a mesma frase que usei para o PC "Tarde piaste", e bem pode limpar as mãos á parede pois foi um dos principais obreiros do veneno contra o Lopetegui. Um jogador que eu sempre apreciei pois vi toda a sua carreira como senior do Porto e como grande capitão que foi, escusava mesmo de fazer aquela figurinha de olhar embevecido para o ratazana. Se calhar a sua prestação de ontem foi só com o Alves e nada com o ratazana terá a ver com os reparos que lhe tem sido feitos.
      Saudações portistas
      A.Martins

      Eliminar
  7. Se todos nós, adeptos do FCP, pensássemos assim, seguramente que não estávamos onde estamos!
    A culpa?
    Em primeira instância, da incapacidade que uma maioria demasiado grande mostra em resistir à pu#@ da propaganda!
    Depois, obviamente, de quem devia liderar e defender os seus e não o fez!
    Como o Vassalo diz e bem:
    "Quando alguém lidera, é mais fácil seguir."
    Isto é algo que por mais que me esforce não consigo aceitar ou compreender!
    O ano passado, ROUBARAM o nosso 28º título, entregaram em vez disso o 34º ao clube do #colinho! E a preocupação da maioria entendida e exigente era correr com o NOSSO TREINADOR!
    UM NOJO! SÓ TEMOS O QUE MERECEMOS!
    É REPUGNANTE DIZER ISTO, mas é o que sinto...

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 34º por que contas? Então nós teríamos 30!

      Abraço

      Eliminar
  8. Caro Jorge,
    Completamente de acordo com este seu post.
    De que serve os jogadores e a estrutura mudarem de atitude, ou o FC Porto ter um treinador XPTO se os adeptos continuam a não conseguir perceber que tem de apoiar os seus e não ajudar os adversários?
    Lembro-me de um treinador, creio da Académica, dizer no final do jogo algo como que a estratégia da sua equipa passava por não deixar o FC Porto fazer o seu jogo, inervando a equipa e fazendo com que os adeptos portistas a assobiassem. Estas declarações revoltaram-me e deveriam ter feito os adeptos assobiadores fecharem-se a sete chaves em casa e a não voltar a por os pés no Dragão…
    No próximo ano espera-se uma mudança de atitude de todos, desde o primeiro minuto, mas é bom que os adeptos percebam que parte do sucesso depende de nós. Chega dos adversários virem a nossa casa fazerem a festa, ou insultarem os nossos, sem que se perceba uma reação dos adeptos portistas; chega dos adversários acharem que no Dragão tem apoio dos adeptos azuis e brancos; isso não é, de todo, ser porto!

    Cumprimentos

    Ana Andrade

    www.portistaacemporcento.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Ser adepto do FCP significa, como eu, estar sempre presente para apoiar o clube, não conseguir dormir após os três do sporten, pagar lugar anual no escuro (paga-se em Julho quando ainda não se sabe nada do plantel ou da equipa) ir ao estádio mesmo com chuva e frio, a "deshoras" e sem comer pipocas...
    Mas é também tem uma atitude de exigência (não de ganhar sempre) mas de cultura de excelência, de procura do melhor, de competitividade e de não pactuar (e não estar calado)quando vemos a incompetência, o interesse pessoal, o desleixo sobreporem-se aos referidos valores.
    É defender o FCP sempre, contra tudo e contra todos, mas com sentido de responsabilidade, com emoção mas em perder a razão.
    Abraços
    Manuel Magalhães

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mas sentido de responsabilidade é também não assobiar em passes mal feitos, certo?

