segunda-feira, 15 de junho de 2015

Apitos E Bombas Que Fazem Puff (Para Que Nunca Mais Me Falem Do Apito Dourado)


Como estamos mais ou menos escudados do fogo amigo, tenho visto alguns - muito poucos - programas de debate de futebol. Ontem foi a vez do Play-Off. Não vou aqui discorrer sobre mais nada que duas coisas. Rodolfo Reis disse que Lopetegui, depois do jogo do Restelo, para ele acabou. Bom, caro Capitão, está pois aqui arrumada também a minha expectativa de defesa da sua dama para o próximo campeonato. Aliás, o próprio afirmou que já nem viu o jogo contra o Penafiel. O que eu acho curioso é que Rodolfo Reis fique sempre muito nervoso sempre que se fala no Apito Dourado, será porque sabe que, se defender o Clube de uma maneira exacta, pode perder o cheque? É que nunca percebi muito bem como alguém como Simões pode dizer que foi a "maior nódoa negra do futebol português".

O FC Porto, na pessoa do seu Presidente, Pinto da Costa, foi acusado de corrupção em dois jogos absolutamente laterais, o Estrela da Amadora-FC Porto e o Beira Mar-FC Porto, ambos empates. Mesmo assim, limpamos todo o campeonato, Taça de Portugal e Supertaça (tudo o que existia na altura) e ainda ganhamos a Liga dos Campeões! Nunca fui favorável a nada do que foi escutado, mas duas coisas me assaltam sempre à mente: houve uma escuta de Vieira que desapareceu e não houve mais ninguém escutado abaixo de Leiria. É um absurdo falar-se de que somos o Clube da fruta quando a prática era generalizada e fazia parte do modus operandi a todos. Embora não a subscrevesse.

O que já não é verdade sobre o #colinho. Mas o que mais gosto é que nenhum benfas diz que é mentira. Tal como Simões ainda ontem disse, respondem sempre "E vocês, nos últimos trinta anos?", como quem diz "agora é a nossa vez". Ora isto é nojento. Houve, ao longo dos últimos 30 anos, erros grosseiros favoráveis ao FC Porto, sim. Mas a nossa supremacia foi sendo evidente com a assimetria classificativa, que convido a ver.  Inclusive europeia, que torna toda a qualidade do FC Porto ainda mais lapidar. 

Por isso, não há nenhuma razão para apontar o dedo a uma prática disseminada por todos. E não vamos nem sequer falar aos clubes da segunda circular no tempo da outra senhora, em que ser benfas era "ser um bom chefe de família", em que não eram erros, era pura e simplesmente ser do benfas, o clube do regime, o desígnio nacional. Não era só o famigerado Calabote, eram todos. Golos que nem chegavam a entrar, faltas que não existiam, trinta por uma linha.

Subscrevo uma transparência e um rigor ímpar nas arbitragens. Por todo o desporto moderno, o video-árbitro vai sendo cada vez mais presente, desde o Rugby ao Futebol Americano, desde o Ténis ao Karaté. Não era difícil, nem demorava muito mais, um treinador exigir um visionamento de um fora de jogo, um golo ou uma falta mal tirada. Tal como nos supra citados Karaté e Ténis, cada treinador teria direito a um número limitado de pedidos, e as jogadas seguiriam sempre até ao final, sem a interrupção da falta em questão, sendo corrigida se fosse caso disso (golo anulado, fora de jogo assinalado, cartão averbado/retirado). Mais, tenho a certeza que o ÚNICO beneficiado seria mesmo o FC Porto, uma vez que acabaria toda esta conversa, de uma vez por todas e demonstraria cabalmente o quanto somos sempre superiores aos outros.


Em outras notícias, afinal a bomba fez *puff*. Não havia nenhuma bomba. Talvez porque tenham sido desviadas, talvez por causa dos mercados. Mas, mais importante do que tudo o resto,  talvez porque não há dinheiro. O próprio Rui Vitória o demonstra na sua declaração. Muito vejo pelas redes sociais por parte dos adeptos Portistas, falar dos "zero títulos" e do "falhanço total do ano passado". Não foi nenhum falhanço. Devolveu a montra ao nosso Clube, a sanidade financeira e a capacidade de tornar uma equipa competitiva. Cortar o dedo para salvar a mão. Isso é uma gestão inteligente, e ver-se-á no final do campeonato 15/16.

