quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Dores De Crescimento [ACTUALIZADO LÓGICA ASSOBIATIVA]


Acredito que, depois do desnorte, vem um plano organizado. Acredito que, para lá da desorientação, está um rumo traçado para o futuro, com um plano forte e eficaz. Acredito que o que se está a passar é uma reorganização, com dores de crescimento próprias.

Não posso crer que outra coisa seja verdade. Não posso crer que esta tempestade não seja o zénite antes da calmaria. Porque a noite é mais escura antes do nascer do Sol.

Já vejo pequenos sinais, aqui e ali, como as contratações de jovens que vem Sentir o que é Ser Portista e levá-lo tão a sério como os Grandes de um passado recente. Vejo isso nos Bs, nos sub 19, nos sub 17.

Aceito, acreditando que este Caos dará caminho a um Futuro brilhante. Não poderá ser de outra maneira. Até lá, compreendo a impaciência. Nesse sentido, até entenderia o silêncio.

Que assim seja. Para bem do Futebol Clube do Porto, o nosso grande Amor.

ADENDA: Ainda sobre os assobios, partilho, com a devida vénia, o comentário de Jorge Silva :

"O critério do assobio ao jogador é uma coisa curiosa: O Alex Sandro fazia merda e nada, já o Danilo estava fodido. 

O Corona faz merda e nada, já o Tello estava fodido. O André faz merda e nada já o Herrera... No caso do Danilo Luiz e do Tello, apontam-se critérios pouco desportivos: Um era pelo que tinha custado o outro pelo que ganhava. Havia outros que eram assobiados por agarrarem-se demais à bola como o Quaresma na 1a passagem, o Hulk ou recentemente o Brahimi. 

Quando não ha rasgo individual o assobiado era o Lopetegui porque jogava sempre pra trás e pro lado. Os assobios já fazem parte da banda sonora do Dragão. Antes assobiava-se essencialmente o árbitro e o adversário, hoje a própria equipa. Na época passada o sporting eliminou-nos da taça no Dragão num jogo onde o Adrien lagarto fartou-se de distribuir lenha mas o nosso Adrian é que foi assobiado. 

Lá terão as suas razões os que assobiam... E assobiam tão bem que ha assobios que não me saem da cabeça e já lá vão quase dois meses. Aquela assobiadela à entrada do Bueno no jogo que alcançamos a liderança é a cada dia que passa mais e mais estridente. Um dia ainda hei-de encontrar uma lógica naquilo. Um dia..."

29 comentários:

  1. Jorge,
    Depois da tempestade vem a bonança.
    Quando o FC PORTO perde vai tudo a eito nos meus insultos e lamentos. Quando o FC PORTO ganha vai tudo a eito nos meus elogios e apalausos!
    Agora uma coisa é criticar a SAD, coisa que entre nós acontece, outra é aparecer agora uma espécie de Santa Inquisição a querer ver o presidente na fogueira!!!
    Tanta gente inteligente, honesta e capaz e, não há ninguém que avance mesmo sabendo que pode perder e por muitos?
    Não sei se este ditado é adequado, mas mais vale ser rei por um dia que plebeu toda a vida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tendo a não dar muito crédito a críticas anónimas e a discurso sem acção...

      Abraço

      Eliminar
  2. Chama-se a isto sonhar acordado meu caro Jorge.É querer ver Sol onde só há chuva.O nosso Porto infelizmente já não é o clube que era,agora é somente um entreposto de jogadores e local de grandes negociatas.Os títulos desportivos já não interessam a quem nos dirige. A nós que amamos o clube sem outros interesses que não sejam os do coração, resta-nos sofrer com tudo que se está a passar.Infelizmente não aparece ninguém com coragem para desafiar este status. O clube está a voltar aos anos 70 e quem o está a colocar lá ,é quem de lá o tirou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperemos que se demonstre que tal não é assim.

      Abraço

      Eliminar

  3. A seguir à tempestade vem a bonança e a calmaria. Aliás, na calmaria já nós andamos desde 2008. Calados que nem ratos. Mas ratos calmos.

    O que vale é que temos um sitio onde poderemos ir ver o que se conquistou nestes trinta anos, porque se não aparecer alguém a querer mudar isto, vamos passar mais uns bons tempos sem ganhar nada.

    Pelo menos vamos ao museu ver os fósseis das glórias passadas.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que tal não seja. Não é esse o ideal Portista.

      Abraço

      Eliminar
  4. O novo ideal Portista é comprar guarda redes para emprestar os que já cá tem.

    Eu estou passado com isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se Casillas for embora, fica Helton. Se Helton for embora...?