      Abraço

      Eliminar
  10. Os sócios e adeptos do FCPORTO viram o seu clube vencer durante 30 anos. Agora como perde constantemente, assobiam e insultam os seus representantes. Mas para tudo existe solução (menos para a morte, claro). Se o objectivo da sad é por-nos 19 anos sem vencer então muito brevemente, chegará o dia em que os adeptos não insultarão, nem sequer assobiarão, pois estarão completamente indiferentes ao sucesso ou fracasso do DRAGÃO.
    Meus caros PORTISTAS é tudo uma questão de hábito. Como dizia o Fernando Pessoa "Primeiro estranha-se mas depois entranha-se".
    O Villas Boas e o José Mourinho quiseram ir tratar da sua vidinha. Já Vítor Pereira foi mal tratado e contra mim falo.
    Eu defendo o regresso de Gudiño, Rafa Soares, Maicon, Reyes, Josué, Otávio, Hernâni. Para o ataque, não sei se o FCPORTO vai dar uma 2ª oportunidade a Adrián López (acho que merece) ou contratar Léo Bonatini.
    Um avançado que tem dado nas vistas é Hugo Vieira que joga no Crvena Zvezda.

    Luís (O do José Peseiro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles vão todos voltar à base. Acredito que Real Sociedad e Villareal queiram o Reyes e o Adrián.

      Os avançados... têm de ser bons.

      Abraço

      Eliminar
  11. Aburguesamento.
    Creio ser a palavra chave.
    Assisti ao último Porto-Barcelos em hóquei no Dragão Caixa.
    Nunca lá tinha entrado. Lindo. Bonito mesmo. E tudo muito profissional. Limpo. Perfeito.
    No entanto, a sensação com que fico é que é tudo muito "clean". Muito asséptico. Tal como no Dragão.
    E acho que isso cria uma barreira com os adeptos. Alguns jogadores também se queixam. Se pegam numa criança para uma foto são logo importunados pelos seguranças. Não pode ser, dizem eles. Profissionalismo. Excesso.
    Cabe a nós, adeptos, lutarmos contra isto.
    Mas, as novas, funcionais e bonitas instalações e o grande profissionalismo de quem lá trabalha provoca, também, um certo distanciamento para com os jogadores, treinadores. E isso não é positivo.
    Foge um pouco este meu comentário ao que escreveu mas, creio que a modernidade inerente às novas instalações também é aspecto a ter em conta e que provoca sensações que não sentia nos velhinhos estádio e pavilhão das Antas. E não, não quero voltar ao passado. É o preço a pagar pela modernidade? Não sei...
    Abraço, P. Torres

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe que no Dragãozinho os jogadores cumprimentam as primeiras filas de todos os adeptos que queiram...

      O mesmo pode acontecer no Dragão, basta os jogadores chegarem-se lá....

      Abraço

      Eliminar
    2. Foi de alguém que treina diariamente e joga no Dragão Caixa que ouvi essas queixas...
      Abraço, P. Torres.

      Eliminar
  12. Alguém vê os jogos da B, no Porto Canal, na Benfas Tv e na Zbording Tv ? se vêm, sabem qual tem de ser a diferença entre os adeptos do porto e os outros.
    - o adepto do porto não tem de ter óculos azuis e brancos, tem de ter olhos azuis e brancos, mas nunca , nunca, cair no ridículo !! ; o adepto do porto tem de ter nascido adepto do porto, sem saber como, mas tem de ter sido assim; o adepto do porto só mete os dedos à boca para assobiar os adversários e a mãe do árbitro; o adepto do porto tem de ser no trabalho do tamanho da sua exigência em relação aos funcionários do clube ou sad; o adepto do porto tem de ficar de mau humor quando a equipe perde, e rosnar a qualquer um que se aproxime com gracinhas no dia seguinte; o adepto do porto tem de saber ganhar, ou seja, não pode ser gabarolas; o adepto do porto tem de saber não emprenhar pelas orelhas e pensar com a sua própria cabeça; o adepto do porto não deve ser politicamente correto - que se lixe, não se pode agradar a todos, e as verdades têm de ser ditas - ; o adepto do porto não pode sair antes do jogo acabar; o adepto do porto tem de acreditar sempre no clube, e nunca pode dizer que teve vergonha; o adepto do porto não se verga com um 6-1 pelo bayern; o adepto do porto não diz mal do seu clube por razão nenhuma em público; o adepto do porto tem de dizer palavrão quando a bola não entra (no sofá, no carro ou no estádio); o adepto do porto é tanto mais adepto quantos mais anos de orgulho no manto sagrado tiver;
    o adepto do porto é um adepto do porto ! E ponto final, não se fala mais nisso.