Porque, tal como na questão do Apito Dourado, a verdade é que depois de 2004, fomos campeões SETE vezes em dez. E essa é uma supremacia sem colinhos, nem mantos protectores. A ser maltratados, humilhados e hipocritamente acusados de coisas que não são da nossa exclusiva responsabilidade, bodes expiatórios para a sem-vergonhice geral. Quem sim, tem de acabar. Para tudo. Para todos.

10 comentários:

  1. Rodolfo, grande Portista, terá ficado tão agradado com o convite enderessado pela SIC, atendendo ao facto de ser reconhecido pelas gentes do jornalixo lisboeta como um caceteiro enquanto jogador, que quererá parecer, estupidamente, tão honesto chegando ao ponto de ser confrangedor e, claro, o fee da SIC não será dispiciendo, tal como acontecerá, muito provavelmente, com os outros nossos representante nas outras estações. Simões é um velho gágá que já esqueceu o que se passou em 1959 e, já agora, na década de 60 do séc.XX. É, apesar de existir Eusébio, não existia controlo anti-doping, existiam Reinaldos Silvas, não existiam tv's a escrutinar e, finalmente, existia Salazar, que apesar de não ligar ao futebol, era suficientemente esperto para perceber a sua importancia ao ponto de inviabilizar a transferência do Abono de Família para o estrangeiro.

    ResponderEliminar
  2. Caro Jorge,
    Nem mais!

    Cumprimentos

    Ana Andrade

    www.portistaacemporcento.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Uma pessoa, que espera, que canais de tv sediados no sul, que se dão ao luxo de ter vice presidentes de clubes da capital, no activo, como comentadores, façam justiça ao FCPorto é no mínimo, ingénua. Os pasquins televisivos lisbuuuetas tem de derrubar à força toda o FCPorto. Eu, PORTISTA, graças a Deus, preferia MIL vezes, pedir esmola, a ser comentador nos programas dos lacaios do período.
    Esses canalhas, que tratam o FCPorto como se fosse apenas um clube de corruptos, quando os únicos apitos que foram irradiados, foram precisamente aqueles que beneficiaram os só lazarentos, têm para mim ZERO de credibilidade.

    Luís (O do Sérgio Conceição ou Marco Silva)

    ResponderEliminar
  4. Uma pessoa espera sempre que, pelo menos, haja quem nos defenda...

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. É claro que tudo isto - as más presenças de ex-jogadores portistas na tv - tem uma razão... todos eles queriam estar a empregados no clube. Não estão, nem vão estar. Se calhar têm dívidas, ou queriam simplesmente ganhar pilim, e vai de se passar para o lado de lá !... Não admira que fiquem nervosos ...
    E, claro são absoluto mel para as intenções do SLmerda...
    É, é pena que tantos portistas não vejam isto; não vejam a manipulação, a artimanha...

    Porque, se existe alguém que seja um verdadeiro mafioso é aquele LFV : capaz de matar à tarde e à noite ir ao recital das órfãs!... (Mas, enfim, há sempre a escadaria do Teatro Massimo em Palermo...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida!

      Subscrevo completamente.

      Abraço

      Eliminar
    2. Sem dúvida!

      Subscrevo completamente.

      Abraço

      Eliminar
  6. Muito, muito semelhante ao meu sentimento sobre o assunto.

    Uma nota a propósito de Salazar e o futebol: já repararam na incrível simetria de títulos no período áureo do SLB?
    Vejam a minha pequena compilação: http://doportocomamor.blogspot.pt/2015/06/sporting-lisboa-benfica.html

    ResponderEliminar
  7. Uma "bomba" com as mesmas propriedades da do pavilhão em que PdC discursou, há cerca de 30 anos atrás...

    Andas a falhar no meu espaço, ó Jorge! ;)

    Imbicto abraço!

    ResponderEliminar