      Abraço

      Eliminar
    2. Se Casillas e Helton forem embora temos mais que muitas opções, mas quase de certeza que vamos comprar 3 ou 4. Devemos ser o clube do mundo com mais guarda redes.

      Eliminar
  5. 1. Alguém sabe quantas campeonatos ganhou o FCP desde que Vitor Pereira é o Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF?
    2.Quantos campeonatos ganhou o FCP desde o culminar do processo Apito Dourado?
    3. Manuel Tavares, ex-diretor do JN, assumiu o lugar de Diretor-Geral da FCPORTO MEDIA em Agosto de 2014. Qual a sua responsabilidade na atual politica de comunicação do FCP em que voltamos a ser os bons rapazes que não fazem ondas em nome do negócio futebol.
    4. A que ou a quem se deve o facto do FCP não ter conseguido um patrocinador para as camisolas?
    5. Porque e que os jogadores que veem para o FCP não ficam no clube mais do que duas, no máximo três temporadas?
    6. Sendo o FCP dono maioritário do Porto Canal porque é que não há na sua programação um verdadeiro espaço de debate em que os sócios e simpatizantes possam expressar os seus pontos de vista, as suas ideias, os seus sentimentos e estados de alma?
    7. Quando é que esta SAD vai perceber que o mundo esta em constante mudança e que as Redes Sociais, os Blogs criados por adeptos que sofrem com o clube, o mundo do audiovisual chegou para ficar e é fundamental aproveita-lo para levar a mensagem do nosso clube ate aos 4 cantos do globo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interessantes perguntas a pedir resposta clara.

      Abraço

      Eliminar
    2. @ Pedro

      1. Dois campeonatos (o 'shôr' Pereira tomou posse em Dezembro de 2011)

      2. Cinco [ 2007/08 | 2008/09 | 2010/11 | 2011/12 | 2012/13], sendo que esse culminar foi em 2008.

      3. Manuel Tavares responde directamente ao Presidente.

      4. Mas então não é a 'meo', naquele negócio com a Altice?! essa não percebi...

      5. Porque é essa a actual política. O Antero Henrique explicou o processo, numa (rara) entrevista ao jornal 'ojogo', julgo que em Julho de 2012.

      6. Excelente pergunta à qual não sei a resposta. Deduzo que não haja esse interesse. Talvez porque não dão audiência (estou a ser irónico, em relação à questão das audiências)

      7. No dia de São Nunca à tarde, às 11h, no farol. Então se o Presidente foi lacónico o suficiente para as desprezar e menosprezar na última entrevista...

      abr@ço
      Miguel | Tomo III

      Eliminar
  6. Oh Vassalo, como é bom acreditar e ver sinais....eu por ser míope só consigo ver bem coisas ao perto...e a mexer, até lá é como S.Tomé...Quanto a Pinto da Costa o que gostava não era de ver acção, era pelo menos de o ver mandar mudar...você consegue ver esses sinais Vassalo? Se os vir eu acredito em si......

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez seja miragem, mas parece-me que sim. Não acha que os jovens estão com a atitude Portista?

      Abraço

      Eliminar
    2. Eu também vejo....

      Daí a azia indescritível na situação Maicon....
      Murro no estômago bem em cima do diafragma que quase não me deixa respirar...

      Eu ACREDITO!!!!

      Eliminar
  7. Caro Jorge,

    Desculpe a pergunta: Você está na fase da crença ou da fé? Reconheço que não vejo nenhum sinal de melhoria. Absolutamente nenhum mas lá fé tenho muita....desculpe a brincadeira mas por esta altura é o melhor que temos.
    Nunca assobiei qualquer jogador do Porto. Discordo daqueles que o fazem aos 10 minutos de jogo, contudo há jogadores que tem de demonstrar outra rotação, outra atitude dentro de campo. Penso que isso, não servindo de desculpa é uma das razões para os assobios.
    Por fim tenho que dizer uma coisa: que a nossa comunicação é fraca, já todos sabíamos mas batemos no fundo quando comparamos calabrotes com Rui Costa. É colocar ao mesmo nível roubos de igreja com delitos de ocasião e ainda por cima vem tarde e sabe a desculpa esfarrapada cuja comparação só pode ser entendida como uma tentativa de compensar o tempo perdido. Bem sei que o nosso Presindente já não tem a mesma energia mas até quando teremos que aturar esta política de comunicação? Custa assim tanto despedir quem não percebe absolutamente nada disto?

    Raoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não disse que está tudo bem, acho que por todo o lado se vê desnorte. Espero é que signifique algo.

      E nesse sentido, sim, é um pouco de fé, claro.