    ResponderEliminar
  13. Jorge,

    Não é para desculpar mas é só no nosso clube que se passa? Assim de fininho lembro-me do que fizeram ao Eder na seleção que é verdadeiramente indecente!

    Aos sócios/adeptos do Porto aconteceu uma coisa que lhe fez muito mal... Pdc!

    Aposto que antes de PdC e de todas as suas vitórias, ninguém assobiava...

    Hoje quando um adepto do Porto fala de Futebol, Andebol, Hóquei em patins e até mesmo de Basquetebol (que o ano passado estávamos na 2ª Divisão) só se fala de duas maneiras... ou somos os melhores porque ganhamos ou não valemos nada porque ficamos em 2º ou 3º.

    Nunca damos mérito ao adversário... para um adepto do FCP nós jogamos sozinhos e quando perdemos foi porque a relva ou o estrato nos tramou e marcou auto-golos...

    Eu ontem critiquei PdC por ter dito que o Sbortem merece ser campeão e é a melhor equipa do campeonato, mas é porque um dirigente da importância dele não pode dizer isso em público! Jamais!

    Mas nós adeptos temos que perceber que a equipa não consegue mais. Temos que perceber que os outros tem jogadores que caberiam no nosso 11 e muito mais do que antes.

    Temos que perceber que um João Mário, um Gaitan, um Jonas ou um Adrien, são muito melhor que os jogadores que temos para as mesmas posições.

    E temos que perceber uma coisa em definitivo... este ano ganhamos na Luz assim como o Tondela ganhou no Dragão... a jogar à equipa pequena e com uma sorte descomunal!

    Em suma, temos que aprender a ganhar e a perder porque isto é um jogo e são 11 contra 11 e no fim podemos aplaudir ou assobiar, mas durante temos que estar fieis e firmes.

    Quem não gostar não é assobiar... é quando esse sentimento aparece é pegar no "cuzinho" e ir para casa.

    Sinceramente nunca me passou pela cabeça assobiar um jogador nosso... quando eles falham coisas terríveis eu abano a cabeça. fico desiludido, refilo com eles com o adepto ali ao lado, mas assobiar nunca!

    Se o assobia-se estava-se a assobiar a mim próprio não era?

    ResponderEliminar
  14. Caro Jorge,

    O tema dá pano para mangas mas concordo que o próprio adepto tem que deixar de ser burguês e perceber que a expectativa que tinham nos ultimos anos (e essa não é culpa do adepto) saiu totalmente defraudada portanto ou apoiamos para ver se saimos do "buraco" ou estamos ajudar a pegar na pá para cavar. Haverá sempre jogadores mais apreciados pelos adeptos e outros menos apreciados. Pegou no exemplo do Adrien Lopez mas pode também falar no Quaresma (idolatrado por tantos e quase indiferente para outros, como eu). A questão permanece sempre igual: num clube de massas tem que existir sempre alguem a liderar e nos ultimos anos, por muito que queiramos, não se sentiu essa liderança. Daí ao desinteresse dos adeptos vai um passo muito pequeno. Repare, o Presidente falou em mobilizar os adeptos para o Jamor, falou na distinção entre adepto e cliente. Se o disse não foi por acaso, é porque percebe que tem que ser ele a liderar a massa associativa.