      Abraço

      Eliminar
    2. Não disse que está tudo bem, acho que por todo o lado se vê desnorte. Espero é que signifique algo.

      E nesse sentido, sim, é um pouco de fé, claro.

      Abraço

      Eliminar
  8. Estamos a crescer? Onde? Em quê?

    No passivo?
    No distanciamento dos adeptos com o clube?
    Nas comissões pagas a intermediários e familiares?
    Nas derrotas consecutivas?
    Na falta de títulos em quase todas as modalidades?

    Não, caro Jorge, já paramos de crescer há um bom tempo. Eu até queria acreditar que não, mas o que a realidade dos factos demonstra é o oposto, estamos a definhar.

    Admiro a fé, mas não posso fazer de conta que acredito. Já foi tempo.


    Abraço portista,

    LAeB : Do Porto com Amor


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não nego o caos, caro Lápis. Não posso acreditar que não sirva para alguma coisa.

      Talvez me esteja a tentar convencer disso... Porque quando perder a esperança, será um dia triste.

      No entanto estamos de acordo, alternativa precisa-se. Se não de política, terá de ser de pessoas.

      Abraço.

      Eliminar
    2. Estamos a crescer imenso em Portistas. Verifique o numero de posts que querem colocar toda a gente na rua. Se as asneiras da SAD serviram para alguma coisa, pelo menos deu para alguns portistas sairem do armário, ou são só de ocasião e com um objectivo específico?
      P. Duarte

      Eliminar
  9. Você, meu caro, encaixa então perfeitamente na definição do que é um homem de fé: aquele que acredita no que não vê.

    ResponderEliminar
  10. Bem, depois de ler os comentários, só me apetece dizer que grande parte dos adeptos portistas parecem ser pessimistas por natureza. Ou então simplesmente estão mal habituados (penso que é um pouco de ambas).

    Nem imagino se passássemos o que passaram os sportinguistas. Ou até os benfiquistas, há alguns anos. Pior ainda, se fossemos adeptos de um clube de meio da tabela ou menos. Ah não, nós somos portistas portanto isso não se aplica a nós, somos melhores apenas porque... sim. O facto de eles (ou a maioria) apoiarem a sua equipa até nos momentos menos bons - e maus - apenas faz deles uns pobres coitados que se contentam com pouco, NÓS que somos bons não nos ficamos com essas afrontas.

    Compreendo o "choque" de constatar o modus operandi da SAD, curioso é que só agora, com algumas derrotas, é que alguns adeptos abrem os olhos. Lá está, tudo está bem quando se ganha, tudo está mal quando se perde. Reparem, isso do clube ser um "entreposto de jogadores" já se verifica há ANOS. Mais vincado ainda desde a famosa final de Gelsenkirchen, a qual já foi há quase 12anos atrás. E só agora notaram, ou só agora é motivo de crítica? Não me venham dizer que agora é pior, porque não vejo tantas diferenças assim. Faltam-nos jogadores de refª na equipa? Provavelmente sim, acontece, mas a tratarem-nos assim duvido que algum deles volte a sê-lo.

    Eu não ponho em causa o direito a criticar, na verdade sou apologista de que ninguém está acima de crítica, nem jogador nem dirigente. Quando as coisas correm mal, há que atuar. E foi isso que aconteceu, saiu Lopetegui pela pressão do público, entrou Peseiro. Não era quem queriam? Azar, era o possível, tivessem pensado antes. Mas não pensem por um segundo que se fosse Mourinho ou Guardiola, estaríamos agora a ganhar a todos os jogos por 4 ou 5 de diferença. O que quero dizer é que houve uma mudança inesperada de rumo a meio do trajeto. Agora, há que dar tempo e aguardar pela evolução desta opção.

    Não estou aqui para me armar em moralista, mas irrita ver tanto profeta do apocalipse. Conformismo é mau, mas isto é ainda pior, pois além de não ajudar NADA, só prejudica. Já ouviram falar nos velhos do restelo? Pois.
    Para os que tanto adoram criticar, digam-me então o que fariam melhor (agora que o problema afinal já não é Lopetegui...), e não vale algo como "está tudo mal, era correr com eles todos", porque isso para mim é apenas conversa típica de quem nunca teve que tomar decisões de responsabilidade na sua vida profissional.

    PS: Ignorei a conversa das arbitragens propositadamente. Tem-nos sido penalizadora em determinados momentos, é um facto, mas o "campo inclinado" é algo com que temos que viver desde há bastante tempo. Chamem-lhe um handicap natural, até ver é algo que não conseguimos controlar, e na minha opinião é má política perder tempo a discutir coisas que não controlamos.

    ResponderEliminar
  11. Não tem a ver com o post, mas mais um exemplo de que, para eles não existimos. No reportagem abaixo tem 3 fotos. 2 delas identificam devidamente o treinador do besfica, na primeira, que ser do treinador do FCP. podia identificá-lo, pelo menos eu, sem ajuda não consigo!!!

    http://www.maisfutebol.iol.pt/reportagem/rui-vitoria/1993-pelado-chuva-e-cal-viva-o-primeiro-vitoria-vs-peseiro

    Abraços!

    ResponderEliminar
  12. Não controlamos mas podemos denunciar e fazer barulho. Ser conformista e resignado é que não nos leva a lado nenhum. Quanto ao facto de só agora a maioria se estar a aperceber de sermos um entreposto de jogadores e um paraíso de comissionistas, é normal que assim seja pois até aqui eles ganhavam o dinheiro mas pelo menos nós tínhamos as alegrias dos
    titulos. Agora serem só eles a continuarem a ganhar os milhões e nós a termos as desilusões é que não pode ser, e por isso têm de ser responsabilizados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que devemos denunciar, mas isso é feito na hora, e para fora. Internamente não pode servir de desculpa pois é um pretexto para o laxismo ("ah só perdemos por causa do árbitro"), no máximo que usem as injustiças como ponto de motivação. Gostei do discurso de Layun após o jogo, muito assertivo e introspectivo.

      TODOS os grandes clubes sofrem do mal dos empresários, comissionistas e outros "parasitas" que gravitam em torno do desporto. Não é que isso sirva de consolo, mas a resposta dificilmente será combater o sistema, mas sim saber tirar o melhor partido disso. E nesse aspeto até acho que nos temos dado bem, temos boas relações nesse mundo, claro que nem sempre funciona a 100% mas no cômputo geral e olhando em perspetiva macro, tem funcionado - temos algum "peso" no mercado internacional. A ideia geral é que um negócio deve ser vantajoso para ambas as partes, no futebol não é diferente - nós, Clube, queremos retirar rendimento dos jogadores, principalmente o desportivo, mas também o financeiro. Se o primeiro ajuda a garantir o segundo, já o inverso nem sempre se verifica (vide exemplo Imbula). Os jogadores, querem a visibilidade que lhes garanta o sucesso desportivo, e em última instância, o financeiro. Nada de mal nisso, nós, adeptos, é que somos os "românticos" do amor à camisola. Apenas exijo profissionalismo, não exijo que amem o Clube 2 dias depois de cá chegarem.

      Voltando ao ponto que nos interessa a nós, o DESPORTIVO. Não se iludam, não estou agradado com a equipa, mas tento não dar demasiada importância a "acidentes" pontuais e deixar as análises para depois. SE ainda tivéssemos Lopetegui no banco, obviamente que aquele resultado frente ao Arouca seria desastroso, a análise seria negativa. Como optamos por revolucionar tudo há 1 mês atrás, o contexto é outro. Batemo-nos bem, a espaços, mas cometemos os erros infantis próprios de uma equipa "tenrinha" a aprender "a andar". A atitude dos jogadores acabou por refletir isso mesmo, a frustração de querer mais e não conseguir mais... ainda. Não sabemos o que lhes vai na cabeça, o que lhes vai na vida pessoal, o que lhes acontece nos treinos e balneários. Podem dizer "eles ganham milhões, só têm é que jogar" mas escusam repetir que não é por isso que se torna verdade - podem ganhar todo o dinheiro do Mundo que continuarão a ser pessoas, e é isso que teremos, seja com Maicon's e André's, seja com Ronaldo's e Messi's.

      O próximo jogo é crítico para ambas as equipas. Se perdermos, praticamente riscamos o campeonato da lista de objetivos, focando-nos em segurar o 3º. Se empatarmos, quase a mesma coisa. Se ganharmos, alimentamos a esperança e pode dar-nos algum ânimo enquanto continuamos a colar os cacos. Este jogo chega cedo demais para nós, mas é o que é.

      Eliminar
  13. entao vamos a luz quase sem centrais....

    ResponderEliminar
  14. A minha proposta é que no dia das próximas eleições para os corpos dirigentes do FUTEBOL CLUBE do PORTO na ausencia de outras alternativas se vote massivamente em BRANCO.
    Eu já me custa ver luz no fundo do tunel,só se for a do comboio em sentido contrário a aproximar-se .Bassta ler o post do Tribunal do Dragão sobre Caballero e Ruben Neves. O "inverno " Chegou ,falta saber por quantos anos.
    Os assobiadores chamam-lhe ser exigentes... e assim tornou-se pior jogar em casa do que fora.

    Saudações Portistas
    Paulo Almeida

    ResponderEliminar