    RAOC

    ResponderEliminar
  15. Entretanto, vale o que vale, Ricardo Pereira considerado o 4º melhor lateral da Europa.
    Enfim. A sensação que fica é que esta malta melhora quando sai do clube.
    Qual a razão para isso?
    Treinadores? Os próprios jogadores? Os adeptos e a pressão? A SAD?
    E pensar que era costume ser cá, no Porto, que eles cresciam...
    Abraço, P. Torres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pergunte a si próprio se gostaria de ser assobiado a troco de nada a cada passo.

      Já o disse e repito:

      com esta atitude de merda, um dia destes são jogadores e treinadores a dizer:

      "- Qual, aquele clube em que os adeptos passam a vida a insultar os jogadores e treinador da equipa deles, por dá-cá-aquela-palha? Nem pensar!"

      Pensar nisso é preciso...

      Abraço

      Eliminar
  16. "Entretanto, vale o que vale, Ricardo Pereira considerado o 4º melhor lateral da Europa."
    Quaresma em 1º na Turquia. Alex Sandro em 1º em Itália. Campeonatos onde não há pressão, naturalmente!!!
    E Lopetegui, onde está?
    Talvez a reflexão seja essa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É esta lógica de opostos parvos de que falo! Não estiveram todos, a dado momento, juntos no FC Porto?! Mas Lopetegui era algum intruso?! E já agora, quem é que quis que o Sandro fosse embora? Ninguém!

      A reflexão é essa coisa de desde a hora ZERO ter visto nuns heróis e noutros inimigos, "os nossos" e "os outros", quando todos trabalhavam para o mesmo fim!

      Eliminar
    2. Não há hipóteses. A culpa é do Basco. Ontem, hoje e amanhã...
      E ele já deixou o clube há uns meses.
      Enfim...
      Abraço, P. Torres

      Eliminar
    3. E "da merda da armada espanhola".

      Mas não, hispanofobia aqui, nunca existiu...

      Abraço

      Eliminar
    4. O basco deixou o clube há uns meses....pois deixou...em ruínas.

      Eliminar
    5. Adrian é suplente do 2º suplente do Villareal, marca um golo com o Liverpool que até o Aboubakar era capaz de marcar e....é o D. Sebastião que nos faz falta!

      Eliminar
    6. Tu és giro ó virus! O 2º suplente agora é titular? Uau! Fabuloso.

      Volta lá pra toca, volta.

      Eliminar
  17. Há muitos 'adeptos' que tentam arranjar desculpas para este comportamento...todas as desculpas possíveis.

    mas não vale a pena...é um facto.
    Há muitos Portistas, muitos que até vão ao estádio, que não percebem muito bem o que é ser adepto.

    Depois não admira que o clube, caso vá um bocado abaixo, entre logo em 'crise'. Já no tempo do VP, exigiam o seu despedimento constantemente...pura ignorância.
    O Rui Vitória, por exemplo, aqui nunca na vida teria recuperado...era uma questão de tempo até ser corrido. Estas coisas também fazem a diferença.

    Quanto aos patinhos feios...também é bem claro que há filhos e enteados. Um puto da formação, mesmo que tenha uma imensidade de lacunas é o maior, e deve jogar sempre...os outros' são todos maus e deviam ser corridos.
    e claro...também nunca faltam os soundbytes do "não corre", etc...coisas que se diz só porque sim e que muitas vezes até é fácil (para quem não fecha os olhos com o ódio) de ver que são falsas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto a Vítor Pereira até o Pinto da Costa não gostou do seu futebol, por alguma razão terá sido, será que também é ignorante?

      Não concordo com o ponto de Rui Vitória, pois até este teve quase a ser despedido, injustamente na minha opinião. O Benfica "não fez pré-época", portanto seria natural que começasse a subir de rendimento, o que acabou por acontecer (mais as arbitragens a ajudar), além de que era o seu primeiro ano onde há sempre tolerância. A juntar isto penso que ninguém esperava que o Benfica tivesse um rendimento tão elevado, até porque Renato Sanches, André Almeida (a lateral direito) e Nélson Semedo pouco tinham jogado. Depois também com a lesão de Luisão que tinha lugar cativo, apostou-se em Lindelof que já tinha evidenciado grande qualidade e comprovou-a. Simplesmente o Benfica acertou nos jogadores e no treinador e em alguns momentos teve sorte (também é necessário, pois não acredito que Luisão saísse do 11 titular se não fosse a lesão. Rui Vitória não teria coragem, penso eu), mais arbitragens favoráveis.

      Agora com Lopetegui não se assistiu a uma evolução, teve uma equipa cujo futebol tinha estagnado. Teve uma grande equipa com Alex sandro, Danilo, Jackson, Oliver (jogadores de elevada qualidade). O FCP foi prejudicado nas arbitragens e seria certamente campeão, mas o nível exibicional, foi muito baixo. No final da época até alguns dirigentes estavam contra a permanência de Lopetegui. Mesmo assim ficou. E voltamos ao mesmo, exibições sofríveis, com a agravante de ter um plantel de pior qualidade (as estrelas já cá não moravam...), a juntar as arbitragens, porque dos "três grandes" o FCP é o que tem mais razões de queixa. Uma série de factores que só podiam levar a este estado. Relembro por exemplo o empate no Dragão contra as segundas linhas do Rio Ave, o empate com o Braga no Dragão também e muitos outros maus resultados. (Ontem por exemplo o SLB com muitas segundas linhas jogou muito melhor que o FCP com os jogadores titulares).
      Depois escrevem sobre o Ricardo Pereira, o Reyes, mas quem não apostou nestes jogadores foi o próprio Lopetegui.

      Com Peseiro piorou porque simplesmente também não tem qualidade como treinador para o FCP.

      O FCP remeteu-se ao silêncio na época passado e foi um grande erro (não sei se terá ligação com o Apito Dourado, pois desde essa altura, parece-me que o FCP, iniciou o seu período de silenciamento.

      Então com uma administração que cometeu inúmeros erros; com um treinador que não tirava o máximo rendimento dos jogadores, que ficou no cargo para a 2ª época; com outro treinador contratado (não havia mais alternativas) a meio da época pois o erro já estava feito; com arbitragens prejudiciais, com a falta de qualidade de alguns jogadores; com o silêncio vs barulho da capital. Um cocktail que só podia dar indigestão.

      (Já agora sou contra essas barulheiras da capital, preferia o estilo inglês onde há respeito na maioria dos casos e onde se cumprem as regras, mas o futebol português é actualmente completamente diferente, por isso não se pode ficar calado. Temos de jogar com as mesmas armas).

      Agora culpar os adeptos por esta nuvem negra???? Os adeptos pipoqueiros, submetidos a lavagem cerebral pelos da capital... Não concordo nada. Ora vamos lá ver, também sou contra o assobiar a equipa no decorrer do jogo. Mas, uma administração que comete erros atrás de erros, um silêncio constante, exibições paupérrimas, contratações para corrigir défices da equipa não há, um dinheirão gasto em jogadores cujo rendimento é pobre, dirigentes que ignoram os adeptos. Adeptos cuja felicidade é ver o FCP a jogar, que fazem sacrifícios economicamente, prometem-lhes a luta pelo título de campeão de Portugal e sai tudo ao contrário. Ora os adeptos perderam a paciência... e acho que até é compreensível... não é um ano de erros. já são um série de anos com erros, atrás de erros e erros...

      Responsáveis? Uma administração que infelizmente teve um ciclo de más decisões. Admitam-se os erros e mudança de estratégia para a próxima época e tudo será diferente.

      Eliminar
  18. totalmente de acordo

    saudações portistas

    10TiMoFTe

    ResponderEliminar
  19. Boas

    Não tive tempo de ler todos os comentários, por isso não sei se alguém já o referiu, mas alguém já leu a cronica do maisfutebol "escrevida" pelo subdiretor?

    Mais um iluminado. Se me permite aqui vai o link

    http://www.maisfutebol.iol.pt/desce/opiniao/fc-porto-e-admitir-que-toda-a-estrutura-falhou

    Abraço
    Miguel S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente, gosto bastante. É assim que eu gosto deles, a pensar que somos uma caca.

      Depois nem vêem de onde elas vem.

      Abraço

      Eliminar
  20. Nós não temos é adeptos de futebol.

    Pessoas que vão ao estádio tirar fotos, comer.... Pessoas que pensam que vão ao Dragão como se fosse outro sitio qualquer.

    Parece-me a mim que essas pessoas não tem identidade com nada do Clube.
    São mais noventa minutos que essas pessoas passam sentadas.


    Depois temos adeptos que levam a exigência, que no nosso Clube é preciso ter, ao extremo, e não têm cuidado com aquilo que fazem.
    Exigência: Sim, extremismo: Não.
    Extremismo só pode ser mostrado aos nossos rivais.

    Que se pede, é que esses adeptos que vem ao estádio para nada fazer, só comer e ser fotogénico, que fiquem no cinema, na Ribeira ou em casa.

    Aos adeptos demasiados exigentes pede-se que tentem ter um pouco mais de calma e que a exigência seja feita através do apoio.

    O FC Porto está fraco, precisamos todos de o fortalecer de novo.

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o líder liderar, vai ser mais facil.

      Abraço

      Eliminar
  21. Mas afinal pelos comentários anteriores, chega-se à conclusão que a causa de todo o mal que agora nos atinge quase há 3 anos são os adeptos!!!! Não apoiam,assobiam etc.etc.etc.
    Mas afinal a Sad foi brilhante,o Presidente foi atuante,a política de comunicação uma maravilha,o Porto Canal teve programas aglutinadores do mundo portista,o diretor de comunicação fartou-se de falar sempre que fomos vítimas de roubos arbitrais.As nossas equipas,como a deste ano,foram sempre espetaculares,enfim foi tudo perfeito. Se houve falhas e as coisas correram mal a conclusão é só uma:A culpa é dos adeptos que só sabem assobiar os desgraçados dos jogadores que se esfarrapam todos os jogos e até no final do mês perante o descalabro das suas atuações não querem receber o ordenado.Continuem assim a branquear uma sad e um presidente ultrapassados arranjando um bode expiatórios que são os adeptos que iremos longe.Mais cego é aquele que não quer ver.Cá estarei para ver a próxima época.Como portista espero enganar-me mas não confundo o FCP com o Presidente atual que é uma caricatura daquilo que foi e com a incompetência demonstrada nos últimos anos nos está a levar para o fundo do poço. Acordem que do passado vivem os museus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse tipo de conversa binária é de escola primária. Se não entende o ponto deste post, paciência.

      Eliminar
    2. sinceramente, achei muita piada que escrevesses "como portista"...
      (- quem é portista num blogue de portistas não escreve isso, ó tanso..)

      Eliminar
  22. Eu escrevo aquilo que penso e assino.Mesmo que reme contra a corrente.Às vezes é preciso dizer basta.E não recebo lições de portismo pois sou-o há já muitos anos e já vi muita coisa. Até vi o Pavão morrer em campo.Passei pela seca dos 19 anos e não falhava a nenhum jogo nas Antas por isso não me venham alguns dar lições pois eu penso e julgo pela minha cabeça. Se muitas vezes aclamei e aplaudi o presidente agora honestamente tenho de o criticar pois o que no passado ele fez não lhe dá o direito de no presente tudo estragar. Lamento se alguns não gostam de ler mas de certeza não querem mais do que eu que voltemos aos títulos....mas por este caminho acreditem que não chegamos lá.

    ResponderEliminar
  23. Parabéns pelo blog. Sou seguidor desde o início, e é sem dúvida o blog com que mais me identifico.
    A minha opinião é simples e sucinta. Acho que nós portistas merecemos passar pela fase horrível pela qual passamos actualmente. Pode parecer quase masoquista da minha parte tirar esta ilação, mas estas aguas agitadas pelas quais navegamos foram, em boa parte provocadas por nós. Falando na situação desportiva apenas. Exigência sem coerência é isto que nós temos. A falta da adaptação á realidade desportiva e a falta de reconhecimento dos méritos dos nossos adversários é outro erro gritante. É verdade que eles são ajudados de forma vergonhosa (viva ao rico colinho) mas também é verdade que os tempos que eles tinham manducas e kikin fonseca, assim como fernando aguiar e beto ja la vai. ( não estou a incluir o sporting pois quero ver se este crescimento é continuo). Os campeonatos são para serem disputados até ao fim, os tempos dos 10 pontos de avanço já acabou a muito tempo e infelizmente nos ainda não aceitamos isto. Só por isso é que conseguimos mandar embora um treinador que perde uma jogo em 2 anos, só por isso é que conseguimos assobiar um treinador que com 16 jogadores novos faz mais de 80 pontos e não é campeão(se calhar era muito pesado para ser levado ao colo). Até o Jesualdo que fez milagres na transformação de jogadores e nos deu 3 titulos, foi assobiado. Aqueles espírito de luta e de sacrifício e de amor a camisola que pedimos ao jogadores? Desta forma não temos moral para cobrar. Nada serve, tudo é fraco. O que vale é que a teimosia de alguns (treinadores e dirigentes também) foi muitas vezes surda perante toda esta critica desmedida e nos deu titulos. Alguns não deram mais porque não os deixaram, outros porque nós não deixamos. Cumprimentos

    Simão Fernandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande comentário Simão.

      Partilhei no post de hoje.

      Abraço

      Eliminar
    2. É um prazer contribuir e discutir os problemas do nosso clube.

      Abraço

      Eliminar
  24. Jorge,
    Ainda nao vi alguem referir mas acho que o grande problema dos adeptos (tanto do nosso clube como dos outros, mas com o mal dos outros posso eu bem) e que nao sao adeptos de futebol. Sao so adeptos das vitorias. De futebol nao pescam um boi.

    Sao os adeptos que so olham para as estatisticas e acham que isso explica o jogo. Como exemplos foram os que, como o Jorge disse, viram o Aboubakar a marcar muitos golos e de repente ele era um fenomeno e estavamos melhor com ele do que com o Jackson. Nao vem que ele ja jogava mal ai, porque nao dava apoios frontais, nao pressionava lateralmente e nao se desmarcava no timing certo - agora que os remates vao 10cms ao lado e nao esta a marcar ja e pessimo!!!
    Ou o Oliver que era muito baixo e sem fisico para jogar bem, como se o fisico fosse mais importante que a tecnica e a tomada de decisao.
    Ou o Sami (mas ao contrario) que era brilhante porque marcava golos no jogos de pre-epoca. E ninguem via que ele tomava sempre a decisao errada e corria muito mas sem necessidade.

    E, no fundo, tambem medem os treinadores pelos resultados como se o treinador fosse o unico factor que faz uma equipa ganhar. Mas nao sabem olhar para a organizacao, os movimentos e perceber que uma equipa pode jogar bem e ser goleada ou jogar mal e golear.
    E depois vem a historia do bestial que se torna besta como com Mourinho - no ano passado era brilhante porque o Chelsea ganhou o campeonato, mas este ano ja era mau porque o Chelsea perdeu uma serie de jogos. Nao sao capazes de ver que o Mourinho de hoje e muito diferente para pior do que era no Porto e na primeira vez de Chelsea e que as equipas dele sao agora uma miseria em termos de modelo de jogo, ganhem ou percam....

    Enfim...

    ResponderEliminar
  25. Isto merece ecoar BEM ALTO pela bluegosfera.

    Abraço e força, Jorge

    ResponderEliminar